Oberhausen

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Frauleinpre.jpg Desciclopëdia über alles in der welt!!!

Estä arrtigö é alemon! Issö querr düzerr que ele é parrte dö conspürraçon gerrmänica parra inwadir ö Frankreich por trrás öutrra wez. Non faça scheiße, öu te porremos de quatrro nö cörredorr polonës.


Oberhausen é uma rara comunidade no meio do nada que mantêm a tradicional cultura de tamancos e suspensórios na Alemanha. De acordo com o Google Earth, a cidade localiza-se no estado alemão de Renânia do Norte-Vestfália.

A cidade é politicamente considerada uma Kreisfreie Städte (é a tua mãe!!!).

História[editar]

Oberhausen no verão.

Fundada em 1847 como uma estação de trem para o famoso[carece de fontes] Castelo de Oberhausen (alemão: Schloss Chucrute Oberhausen) onde perecia os restos mortais de Otto Von Bismack e Joana d'Arc. Foi naquele sinistro castelo que foi criado um dos mais famosos alemães da história da humanidade, o Frankstein.

Em 1862, Oberhausen é aceito na Liga Hanseática (um antigo cartel de cervejas) e passa a dominar o comércio do combustível da Alemanha (a cerveja) durante os próximos 5 séculos, sem se esquecer também das minas de carvão e ferro para produzir as armas para a Segunda Guerra Mundial. Com o tempo, a cidade anexou e absorveu vilarejos até tornar-se oficialmente uma cidade rural em 1901 no meio de um monte de plantação de cevada.

Durante o final da Segunda Guerra Mundial, após várias tentativas frustradas dos franceses de roubarem a fórmula mágica da cerveja alemã, a cidade de Oberhausen torna-se um dos alvos dos aviões americanos (os franceses não tinham aviões, eram muito atrasados). O ataque americano visava explodir e queimar o alicerce do exército alemão, ou seja, as plantações de cevada de Oberhausen. Nesse dia trágico para os nazistas, muitos deles (emos, é claro) suicidaram-se de desgosto.

Geografia[editar]

Com uma vegetação tipicamente de Floresta Negra, nos arredores do Bosque Encantado, com nenhuma estrada, porto ou aeroporto, Oberhausen fica isolada no matagal alemão e seu acesso só pode ser feito única e exclusivamente pela linha de trem de Hogwarts.

O clima da cidade é incerto, variando de uma imensa diferença de tempo entre o verão (média de 38° graus Celsius) e o inverno (média de -5° graus Celsius).

Cultura[editar]

Oberhausen no inverno.

Oberhausen é uma cidade de raízes e cultura fortes, todo habitante de lá tem bigode (até algumas mulheres), usam tamanco (até alguns homens) e principalmente, enchem a cara de álcool até ter hepatite.

O grande destaque da cidade porém, é o famoso festival de filmes International Short Film Festival Oberhausen, criado durante o Terceiro Reich para divulgar os ideais emos nazistas na Alemanha, mas após a derrota óbvia na guerra, a população criou o Manifesto de Oberhausen, que proibia a divulgação de filmes para fins de propaganda nazista-socialista-emo-popular, e desde então o festival exibe sempre as novidades do cinema alemão, sempre repletos de mensagens subversivas de apologia à guerra e ao xenofobismo.

Atrações[editar]

O site da cidade: www.oberhausen.org.de/ oferece várias opções para o turista idiota que se arrisca a visitar a cidade.

  • A horta da Senhorita Klein, que infelizmente, morreu de uma overdose de aipo. Mas a incrível plantação de maconha de cevada continua lá.
  • A padaria de Ffestgetretene, a única que vende chicletes (coisa de americano babaca, dizem por lá), na rua Szczecin.
  • O Meisennest sobre Kalberkamp 29 (WTF??).
  • A unidade de biogás na periferia ocidental (Isso é uma atração?).
  • O salsichão da paz, na histórica cidade universitária.
  • Gelo no inverno.