Ocupação Nazi da Polônia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Ulica Kenobiego.jpg Hail Polandball!!

Ocupação Nazi da Polônia joga The Crims e Tibia todo dia, não sabe pronunciar seu próprio nome de 250 consoantes, enche a cara no bar de leite, adora checar putas, não pode ir pro espaço e odeia comunistas.
Se você vandalizar, João Paulo II vai lhe mandar pro Corredor Polonês!


Reichtangle.png Desciclopëdia über alles in der welt!!!

Estä arrtigö é alemon! Issö querr düzerr que ele é parrte dö conspürraçon gerrmänica parra inwadir ö Frankreich por trrás öutrra wez. Non faça scheiße, öu te porremos de quatrro nö cörredorr polonës.


Cquote1.png Você quis dizer: Derrota da Seleção Brasileira em 2014 Cquote2.png
Google sobre Ocupação Nazi da Polônia
Cquote1.png Na União Soviética, a Polônia invade VOCÊ! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Ocupação Nazi da Polônia
Cquote1.png NEIN NEIN NEIN NEIN! Cquote2.png
Hitler sobre dividir a Polônia com os soviéticos
Cquote1.png XAXAXAXAXXA RUSKIE RUSKIE Cquote2.png
Stalin sobre citação acima
Cquote1.png Acho que devemos agir... Cquote2.png
Aliados sobre Ocupação Nazi da Polônia
Cquote1.png Mas não querem mais uma xícara de chá? Cquote2.png
Churchill sobre esperar para o chá
Cquote1.png Ih Serjão, sujô! Cquote2.png
Faustão sobre suas férias com Sérgio Mallandro na Polônia em 39

Que fofucho!

A Ocupação Nazi da Polônia foi um dos eventos mais lembrados da Segunda Guerra Mundial, porque mostrou a incapacidade dos poloneses em se defenderem de um leve e pobre Blitzkrieg. Ocorrendo em 1939, isso desencadeou o resto da guerra, ou seja, selou o destino de Adolfinho como um presunto nazista, mas isso não vem ao caso agora. Os soviéticos e nazis concordaram em dividir o bolo e comer tudinho, ô delícia a Polônia estava em mãos vermelhas também. Em 1941, Hitler decidiu quebrar o trato e meteu o pau (ui!) nos russos, conseguindo todo o território polonês, o que não deu em nada, já que eles voltaram a ter posse dela anos depois.

Além de tudo isso, os judeus poloneses não se saíram muito bem dessa, e já que não queriam ser mandados para Madagascar (caso não saibam, Hitler queria fazer um Estado judeu em Madagascar sendo, ironicamente, o primeiro sionista famoso) foram pra Madagasgás, vulgo Auschwitz.

Invasão[editar]

O próximo alvo de Hitler

Hitler, quando estava sobre efeito de um chucrute envenenado, resolveu que iria atacar a Polônia para ter um ponto de acesso para o resto dos países leste-europeus, para depois dominar a Ásia (passando pelo Exército Vermelho "facilmente"), assim passando com embarcações até o Alasca, dominando Estados Unidos e Canadá, pouco antes de dominar o mundo. Quando percebeu, a Polônia era sua e os camaradas estavam de olho, fazendo-o mudar seus olhos pros vizinhos perfumados.

Administração do território[editar]

Os soviéticos ficaram com 52% do território, e os alemães com o "pequeno resto". As áreas sob controle alemão só tinha polonês, judeu e polonês judeu, resultado: MERDA! Enquanto isso, os comunas ficaram com a parte culturalmente enriquecida, onde todo mundo falava língua diferente, tinha cultura diferente, país natal diferente e transava em posições diferentes. Essa divisão foi essencial para Hitler ser mal-visto, já que os judeus ficaram na cola dele e como visto os judeus amavam Hitler e sua trupe, não que ele merece-se mas ele ainda merece...

Tratamento dos nativos[editar]

Eles eram muito bem tratados, recebiam café da manhã no quarto por soldados vestidos de azul-bebê e um panfleto de bom dia do fuhrer. A treta era tamanha que Hitler queria alemanizar toda a Polônia, mandando os poloneses (e judeus) pro gás ou pra outro lugar bem longe dali, o que deixou o mundo incrivelmente puto com a safadeza do rapaz, ajudando incrivelmente na propaganda aliada (que não precisava de muito esforço pra ser feita, já que não é necessário convencer as pessoas que aquele emo não bate bem das ideias). O camarada Stalin também tinha ideias parecidas, mas ficou com dificuldade na hora de saber quem era um polonês exterminável naquele emaranhado de gente diferente, então oprimiu todo mundo mesmo, inclusive os revoltados de plantão que tomaram no rabão.

Holocausto[editar]

Como já citado algumas milhões de vezes acima, Adolfinho não ia muito com a cara de judeus e eles estavam pesando em sua conta bancária, já que pediam suprimentos que eram usados de miojo para soldados da SS. Para resolver o problema, mandou a negada pruma casinha de banho dos deuses em um lugar qualquer do sul Polaco-Germano e meteu gás (coitado do meio ambiente). 6 milhões desses judeus poloneses se foderam na mão desse emo (Que vergonha! Que vergonha!).

Recuperação do território[editar]

Quando britânicos, americanos, canadenses, belgas, holandeses, noruegueses, franceses e mais uma de gente atacou o Morro do Alemão local onde a quebrada alemã se localizara, fazendo Adolfão se matar por sua pátria ariana Suassuna não ter conseguido dominar a Europa e o mundo, a Polônia também se salvou de ter seu povo fodido por inteiro, sendo que tudo terminou bem ^^. Não, pera...

Veja também[editar]