Oh! Darling

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Este artigo é sobre um HIT!

É uma música chata, repetitiva e seu vizinho adora. SOLTE O SOM!

Music madonna.jpg
Uma cena de viadagem no videoclipe, nesta época John ainda não conhecia a Yoko e por isso saciava seus desejos em Paul.

Oh! Darling é uma canção composta pelo grupo de dentuços britânicos e cabeças de tigelas chamados Os Besouros. Foram horas de música e gemidos de Paul e Lennon no estúdio até eles comporem uma de suas músicas mais gemidas intitulada "Oh! Darling, que traduzido significa: Cquote1.png Oh! Querido, vai lá, vai fundo que eu aguento. Que delícia, cara! Cquote2.png. A música foi composta 15 dias depois da Páscoa, onde John Lennon e Paul McCartney trocaram os ovos. A música foi uma homenagem de Paul para o narigudo, hippie e barbudo John Lennon, que retribuiu dando-lhe uns amassos, ambos demonstraram o amor que tinham um pelo outro. O lançamento da música foi comemorado com uma suruba em grupo onde eles conheceram os outros membros da banda Ringo Starr e George Harrison. Mais tarde, a música foi lançada no álbum Abbey Road de Mil e Novecentos e você senta em nove.

Letra[editar]

Oh, darling.
Please believe me.
I'll never do you no harm.
Believe me when I tell you,
I'll never do you no harm.

Oh, darling.
If you leave me,
I'll never make it alone.
Believe me when I beg you,
Don't ever leave me alone.

When you told me
You didn't need me anymore,
Well, you know, I nearly
Broke down and cried.
When you told me
You didn't need me anymore,
Well, you know, I nearly
Fell down and died.

Oh, darling.
If you leave me,
I'll never make it alone.
Believe me when I tell you,
I'll never do you no harm.

Believe me, darling.

When you told me
You didn't need me anymore,
Well, you know, I nearly
Broke down and cried.
When you told me
You didn't need me anymore,
Well, you know, I nearly
Fell down and died.

Oh, darling.
Please believe me.
I'll never let you down.

Oh, believe me, darling.

Believe me when I tell you,
I'll never do you no harm.