Pó de crê

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Este artigo é relacionado à história.

Lembre-se que os alemães perderam a guerra. Duas vezes.

Tempos-modernos01.jpg


Cquote1.png Você quis dizer: Pode crer Cquote2.png
Google sobre Pó de crê
Cquote1.png Donde usted compraste tal maravilla? Cquote2.png
Maradona sobre Pó de crê
Cquote1.png Eu tenho medo! Cquote2.png
Regina Duarte sobre Pó de crê

Ilustre Maradona, um dos primeiros a experimentar o famoso Pó de crê

Cquote1.png Na União Soviética, o Pó de crê cheira VOCÊ! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Pó de crê
Cquote1.png Eu cheiro há trinta anos, todos os dias, todos os dias não pulo nenhum, e não to viciada! Cquote2.png
Maria Alice Vergueiro sobre Pó de crê
Cquote1.png Gimme Gimme, Gimme, Gimme more! Cquote2.png
Britney Spears sobre Pó de crê
Cquote1.png Wonderful! Cquote2.png
Lindsay Lohan sobre Pó de crê
Cquote1.png Isso non ecziste! Cquote2.png
Padre Quevedo sobre Pó de crê
Cquote1.png Pó de crê? Pode crê aee Cquote2.png
Os mano bem loucos depois de cheirarem um saquinho de Pó de crê
Cquote1.png Eu cheiro com um tubo de caneta, porque o que faz mal é o canudinho. Cquote2.png
Maria Alice Vergueiro sobre Pó de crê
Cquote1.png Miaaaaaaaaaaaau Cquote2.png
Gatinho bem louco após cheirar um restinho de Pó de crê

Pó de crê é uma das drogas mais antigas e secretas existentes.

Início[editar]

Tarsila ao chegar em São Paulo, perceba os pés inchados e a aparência do Nariz após uma cheirada

Ficou famosa na época em que Dercy era virgem, e depois nunca mais se ouviu falar. Lá pela época de 1920, os jovens malandros da época, como Tarsila do Amaral, Mário de Andrade e Oswald de Andrade, descobriram a existência da droga. Na época, essa turminha barra-pesada era considerada maneiraça e eram os populares do colegial.

Os nerds viviam bisbilhotando a vida deles e descobrindo gírias utilizadas pelos jovens populares. Certo dia, um Gordinho maroto foi todo sorridente tentar ouvir a conversa dos 3, mas tudo que o gordinho ouviu foi um "Pó de crê". Achando que era mais uma das gírias maneiras inventadas pelos jovens, o gordinho espalhou-a pelo colégio inteiro, todos interpretaram como "Pode crer" e assim é falado até hoje.

Os três junto com mais 2 amigos desconhecidos, formavam o Grupo dos Cinco, uma seita que servia ao Belzebú e cultivava Gatinhos para Cheirar e quando encontravam o raro e milagroso Pó de crê, aproveitavam ao Máximo!

Em 1927, Tarsila foi passear no Amazonas e encontrou uma tribo de índios que tinham uma fonte preciosa de Pó de crê. Lá a malandra passou um tempo até descobrir o segredo milenar da cultivação de Pó de crê. Quando o descobriu, os índios vieram atrás da moça, que fugiu a pé.

Ao chegar em São Paulo, a garota estava exausta e teve um surto "A La Van Gogh" e decidiu pintar o seu autorretrato.

A droga nos dias atuais[editar]

Matéria prima do pó de crê. Diga não às drogas

Não se sabe se anida há alguém que cultive a droga por aí, a última vez que a droga foi vista foi em 1998 numa apreensão do BOPE na favela da Rocinha. Rolam boatos de que o grupo dos 5 existe até hoje e é composto atualmente por:

Nova Versão[editar]

Jovem testando uma nova versão da droga

Com o aparente desaparecimento da droga, os Usuários viciados passaram a cheirar gatinhos, mas para eles isso não chegava nem aos pés do Pó de crê. e Arnaldo Jabor decidiram tentar fabricar a droga com uma nova versão feita em laboratório.Para isso, jovens de 18 a 22 anos foram selecionados, sequestrados e dopados para que a droga fosse testada e nenhum deles lembrasse do ocorrido.

No fim, tudo foi um fracasso, a droga não tinha o resultado esperado e então os dois desistiram de tentar trabalhar nessa nova fórmula. Não há notícias de que alguém tenha tentado fabricá-la novamente.

Ex-Usuários e Usuários[editar]

Cid se esbaldando em uma banheira cheia de Pó de crê


Ver também[editar]