PTC Creo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Integral as region under curve.png Este artigo é engenheiro!

E deixou de ir à muitas festas e pegar muitas mulheres para estudar para a prova de equações diferenciais.


Cquote1.svg Yo no creo! Cquote2.svg
Hermano maravilhado com o software.
Cquote1.svg Pra dançar créu tem que ter disposição... Cquote2.svg
MC Créu sobre Creo

Um 3D muito complexo de uma ferramenta aparentemente nem tão complexa assim, um barbeador elétrico.

Cquote1.svg Cri ... cri ... cri... Cquote2.svg
Grilo corrigindo sua pronúncia
Cquote1.svg É "crio?" Cquote2.svg
Você aprendendo a pronunciar, depois de ser ridicularizado em frente à turma.
Cquote1.svg Créu créu créu créu Cquote2.svg
MC Créu cantando sua complexa letra musical Você persistindo no erro de pronúncia nos momentos cruciais de sua carreira.

O Creo PTC é o Paint dos engenheiros. No entanto, é mais comum a ferramenta ser descrita como um “software de engenharia para engenheiros”, já que engenharia é uma palavra que evoca autoridade.

Por isto, aliás, ela e suas variações são engenhosamente usadas em todas as frases desse texto: para que ele tenha uma áurea de prestígio. As repetições, portanto, de engenharia são recorrentes neste artigo não por desleixo ou falta de vocabulário. Não, óbvio que não: tudo aqui foi engendrado engenhosamente .

Desenvolvimento[editar]

Pode parecer que os desenhos anteriores aos softwares também eram belos... Mas nem todos engenheiros tinham a habilidade artística de Leonardo da Vinci!

Embora seja comum imaginar engenheiros como uma raça de seres inventivos e artísticos, na prática, a habilidade de grande parte deles para desenhar mesmo um é bem questionável.

Por isso, em algum ano, foi criado o PTC CREO para que os estudantes não precisassem perder tempo e a sanidade mental fazendo desenhos técnicos à mão. Agora eles perdem tempo e a sanidade mental fazendo desenhos técnicos no computador!

Depois de aprender a utilizar o software (que não é nada intuitivo para afastar os curiosos), fazer desenhos de peças e estruturas é muito mais eficiente. Afinal, há diversos downloads de peças prontas pirateados disponibilizados na internet. Assim, o processo de plagiar desenvolver produtos se tornou muito mais rápido e os aspirantes a engenheiros podem aproveitar melhor seu tempo, frequentando postos de gasolina, reclamando dos seus professores e se arrependendo por terem escolhido essa maldita profissão.

Concorrentes[editar]

O Creo, no entanto, não foi o primeiro software desse tipo a ser criado, nem o último. Ele tem vários concorrentes. Os principais são o SolidWorks e o Autodesk Inventor. Naturalmente, os engenheiros adoram discutir as diferenças técnicas que tornam um merlhor que o outro em tal aspecto e o outro melhor que o um no aspecto tal. Caso você seja um engenheiro ou queira se passar por um e acaba entrando numa dessas discussões, cruze os braços, discorde de todas os pontos levantados e dê alguns sorrisos debochados em momentos aleatórios. Com certeza assim você irá se sair bem.

Creo dando uma mãozinha pros engenheiros

Dica: repetir algumas palavras mencionadas antes da risada debochada é um toque de ouro.

“Mas o assembly do Creo é muito pouco intuitivo.”
“Intuitivo... (sorriso de deboche)”
Sucesso!

Versões[editar]

O Creo possui quatro versões, são elas a 1.0, a 2.0, a 3.0 e a 4.0 que são, respectivamente, a primeira, a segunda, a terceira e a quarta.