Paolo Rossi

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Mafiapre.jpg PORCA MISÉRIA!!

Questo articolo è 100% made in Italia ed è sotto il controllo di Cosa Nostra! Perciò sta' bene attento a dove metti le tue manacce zozze o i nostri amici verranno a casa tua per spezzarti le gambine!

Cquote1.png Tirô! Yeah, gooooal! Cquote2.png
Narrador Fanho sobre gol de Paolo Rossi contra a Seleção Brasileira

Rossi, ao saber que enfrentaria o Brasil

Reginaldo Paolo Rossi (Prato, 23 de setembro de 1956) é um ex-futebolista italiano que atuava como atacante. Conhecido por ser o cara que fodeu a seleção canarinho na Copa do Mundo de 1982 cujo time foi considerado um dos melhores do Brasil de todos os tempos tendo Zagallo, Zico, Éder, Falcão e Toninho Cerezo (o último entregou um gol pra Paolo), mas quizivôda, pois estamos aqui para falar sobre Reginaldo Paolo Rossi.


Tragédia do Sarrià[editar]

Rossi, logo antes de meter um gol no Brasil. Repare que o jogador atrás veste um capacete.

Paolo Rossi sempre foi um jogador meia-boca, porém como os outros atacantes italianos da época também eram um lixo o desgraçado acabou sendo convocado para a Copa do Mundo de 1982.

O motherfucker italiano marcou 3 gols na Tragédia do Sarrià em que o Brasil conseguiu fazer uma merda semelhante ao Maracanazzo em 1950.

Carreirinha do malandro[editar]

Rossi começou sua carreira em times pequeninos, como Juventus e Como tu Mamma. Como já citado, ele era um jogador fraquinho, que não tomava Biotônico Fontoura, por causa disso, passou nesses clubes por pouco tempo.

Mas, como todos nós já sabemos, a vida é uma caixinha de surpresas, então Paolo Rossi foi contratado pelo Vicenza, onde disputou a série B e foi campeão, marcando vários golos, inflamando a torcida, que sempre batia palma, dava grito e levantava a mão passando energia!

Rossi, depois do jogo contra nossa seleção

Mas em 1980, foi descoberto um escândalo na loteria esportiva italiana, a Totocalcio. Foi sabido que vários jogadores e clubes faziam apostas e manipulavam resultados, sempre com o intuito de beneficiar o Flamengo. Várias pessoas foram presas dentro de campo, dando a maior merda lá pra terra da bota. Paolo foi suspenso por três anos, mas como a justiça italiana é lerda como a nossa, reduziram pra dois anos, assim ele poderia jogar a Copa do Mundo de 1982. Ele já havia feito um belo trabalho na Copa anterior, mas tenta ganhar da Argentina lá na Argentina pra ver se os torcedores não te matam...

Terminado a pena do italiano, começou a pena para os brasileiros. Nossa seleção fazia um bom papel no torneio, esculachando todo mundo que vinha pela frente. Fomos enfrentar a Itália, de Paolo Rossi. A seleção italiana tinha um projeto tático maravilhoso, no esquema 8-1-1: Oito zagueiros, no meio de campo tinha o Diego Tardelli e no ataque, tinha o Rossi. Depois da merda feita por Cerezo, percebemos que não havia como parar Rossi e a tática ofensiva italiana. Perdemos por 3-2, com tripletta do FDP. Mas, para provar que não era um cagão, ele mandou a Polônia pra casa e metendo gol também na Lemanha. Depois disso, voltou a ser um anônimo no futebol, para delírio dos brasileiros.

Flag of Italy.svg
Flag of Italy.svg

Goleiros: ZoffZengaGigi BuffonLorenzo BuffonToldoCombi
Zagueiros/Laterais: BaresiGentileCannavaroMaldini paiMaldini filhoNestaScireaCostacurtaMaterazziChielliniGiuseppe BergomiZambrottaFacchetti
Meio-campistas: ContiTardelliPirloTottiGattusoDino BaggioCamoranesiRiveraDe RossiZolaMeroniBenetti
Atacantes: MeazzaRoberto BaggioBonipertiDel PieroFilóInzaghiBalotelliPaolo RossiPiolaBettegaGigi RivaDi NataleJosé AltafiniGilardinoValentino MazzolaToniSandro MazzolaVieriVialliManciniTotò Schilacci