Penadinho

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Eyeless jack scare.jpg Este artigo é ASSOMBRADO!

Alguma assombração que atravessa paredes e adora pregar peças em cagões
está vigiando este artigo, então cuidado com os objetos flutuantes e não vandalize,
ou ele virá puxar seu pé enquanto dorme.

Penadinho comemorando por ter matado mais um de taquicardia.

Cquote1.png É aquele "bonequinho" da vacina? Cquote2.png
Sua mãe confundindo Penadinho com Zé-Gotinha.
Cquote1.png Eu sou a alma da festa! Cquote2.png
Penadinho, aproveitando a fama do plágio, pra repetir a piadinha mais sem-graça de Gasparzinho Casper.
Cquote1.png BLÉÉAARRGHWBUUURBLÁÁÁÁHH!!! Cquote2.png
Penadinho fazendo vítimas (é ridículo, mas funciona mesmo).


Intodução[editar]

Penadinho é a alma mais do que, e eu disse MUITO penada da Turma da Mônica, seu nome faz total jus à sua condição. Ele está há anos preso na dimensão dos vivos, sendo um fantasminha com pernas mais curtas do que os braços do Horácio, uma cabeça em forma de pera e um tamanhinho de anão, mesmo ele garantindo, em muitas histórias, que morreu já adulto, embora jovem e não sofria de unanismo.

O Plágio[editar]

Esse não é um vício que Penadinho tenha, nem vivo NEM MORTO!

As pessoas dizem que ele nada mais é do que um plágio tupiniquim de Casper, conhecido no Brasil como Gasparzinho, mas há muitas diferenças entre eles, Gasparzinho foi criado para tirar o medo das criancinhas, Penadinho é para que as mesmas se familiarizem com a ideia de que, cedo ou tarde, todos vão para o buraco (não esse). Penadinho também não é assim tão camarada e, bem ao contrário de Casper, fica deprê quando não consegue assustar. O brasileiro não tem tio nenhum pra lhe encher o saco, é todo degenerado, há histórias dele matando gente do coração, jogando cartas, falando palavrão com o restante da galera do cemitério (Casper deve ter pavor à cemitério). Ao invés daqueles lindos e abichalhados olhinhos meio puxados pra cima, o tupiniquim tem olheiras de fazer inveja ao ameixa seca.

O único lugar em que ele é um pouco camarada é no Parque da Mônica, não que aí o cuidado com as crianças seja maior, mas porque ele fica bem sossegado ao ver aquela pirralhada e entende que mesmo convocando sua turma toda, não conseguirá ser mais assustador.

Vida Morte Amorosa - Família[editar]

Alminha.jpg

Ele tem uma namorada de nome Alminha, que tem quase as mesmas tristes características, talvez, ao morrer, tenham sido esmagados pelo mesmo conteiner que os deixou naquelas condições, mas ela até tem um charminho, anda rebolando, parece sempre ter feito chapinha nos cabelos, é toda chata dengosa e burra, como quase toda gostosa é. Penadinho não é fiel, nesse aspecto ele também continua degenerado, vive paquerando, ao assustar, se for uma mulé bonita, ele já une o útil ao agradável, xaveca depois de assustar se ela não tiver uma parada cardíaca.

Sobre sua família sabe-se pouca coisa, mas tem dois sobrinhos, legítimos ou improvisados, também fantasmas: Pixuquinha e Quipuxinha, estes sim, morrerram ainda crianças, e Pixuquinha, mesmo mais jovem, revela uma forte tendência ao lado rosa da força, mas isso não é herdado do Penadinho, sendo ou não tio de sangue.

Passatempos Preferidos:[editar]

Dormir em sua cova (não essa e nem sua). Assustar. Dormir em sua cova. Falar palavrões. Dormir em sua cova. Assustar a turma da Mônica, sobretudo os quatro principais que são mais impressionáveis (deviam se assustar mais com eles mesmos). Dormir em sua cova. Salvar o Cranicola. Dormir em sua cova. Berrar sacudindo o lençol. Dormir em sua cova (já encheu isso, não?). Gosta de afagar carinhosamente os cotocos as mãos da Alminha. Aprecia roubar pegar sempre um lençol novo, e também procurar lugares novos pra ele e seu bando assustar, solicitar que a Dona Morte mande mais almas pra penarem lá com ele (você se habilita?), ao invés de irem pro céu ou pro inferno. Fumar, cheirar, injetar... não, isso ele nunca fez (que eu tenha visto), mas talvez ele fizesse quando era vivo (ou não). Dar festas de Helloween fora de época no cemitério, no Parque da Mônica, no puteiro que ele frequentava quando era vivo, e onde mais conseguir. ADORA atocaiar as pessoas atrás dos muros do cemitério, das árvores e dos postes. Ele também gostava de se esconder atrás da pedra do Cranícola, até notar que perto daí ninguém passava, embora o crânio falante não tenha tanto gosto em ver olhos arregalados, pentelhos cabelos em pé e ouvir corações aos pulos que podem parar em seguida.

Por causa do cemitério e das olheiras, Penadinho é confundido com gótico, emo e até dark, mas sua cor preferida é, apesar de não ser racista, definitivamente, a cor branca. É essa uma das poucas características em comum com Casper.