Phasianidae

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Faisãonídeos
Um fasianídeo incertae sedis
Um fasianídeo incertae sedis
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Acordados
Classe: Voadores
Ordem: Frangolinos
Família: Faisãonídeos

Phasianidae é uma família de aves rechonchudas e semi-aladas, geralmente trituradas em milhões de pedacinhos para formar Nuggets ou simplesmente esquartejada em bandejas de frango à passarinho. Esta família reúne galinhas, perus, pavões, faisões, codornas, perdizes, tetrazes e tudo o que possa ser assado e servido no Dia de Ação de Graças.

Anatomia[editar]

Os fasianídeos são aves de pequeno porte mas que servem uma refeição completa. Fazem mal quando fritas e sua pele não é recomendada por nutricionistas chatos que te querem ver sofrer comendo grama até que fique raquítico. Estas aves possuem asa atrofiada e por isso não conseguem voar, no máximo pular ou bater as asas escandalosamente enquanto soltam penas para aterrorizar quem chegue perto. Aliás, uma das maiores habilidades dos fasianídeos é a capacidade de simular perfeitamente uma possessão demoníaca. Como são aves fracas, pequenas, sem veneno, sem camuflagem, lentas e estúpidas, a única defesa natural que desenvolveram, quando potenciais agressores se aproximam, é o de simular uma perfeita possessão demoníaca. Elas se contorcem, se tremem toda, batem asa e saem pulando aleatoriamente e fazendo sons medonhos de desespero e terror, procurando assim desmotivar o potencial predador. Como os humanos são ateus, são imunes a essa tática de defesa, e por isso os fasianídeos hoje estão aos bilhões encarcerados esperando o dia de serem comidos.

São aves obesas e bombadas, correndo em seu sangue todo tipo de anabolizante e hormônio, o que os tornam excelente refeições para os humanos, acostumados a comerem todo tipo de porcaria.

Possuem alto disformismo sexual, onde machos geralmente não são comestíveis por serem duros e mal humorados, maiores que as fêmeas e parecendo outra espécie.

Suas patas curtas exibem esporões, que servem para ciscar a terra em busca de comida, que é basicamente estrume com minhocas, isso se não estiverem num cativeiro sendo alimentadas com hormônios direto na veia.

Gêneros[editar]