Portal

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Virtualgame.jpg Portal é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, algum desenvolvedor indie mente sobre seu jogo

Portal
Portal cover.png

Capa do jogo

Informações
Desenvolvedor Válvula
Publicador Válvula
Ano Outubro de 2007
Gênero Puzzle
Plataformas PC, PS3, XBOX360
Avaliação T
Idade para jogar +12

Cquote1.svg Você quis dizer: Porta Cquote2.svg
Google sobre Portal
Cquote1.svg Fica, vai ter bolo! Cquote2.svg
GLaDOS sobre Portal
Cquote1.svg ... Cquote2.svg
Cubo companheiro sobre Portal
Cquote1.svg Também te amo! Cquote2.svg
Chell (personagem principal do jogo) sobre autismo a citação acima
Cquote1.svg Eu não entendo Cquote2.svg
Albert Einstein sobre Portal
Cquote1.svg Somos dois Cquote2.svg
Stephen Hawking sobre seu amigo Albert
Cquote1.svg Quem esta aí? Cquote2.svg
GLaDOS sobre você jogando Portal
Cquote1.svg Te achei! Cquote2.svg
Robozinho bonitinho descarregando um pente de 6000 pulsos atômicos em sua carne
Cquote1.svg Temos um bolo esperando por você... Cquote2.svg
Uma mentira que você vai ouvir no jogo inteiro
Cquote1.svg Mas não é mentira, é que... AHHHHHHHHH!!!! Cquote2.svg
Guria retardada passando na frente de robozinho bonitinho
Cquote1.svg É uma cilada Bino! Cquote2.svg
Pedro sobre o bolo do Portal
Cquote1.svg Que se abra o Portal da esperança!! Cquote2.svg
Silvio Santos jogando portal
Cquote1.svg BECAUSE I'M A POTATO!! Cquote2.svg
GLaDOS em Portal 2
Cquote1.svg GLaDOS!! Cquote2.svg
Lembrando MS-DOS, OMG!!
Cquote1.svg Some daqui, mano! Cquote2.svg
GLaDOS Dolabella

Portal é um jogo muito fácil, que exige pouquíssima capacidade mental, e tão popular como Winning Eleven (também conhecido como Uing Elévi). Nele você usa uma bugiganga que manipula a dobradura do tempo e espaço para fazer alguns belos origamis. Também é um jogo que ensina culinária e valores humanos como sincerdidade, paciência e mostra amizade com objetos inanimados criaturas mágicas e cúbicas.

Mas antes...[editar]

Se você não gosta de jogos que exigem problemas virtuais cístmicos estridos de demedenências abólicas e indólicas com um pouco de virtualidade arrenatada de pura ablocie e ulícoça difícil demais, por favor não jogue o jogo (e nem leia isto aqui...)

A geringonça que cria portais.
GLaDOS,a lata velha assassina.

Como surgiu[editar]

Exemplo de como o jogo é direcionado aos jogadores casuais

Cquote1.svg Foi algo parecido com uma explosão. Mas com a diferença de que nada explodiu. Cquote2.svg
Mecânica quântica sobre Portal
Basicamente Portal foi desenvolvido por um bando de nerds desocupados do MIT (e, por padrão, infinitamente mais inteligentes que quem joga o jogo), preocupados com a complexidade dos jogos de videogame de hoje em dia, que exigem demais de um jogador padrão, que mal sabe pular e acertar o chefão ao mesmo tempo. Para consagrarem um bem a humanidade, decidiram que iriam reinventar a forma de jogar, e para isso resolveram brincar com as leis da física no mundo da informática, para tornar a experiência a mais básica e simples possível para seres humanos normais.

Houve várias tentativas, e vários protótipos foram feitos antes de se chegar a um resultado final. Alguns deles foram:

  • Volei Atômico com Hulk
  • Marioverse
  • Harry Potter e o Incrível Manto Telecinético de Subjugação Material
  • Caixas Quadriculares Voadoras (incrivelmente similar a um jogo russo)
  • E vários outros...

Jogabilidade[editar]

O jogo consiste em somente fazer buracos na sua mãe portais para passar de uma sala a outra, colocar cubos em um botão e penetrar em um elevador para o próximo nível. A grande originalidade que eles tiveram para você destruir a GLaDOS, é apenas jogar bolinhas em um incinerador. Em Portal 2, para derrotar Wheatley, você apenas conecta 3 bolas de metal nele! Diversão completa para toda sua família!

Produtos[editar]

No jogo, a Aperture Science fez contrabando alguns produtos para facilitar a vida dos humanos.

  • Turret: Um bichinho filho da puta que tem 2 patas na frente e 1 treco cravado atrás.

Se você chegar perto dele, terá seu funeral.

  • Botas de longa queda: Uma bota com uma mola que reduz o impacto da queda;
  • Arma de Portais: uma arma que abre portinhas mágicas, redondas e coloridas portais na parede, chão e teto;
  • Cubo: Uma caixa que não serve pra porra nenhuma, só para apertar botões inúteis.
  • Botão de pressão: Nada mais nada menos do que um botão.
  • Painéis: Uma parede que se move. Se você passar por trás dela e ela voltar, nem tente saber o que acontece.
  • Esmagadores: Nome auto-explicativo.
  • Bagulho Fé aérea: É um treco que te toca na puta que pariu ao lado reverso.
  • Gel de repulsão : Uma tinta azul que de acordo com a empresa, é feita para pular muito alto e drogar emagrecer as pessoas.
  • Gel de propulsão : Tinta laranja que te faz correr rápido pra caralho igual ao Sonic. Só não será muito feliz se você bater de cara na parede.

Personagens[editar]

Chell
  • Chell: É a personagem principal, que ninguém sabe de onde veio e como foi parar naquele quarto no início do jogo. Ela é muda por causa que é filhota do Gordon Freeman da puta economia da Valve.
  • GLaDOS: Um super computador, com inteligência artificial extrema, tipo o IBM de 1970 do Chuck Norris, e não te ajuda bosta nenhuma durante todo o jogo, só fica falando do bolo que você vai ganhar quando completar todos os testes. Quando completa, ela quer te queimar. Após você fugir, GLaDOS tenta te convencer a voltar dizendo que está muito feliz pelo seu sucesso, mesmo sabendo que não vai adiantar em merda nenhuma. Quando você a encontra, ela diz o quanto você é inútil e infeliz, e tenta te matar usando neurotoxina, isso demonstra a tamanha criatividade dela em tentativas de homicídio.
  • Rattman: Foi o cara que fez os desenhos macabros nas paredes. É um drogado que supostamente trabalha na Aperture Science, que anda com um companion cube nas costas porque é virgem e não tem nenhuma namorada. Vive tomando pílulas que ninguém sabe de que é, provavelmente para depressão. Ele tem várias fotos de gostosas peladas, mas ele colou no lugar do rosto delas, uma foto do Companion Cube.
  • Cave Johnson: O fundador da Aperture Science. Ele quer criar uma arma que queima a casa das pessoas com limões, e ele consegue fazer a GLaDOS ter orgasmos apenas dizendo sobre limões e queimar casas.
  • Wheatley: Ele aparece apenas no Portal 2. É um robô esférico inglês e incompetente, criado com o único propósito de fazer da GLaDOS uma idiota e evitar que ela matasse mais pessoas. Seu nível de incompetência é tão alto que ele não consegue regular o comportamento da GLaDOS, então decide achar você e fugir feito um baiano.

Mais tarde no jogo, ele usurpa a GLaDOS do controle e a enfia numa batata, um pouco antes de mandar vocês dois pro inferno.

Continuação: Portal 2[editar]

O jogo recebeu uma continuação em 2011, denominada Portal 2. Misteriosamente, Chell retorna a Aperture Science. Talvez porque ela queria sofrer mais. Porém, surge de repente uma bola de metal chamada Wheatley, sendo que a Aperture Science tinha explodido no Portal 1,é bruxaria isso! Wheatley e Chell fazem a cagada de ressuscitar dos mortos a GLaDOS, que obviamente, quer matar a Chell por ter obesidade mórbida.

Modo co-op (cooperativo)[editar]

Surgem 2 personagens inúteis no jogo : Atlas e P-Body.

  • Atlas: É uma bola com pernas e braços que tem "voz" de cantor de heavy metal.
  • P-Body: Parece um ovo esticado e achatado, também com pernas e braços.

Você e seu companheiro irão controlar algum deles para passar em testes usando o troço que cria buracos mágicos na parede. O modo é parecido com o single-player, mas a diferença é que o modo co-op é para quem tem amigos, ao contrário de você que namora com sua mão direita.

v d e h
Half-Life logo.png