Puberdade

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Puro osso.gif Puberdade surgiu das trevas!!

Of DOOOOOOOOOM!!!

Darth vader boliche.gif ESTE ARTIGO PERTENCE AO LADO NEGRO DA FORÇA!
Seu número da sorte é 666, sua dieta é baseada em morcegos e tem um pentagrama pendurado no pescoço.

Se vandalizar, demônios o infernizarão pelo resto da vida!

Ozzy2.jpg
Este adolescente olha definitivamente deprimido com a sua puberdade.

Cquote1.svg Você quis dizer: Puberdemônia Cquote2.svg
Google sobre Puberdade
Cquote1.svg Você quis dizer: Destruidora de vidas Cquote2.svg
Google sobre Puberdade
Cquote1.png Experimente também: diabo Cquote2.png
Sugestão do Google para Puberdade

Puberdade é a fase na vida de um ser humano em que ele descobre a masturbação. Ao contrário do que muitos dizem, a compulsão por se masturbar é a característica fundamental dessa fase, sendo toda e qualquer outra característica meramente acessória.

Para saber se você está ou não na puberdade subtraia da sua idade o número de vezes que você se masturba, em média, em uma semana. Se o resultado for negativo você está na puberdade. Se for nulo ou muito próximo de zero, você está entrando nela.

Decorrências do excesso de masturbação[editar]

A masturbação em excesso provoca diversas alterações no corpo. Nos homens, ela faz crescer pêlos nas mãos, no suvaco, nas virilhas, no saco, e no peito; dá espinhas, barba, caspa, bafo, cecê, faz a voz engrossar e o braço direito crescer (isto é se a pessoa não for canhoto).

Mulher que optou por não se depilar

Nas mulheres, a masturbação provoca o crescimento das mamas (mulheres com seios fartos se masturbaram muito durante a puberdade), o crescimento das nádegas (mulheres com as nádegas grandes se masturbaram muito durante a puberdade), o surgimento de pêlos... Ah, tá se perguntando das mulheres que têm os seios e as nádegas fartas? Sim, elas não faziam mais nada além de se masturbar durante a puberdade.

Como fôra dito, o surgimento de pêlos (as mulheres têm tanto pelo quanto os homens, só que elas depilam desde que os primeiros fios começam a aparecer. No nosso meio há muitas mulheres disfarçadas de homens, que não percebemos devido à quantidade de pêlo no corpo, exemplos que estão na mídia: Tony Ramos, Fidel Castro e Tua mãe).

Mas, a principal consequência do excesso de masturbação nas mulheres é a menstruação. Poucas mulheres sabem, mas se deixarem de se masturbar deixarão de ficar menstruadas, pois o óvulos precisam dos estímulos nervosos transmitidos através do orgasmo para que saiam dos ovários.

Sexualidade[editar]

Uma pessoa na puberdade vê sexualidade até em uma porta ou em um travesseiro. Esse é outro teste que você pode fazer para saber se está na puberdade ou não: se alguma das imagens desse artigo te deu aquela vontade de tocar umazinha, você está na puberdade.

Voltando ao assunto, uma pessoa na puberdade não consegue conter sua sexualidade e graças a tal fato, milhões de empregos são gerados na economia informal através dos cabarés e zonas. Estima-se que as zonas são responsáveis por 24,16% do PIB do Brasil.

Fodas[editar]

O caso das mulheres é bem diferente: elas não têm à sua disposição um prostíbulo de quinta categoria a cada esquina para poder extravasar seu excesso de vontade durante a puberdade, isso porque a maioria delas acredita no cabaço.

O cabaço - ou hímen - foi uma gafe cometida por um ginecologista cego que, tentando penetrar a vagina de uma paciente para fazer um exame não percebeu que estava penetrando o ânus e, associando tal resistência ao fato da paciente se declarar virgem, acreditou que havia descoberto uma película de pele que protegia a entrada da vagina. Tal teoria foi rejeitada pela comunidade científica, mas veio a calhar com a política de dissiminação de DST's implantada pela Igreja Católica, pois o medo da dor faria as mulheres temerem sua primeira relação sexual.

O cabaço foi essencial no controle populacional e graças à sua contribuição para o mundo com a criação do Mito do Cabaço, a Igreja Católica recebeu da Forbes o prêmio de Empresa do Ano. Contudo, deve-se deixar claro que o hímen não existe. Ele é só uma pressão psicológica para você, mulher, temer seu direito inalienável de dar a buceta e o cu, após a consulta ao uginicologista cego ea paciente "virgem" tiveram uma relaçao sexual e mais uma vez ele a penetrou no ânus.

CumON.jpg
:Pelo menos foi bem engraçado!