Rambo (série)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Rambo vs. John Matrix, duelo entre imortais que usam cheat de munição infinita e que carregam na cintura um facão místico que bloqueia tiros de qualquer arma.

Rambo é uma série cinematográfica com 4 filmes, que conta a história de John Rambo, um soldado imortal com cara de bêbado que faz cauterização de feridas com pólvora, derruba helicópteros e destroi tanques de guerra com flechadas místicas que explodem tudo o que tocam e mata inimigos com sua metralhadora de munição infinita.

A série em si é considerada por muitos críticos de cinema e tiozões cachaceiros (ou ambos) como uma das melhores do gênero de ação, por ter introduzido um estereótipo que viria a ser muito explorado pela indústria cinematográfica, o de "cara solitário, feio e imortal que pega uma arma de munição infinita e sai matando todo mundo que encontra pela frente".

Militares[editar]

John Rambo, a.k.a. "O Pior Pesadelo de Murdock"

Esse cara aqui dispensa apresentações. Qualquer pessoa que viva no Planeta Terra já ouviu falar de John Rambo, o lendário boina verde condecorado com 69 medalhas e usuário de cheat de munição infinita que não morre de jeito nenhum, não importa o que seus inimigos façam. E olha que eles não fizeram pouca coisa. Rambo já foi largado em um lago de sanguessugas, colocado em um paredão elétrico, foi metralhado, bombardeado por helicópteros, levou porrada de um coronel russo, foi enforcado por um brutamontes de uns 150 quilos e esteve na mira de armas por umas 15 vezes, no mínimo.

Apesar de parecer apenas um doido varrido que adora descarregar sua metralhadora no peito dos inimigos, Rambo é um cara gente fina. Ou pelo menos era nos 3 primeiros flmes, porque no 4° ele virou uma espécie de animal alucinado que não pensa duas vezes antes de decepar os inimigos e cozinhar os membros deles. Acredita-se que ele tenha se transformado nessa criatura por conta da morte de seu melhor e único amigo, o Coronel Trautman, aquele velho gagá responsável pelas frases de efeito nos 3 primeiros filmes.

Rambo demonstrando o poder de seu arco cujas flechadas explodem qualquer coisa que tocam. Tenha medo, muito medo, especialmente se você for vietcongue, russo, tailandês ou o Murdock.

Bom, eu iria encerrar a descrição do Rambo por aqui, já que estou com preguiça de escrever e quero voltar a assistir o futebol (sim, estou escrevendo isso numa quarta a noite, no intervalo do jogo), mas como estamos falando do Rambo, um cara que merece uma descrição fodelhona, vou encher um pouco mais de linguiça aqui, escrevendo um breve resumo sobre a história desse cabra da peste.

Na juventude, cansado de ser espancado pelos valentões de sua escola, e de ter seu pão com mortadela roubado, Rambo resolveu começar a puxar ferro, pra ver se dava uma aumentada no muque (não, não estou falando daquele achocolatado com gosto de remédio, e sim dos músculos). Porém, apenas isso não era o suficiente, pois antigamente os encrenqueiros eram do tamanho de armários duplex. Pra resolver esse pequeno problema, Rambo se alistou no exército, onde recebeu o treinamento militar do Coronel Trautman, que estava mesmo procurando idiotas para torturar, transformar em máquinas de destruição em massa sem sentimentos e mandar para a Guerra do Vietnã, onde deveriam massacrar o maior número de nativos possível antes de serem mortos de maneira cruel.

Após o treinamento, que, de acordo com as más línguas, consiste em missões suicidas, como entrar com a camisa da Mancha Verde no meio da Gaviões da Fiel, Rambo tornou-se uma massa de músculos indestrutível, daquelas que engolem Mentos com Coca-Cola apenas para tirar o bafo. Então, após vingar-se dos valentões, metendo bala neles e assando seus membros em uma fogueira feita com dois palitos e uma pedra, Rambo partiu para o Vietnã com seus companheiros, onde ele matou mais de mil, e não foi preso por isso.

Ao fim da guerra, Rambo conseguiu sobreviver (óbvio, já disse mais de 8000 vezes nesse artigo que esse cabra é imorrível), porém seus companheiros não tiveram a mesma sorte, um deles inclusive morreu com as tripas de fora, com o Rambo tentando empurrá-las para dentro. Para não dizer que Rambo foi o único sobrevivente, um parça dele também conseguiu voltar vivo pros EUA, mas alguns anos depois, acabou morrendo de câncer, ao ser expor exageradamente às piadas sobre Friboi.

Coronel Trautman

Cquote1.png Acha que um homem pode combater um exército inteiro sozinho? Quem você pensa que esse tal de Rambo é? Deus? Cquote2.png
Coronel Russo
Cquote1.png Deus teria piedade. Rambo não Cquote2.png
Trautman, Samuel

Em uma decisão sensata, Trautman usa seu amigo Rambo como escudo humano, já que ele é imortal mesmo.

Responsável pelas frases de efeito nos 3 primeiros filmes, Trautman é o maluco que treinou Rambo, e o transformou em uma máquina de matar sem piedade que consegue usar qualquer coisa como arma. Sendo a única pessoa em quem Rambo confia, Trautman possui um papel fundamental nos 3 primeiros filmes, em especial no 3°, pois se ele não tivesse sido capturado por um coronel russo forgado, Rambo teria recusado a missão de metralhar alguns russos no Afeganistão.

Apesar de parecer ser apenas um banana que não serve pra nada, no 3° filme, Trautman mostra a causa, motivo, razão e circunstância de possuir o posto de "coronel". Mesmo sendo espancado zilhões de vezes pelo coronel russo e seu capanga de 2 metros e meio, Trautman não revelou informações sigilosas sobre os EUA e seu exército, que seriam de grande valia para a Rússia. E esse esforço valeu a pena, já que, depois de algumas horas, Rambo apareceu, matou todo mundo e liberou o coronel. Depois Trautman mostrou que, mesmo com uns 90 anos nas costas, ainda consegue fazer alguma coisa que preste, salvando a vida de Rambo, metendo chumbo em um soldado que estava pronto para matar o cara.

No último filme Trautman não aparece, provavelmente porque estava morto, talvez ele infartou por conta do alto nível de adrenalina que experimentou no 3° filme. A ausência de Trautman é apontada por muitos vagabundos (onde inclui-se eu) como o principal motivo de Rambo ter se transformado em um animal sem sentimentos e sem compaixão (não vou dizer sem piedade porque isso ele nunca teve, conforme a citação de Trautman no começo dessa seção).

Marechal Murdock

Rambo demonstra para Murdock o quanto gostou de ser abandonado no meio de um monte de vietcongue furioso.

O grande fdp do 2° filme, Murdock tem pesadelos com Rambo até os dias de hoje. Apesar de possuir o posto de "marechal", Murdock é apenas um burocrata inútil criado a leite com pera, que provavelmente nunca empunhou uma arma na vida, e só conseguiu entrar no exécito pela cota para deficientes mentais. Seu único objetivo na vida era fazer os EUA economizarem grana, escondendo qualquer evidência de que existiam prisioneiros de guerra no Vietnã, o que forçaria seu país a pagar milhões pela vida dos combatentes, por conta da pressão dos familiares deles e de qualquer outra pessoa com juízo.

Mas o que parecia ser uma tarefa fácil, até mesmo para alguém como Murdock, tornou-se uma missão impossível, já que Rambo estava envolvido. O plano de Murdock era simples, mandar Rambo, o último dos boinas verdes investigar a situação, e se ele encontrasse alguma coisa, largá-lo no meio do campo de batalha para morrer nas mãos dos vietcongues furiosos. Porém, mas, entretanto, todavia, Murdock não contava com a imorribilidade de Rambo, que após matar todos os inimigos (todos mesmo) com sua metralhadora de munição infinita, voltou para o QG, onde fez Murdock cagar-se nas calçolas, amedrontando-o com seu facão e obrigando-o a mandar ajuda para cada um dos prisioneiros que ainda estavam sendo torturados no campo de batalha.

Co-Bao

Rambo e Co Bao atrás da moita, minutos antes de serem cercados pelo Vietnã inteiro.

Nativa do Vietnã, como não curtia trabalhar o dia inteiro nos campos de milho e arroz de seu país natal para ganhar 2 reais ao fim do turno, Co-Bao fez algo impensável, foi pra escola, se formou e conseguiu entrar para a agência de inteligência dos EUA. Já que era uma peça rara, a única no Vietnã que sabia ler e escrever, Co-Bao recebeu treinamento militar básico, apenas para ela não morrer nas mãos de algum conterrâneo fanático que ainda não engoliu a presença dos EUA em território vietcongue.

Apesar de não possuir grandes habilidade de combate, Co-Bao foi fundamental no 2° filme, inclusive salvando Rambo quando ele estava rendido no meio dos inimigos russos com cerca de 24 armas apontadas para sua cabeça. No fim das contas e no frigir dos ovos, Co-Bao foi metralhada pelos inimigos e morreu nas mãos de Rambo, mas não antes de fazer uma cena hollywoodiana, se declarando para o boina verde e o beijando.

Coronel Zaysen

Zaysen torturando Trautman com seus equipamentos de comunista do djabo.

Animal por natureza, inclusive sendo a única pessoa capaz de rivalizar com Rambo nesse quesito, Zaysen é o grande antagonista do 3° filme. Andando sempre acompanhado de seu gogoboy particular, um puta grandalhão de 2 metros e meio, Zaysen ficou anos tocando o terror no Afeganistão, divertindo-se com a matança. Todas as manhãs, para desestressar, ele pegava seu helicóptero e ia para os vilarejos afegãos para bombardear os nativos e apreciar os membros deles voando por aí. Sim, ele é uma daquelas pessoas que adoram dar tiro, aquelas que Marion 'Cobra' Cobretti odeia. E o Cobra odeia tanto esse tipo de gente, que vestiu-se de Rambo e foi para o campo de batalha, para mandar esse fdp do Zaysen para o inferno, sem escalas.

Tiozinho do Truco, arquirrival de Rambo. Não usa ogivas nucleares, apenas um Aissss, que seria letal, se Rambo não tivesse neutralizado com seu Zap.

Depois de destruir o exército inimigo inteiro praticamente sozinho, Rambo foi pegar Zaysen, que como de costume, estava escondido em seu helicóptero. Para proporcionar ao ditocujo a morte mais dolorosa possível, Rambo não usou sua metralhadora de estimação. Na verdade, ele roubou um tanque de guerra soviético e bateu de frente com o helicóptero de Zaysen, que também foi em direção do tanque, já que estava sem munição. O resultado é que o helicóptero de Zaysen explodiu, e o tanque de Rambo ficou destruído, mas o boina verde não sofreu sequer um arranhão.

Tiozinho do Truco

Um dos mais temíveis adversários de Rambo, desafiou o nosso heroi para uma partida de truco valido o toba. Ao invés de armas de destruição em massa, o tiozinho estava armado com um poderoso Aissssss e um descartável Seissssss. Apesar da dificuldade de bater de frente com o Aisssss, Rambo conseguiu vencer a partida, trucando em 12 com um imbatível Zap. Como prêmio pela vitória, Rambo sacou sua sicuri de 2 metros cor de abóbra que encontrou em sua passagem pela Tailândia, e enfiou a dita nos fundos do tiozinho, que apesar de ter ficado bastante ferido (mas não mortalmente, pois chamaram a ambulânça), pediu uma revanche, que ainda está pendente.

Missões[editar]

Gtk-paste.svg.png Aviso: Este artigo ou seção contém revelações sobre o enredo, como o fato de que Rambo não mata o xerife forgado no 1° filme, Co Bao morre nos braços de Rambo após Murdock abandoná-los para morrer no 2° filme, Zaysen é explodido e morre no 3° filme e todos os mercenários morrem no 4° filme

Rambo: First Blood

No 1° filme, o jungler Rambo pegou o First Blood, esse foi o começo do snowball, por isso ficou tão feedado que conseguia solar todo mundo sem nem tomar dano.

Após muitos anos descarregando sua metralhadora de munição infinita no peito de vietcongues, o boina verde John Rambo é chamado de volta para os Estados Unidos, pois seus superiores finalmente compreenderam que os asiáticos hackearam a matrix do mundo e estavam dando respawn instantaneamente após as suas mortes, o que torna uma guerra contra eles uma inutilidade sem tamanho.

Agora em seu país de origem, Rambo encontra problemas para se adaptar, pois acostumou-se a despertar com as bombas que eram jogadas em seu acampamento, a matar e comer sucuris que se arrastavam nos lamaçentos pântanos vietnamitas, a cauterizar ferimentos com pólvora, a palitar os dentes com uma baioneta, etc, hábitos estes que são levemente difíceis de reproduzir em condições normais.

Para amenizar a solidão, Rambo vai em busca de um velho parceiro de gorós da época da guerra, porém após andar cerca de 2469 quilômetros para encontrá-lo, acaba descobrindo que o mesmo acabou morrendo de câncer, por ficar exposto por tempo demasiado às piadas de JC e Pivete, Inês Brasil e outros desastres semelhantes que eram contadas nos acampamentos.

Sem saber o que fazer, Rambo faz o mais lógico, começa a andar por aí sem rumo debaixo do Sol forte. Ao encontrar uma pequena cidade, Rambo decide ir pedir um Big Mac no Bob's, para matar a larica. Porém, no caminho, acaba encontrando um xerife forgado, que acredita que Rambo seja um vagabundo qualquer. Esse foi o primeiro erro do xerife, não saber diferenciar um vagabundo qualquer de um vagabundo assassino psicopata com treinamento militar, perícia em todos os tipos de armas existentes e versado em 24 artes marciais. Após uma pequena confusão, Rambo acaba sendo preso, ou melhor, Rambo se deixa ser preso para poder comer um bife na prisão. Se não quisesse, o boina verde jamais seria capturado por um simples mortal.

Após terminar sua refeição, Rambo decide voltar para seu passeio. Para isso, ele quebra a cabeça de um dos guardas como se fosse um coco, rouba a chave e sai tranquilamente pela porta da frente. Por orgulho, mesmo sabendo que poderia, ou melhor, com certeza iria acabar morrendo no processo, o xerife forgado junta um monte de capangas policiais e vai atrás do veterano, esperando conseguir acertar pelo menos um tiro na lenda.

Depois que Rambo fez seu aquecimento, matando mais ou menos 1000 policiais aleatórios, o boina verde parte em uma jornada para o oeste, onde esperava encontrar muitas armas novas, cervejas e prostitutas baratas. Porém, o xerife ainda não havia desistido de pegá-lo, e continua mandando infinitos figurantes de lv.1 para tentar ao menos atrasar Rambo. Falhando miseravelmente nessa missão, o xerife resolve apelar, ligando para o Coronel Trautman, a única pessoa que Rambo não tem o desejo de matar. Agora sim a disputa fica um pouco mais equilibrada, ou menos desequilibrada.

Após matar muita gente, sobreviver a um tiro direto de lança-foguetes, roubar um veículo militar, incendiar metade da cidade e ficar atirando na delegacia com sua metralhadora por 2 horas seguidas sem recarregá-la, Rambo finalmente põe as mãos no xerife forgado, que se borra todo. A intenção do boina verde era aplicar um Roundhouse Kick direto no xerife, mas Trautman diz que Rambo não deveria matar mais ninguém, que deveria guardar seus movimentos para futuramente abater os infinitos vietcongues que ainda estavam respirando. Rambo ouve seu parceiro, e por hora aceita ir para uma clínica de malucos comer gelatina sem sabor, enquanto o xerife é mandado para o hospital local, onde morreu de hemorroidas 2 meses depois.

Rambo II - A Missão

Após ter se deixado capturar no primeiro filme, Rambo começa a se sentir entediado, por ficar dias inteiros sem poder matar vietcongues, sua principal fonte de lazer. Eis que então surge para salvar o dia o Coronel Trautman, que oferece para Rambo uma oportunidade de sair da mesmice, uma missão de resgate no Vietnã em que o boina verde poderia matar quantos inimigos quisesse em um prazo de 36 horas, com a condição de que ele deveria tirar umas fotos dos prisioneiros de guerra para Trautman postar no Facebook e pedir um amém para eles.

De volta ao Vietnã, Rambo volta a fazer o que sabe fazer de melhor, meter bala em qualquer coisa que ande e faça barulho.

Para realizar a missão, Rambo poderia escolher um parceiro, inclusive algum outro matador profissional veterano de guerra, porém com medo de tomar ks, Rambo escolhe aliar-se a Co Bao, uma asian perita em espionagem que poderia lhe dar suporte sem roubar suas kills.

É disponibilizado para Rambo um monte de equipamentos de última geração, mas como já era de se imaginar, em uma decisão sensata, Rambo joga fora toda a tralha e fica apenas com o seu facão de caçador e um arco místico cujas flechadas explodem helicópteros.

Após matar alguns milhões de vietnamitas, com seu facão que bloqueia tiros de qualquer arma, Rambo resolve ser Rambo e invade sozinho, de peito aberto, o acampamento inimigo, para salvar alguns soldados que estavam sendo mantidos reféns. No processo Rambo toma alguns tiros, e fica com alguns ferimentos graves, mas nada que não possa ser cauterizado com pólvora mais tarde.

Cansado de matar vietcongues que brotavam da terra, Rambo agora satisfeito decide iniciar o plano de fuga, procurando o helicóptero dos EUA para fugir daquele lugar maldito com seus antigos parceiros de gorós e Co Bao. Ao achar o transporte que o tiraria dali, Rambo faz sinal, mas é deixado no vácuo e o helicóptero dá meia volta, pois Murdock queria que todo mundo que estava no Vietnã tomasse no cu, já que se o fato de que prisioneiros de guerra existiam viesse a público, sua imagem poderia ser arruinada. A partir daí Rambo começa a ficar puto, atingindo seu ápice quando, por conta da falta de suporte, Co Bao é morta pelos vietnamitas. A partir daí o lendário boina verde entra em modo berserker, destruindo metade do Vietnã com as mãos nuas e explodindo qualquer coisa que aparecesse pela frente. Depois, obviamente, consegue voltar para sua terra, onde faz Murdock se borrar inteiro, ameaçando jogar truco com ele caso não resgatasse os prisioneiros que ainda estavam no Vietnã.

Rambo III

Após ser abandonado para morrer e de ver sua mina morrer em seus braços, Rambo fica 100% putaço e começa a exterminar vietnamitas, quase causando a extinção da espécie.

Para livrar-se de seu vício de matar vietnamitas, Rambo decide isolar-se em um mosteiro de monges budistas hippies que plantam maconha para subsistência, esperando encontrar sua paz espiritual, e talvez a redenção, para que quando morresse encontrasse seu paraíso, uma terra livre onde poderia matar inimigos a vontade e comer coisas que fariam uma cabra vomitar também a vontade.

Porém, Rambo ouve uma fofoca de que seu amigão Trautman havia sido capturado pelos russos, e decide investigar o que estava acontecendo. Ao chegar no Afeganistão, onde aparentemente era o centro da confusão, Rambo descobre que o boato era verdade, e resolve mudar sua dieta, de pernas de vietnamitas para cabeças de russos. Contando com a ajuda de alguns afegãos, Rambo faz o que sabe fazer de melhor, fica metralhando os inimigos por duas horas consecutivas com sua metralhadora de estimação cujos tiros atravessam 20 de uma vez.

Enquanto isso, Trautman mostra a razão de ser a única pessoa a ser respeitada por Rambo, não soltando informações nem quando começou a ser incinerado vivo por um lança-chamas e quando teve as bolas arrancadas por uma tesoura de jardineiro. Agora putaço com os russos, quando é resgatado por Rambo, Trautman resolve mostrar suas habilidades de combate, solando com as mãos nuas um monte de russos de 2,15m armados até os dentes. Rambo, que também não queria ficar para trás, demonstra sua habilidade explodindo um helicóptero em pleno voo com uma flechada mística.

No final do filme, mesmo estando cercado por cerca de 2 milhões e meio de russos enfurecidos, Rambo consegue dibrar todos os tiros que vieram em sua direção, roubar um tanque e fazer panqueca de metade dos figurantes. Para finalizar, Rambo faz o que sabe fazer de melhor, joga seu tanque em cima do tanque do líder dos russos, Zaysen, que morre, enquanto que Rambo sai de lá com apenas alguns arranhões superficiais.

Rambo IV

Depois de tantos anos sem comer membros de vietcongues, Rambo ficou meio debilitado, mas ainda era o Rambo que todos conhecemos, sempre pronto para mais uma carnificina.

20 anos após exterminar metade da população russa, Rambo, agora cansado de sua vida genocida, resolve morar em um fim de mundo na Tailândia, trabalhando como piloto de jangada. Tudo ia muito bem, até que em uma bela manhã de outono, duas Testemunhas de Jeová solicitaram os serviços de Rambo, pois precisavam levar a palavra de Deus para os tailandeses que moravam do outro lado do rio. A princípio o boina verde recusou, pois seu instinto de animal já lhe alertava que isso iria acabar dando merda, mas como precisava de dinheiro para comprar cachaça e manter sua cara de bêbado, acabou aceitando.

Após alguns dias, Rambo é procurado por um pastor, que diz que as duas Testemunhas de Jeová haviam sido capturadas, provavelmente pelos tailandeses do outro lado do rio, que não haviam ficado muito contentes com a encheção de saco e com a queima de seus feijões. Mesmo relutante, Rambo decide ir resgatar os reféns, já que além de desejar voltar a antiga forma, também precisava do dinheiro para pagar os gorós que pendurara no bar do Zé.

Agora não tão cordial quanto antes, Rambo consegue resgatar os reféns rapidamente, não hesitando em explodir metade da Tailândia no processo. Se antes Rambo possuia métodos elegantes, como usar sua metralhadora divina para dar uma morte poética e honrosa para seus inimigos, agora Rambo apenas age como um animal, tacando granadas a rodo e decepando inimigos distraídos.

No final do filme, após matar alguns milhões de tailandeses aleatórios, Rambo decide voltar para os EUA, indo morar em uma velha fazenda, onde planeja se aposentar, passando seus últimos dias cuidando de galinhas, cavalos e da vaca da tua mãe.

Rambo-até o Fim Rambo vivia tranquilamente como cowboy em sua fazenda só matando alguns Tauros e Lobisomens para comer,mas a vida tranquila o estava enlouquecendo tendo que tomar maracujina para não sair matando gente a esmo.Mas tudo muda quando sua sobrinha burra é sequestrada por bandidos mexicanos querendo transformá-la em puta paga.Rambo atravessa a fronteira pra terra do Chaves matar os bandoleiros que se atreveram a comer sua sobrinha adotiva antes do tio.Infelizmente a garota morre por overdose de tequila frustando os sonhos sexuais de John.O filme poderia ter acabado ai,mas os bandidos sobreviventes provam ser mais burros que Carla Perez e invadem a fazenda de Rambo que já tem armadilhas ninja,armas biológicas,unidades Eva,piranhas voadoras e flechas de Sagitario esperando por eles.Após comer todos os mexicanos com fritas e coca-cola John sobe no seu cavalo Silver para caçar os emos reclamando da violência em seus filmes.

Sonoplastia[editar]

Rambo atualmente, apesar de ter se aposentado da vida de genocida, ainda mata uns criminosos que são um cocô de vez em quando, só pra não enferrujar.

O que mais se ouve em qualquer filme do Rambo é barulho de tiro e de granadas explodindo, como já era de se imaginar. Porém, todo genocida precisa de uma música tema, para virar a marca registrada (vide: Michael Myers, Jason Voorhees, etc.). Por conta disso, Rambo também possui o seu tema, composto por Jerry Goldsmith (que não faço ideia de quem seja) que é tocado sempre que o boina verde começa a ficar puto e resolve sair matando todo mundo que atravessa seu caminho.

Em momentos muito importantes, como quando Co Bao morre nos braços de Rambo, são tocadas musiquinhas instrumentais simples, para dar mais emoção ao momento, porém quase ninguém ouve, já que o som é abafado pelo barulho dos tiros que não param nunca.

Legado[editar]

Rambo é uma das mais importantes e famosas séries de filmes já feitas. Todos os meninos dos anos 80 e 90 queriam ser como o Rambo, um cara feio, forte, corajoso e disposto a morrer por seu país e suas convicções, diferente dos boiolas de hoje em dia, frágeis que querem ser como Justin Bieber, Mc Biel e congêneres. As brincadeiras de guerrinha nas escolas e nas ruas eram inspiradas em Rambo. Augusto Lima, o patriota, é um dos maiores fãs de Rambo em território brasileiro, tendo ficado com nojo dos comunistas do djabo após assistir o 3° filme.

Uma boa parte dos filmes de guerra foram inspirados em Rambo, já que todos os diretores queriam/querem pegar carona no sucesso da série. Alguns até conseguem, outros nem tanto, já que o que faz a principal diferença é o próprio Rambo, algo que não pode ser reproduzido facilmente.