Rayman

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Nota: Este artigo fala da série de jogos, se procura pelo personagem esquartejado consulte Rayman (personagem). Se procura o primeiro jogo de 1995 consulte Rayman (jogo).
Virtualgame.jpg Rayman é um jogo virtual (game).

Enquanto você lê, o Link está puto porque chamaram ele de Zelda.


Raio-Homem
Rayman Rabbids logo.png
Logotipo da série, roubado pelos Rabbids
Gênero Plataforma e raiva
Desenvolvedor Bugsoft
Publicador Bugsoft
Plataforma de origem Atari Jaguar (o que foi isso?)
Primeiro lançamento Rayman 1 (1996)
Último lançamento Mario + Rabbids Kingdom Battle (2017)

Rayman é uma simpática série de jogos que conta a história de um ser mitológico chamado Rayman que não possui pernas, braços e pênis (pode procurar que não tem). O Rayman deve então sair na floresta numa jornada sem fim a procura de seu pênis perdido, e durante suas aventuras encontrará diversos amigos igualmente assexuados compartilhando da mesma necessidade, além é claro de precisar lidar com algumas periguetes dando mole, mas só porque ele não tem pênis. Série clássica dos anos 1990, ficou esquecida até ressurgir com Rayman Origins que muitos acham ser o primeiro jogo dessa simpática criaturinha assexuada. São jogos, portanto, que você pode, sem preocupações, dar para seu filho jogar, pois a possibilidade de surgir um pênis na tela é nula.

Jogabilidade[editar]

Os jogos de Rayman seguem sempre uma estrutura simples típica de um clássico jogo de plataforma, alguns em 2D, outros em 3D, mas a ideia é sempre perambular por mundos absurdos coletando vaga-lumes. Você controla esse bicho chamado Rayman que sofre de uma séria doença degenerativa que fez seus braços, suas pernas e seu pênis sumirem, de modo que você só tem o tronco, os pés, as mãos e a cabeça, proporcionando um verdadeiro descanso aos desenhistas e programadores na hora de renderizarem um Rayman.

Além de perambular sem detino, deve também coletar as fadinhas do Zelda nas fases, denominadas de Navi Lums, que precisaram ter seu design refeito a partir de Rayman Origins, para não precisar pagar direitos autorais para a Nintendo.

Jogos[editar]

Um típico jogo de Rayman. A intenção é ser conhecido em toda parte, não importa como.
  • Rayman 1 - Lançado em 1995, só os piores computadores da época suportavam esse jogo. Com uma jogabilidade em 2D, só que lento de fazer qualquer um dormir assistindo isso extremamente cadenciada, foi em sua época apelidado de "Sonic que tomou calmante", porque o boneco simplesmente não sabe correr, o que faz sentido, afinal ele não tem pernas, mas que resulta num jogo bem irritante que pode ser mais ou menos apreciado só na época, por falta de opções.
  • Rayman 2: The Great Escape - Lançado em 1999 para todos os consoles de sua época (PS1, N64 e Dreamcast), há uma visível melhora em relação ao primeiro título da série, agora com um mundo em 3D, você se sente jogando um Banjo-Kazooie. Tu apenas não sabes ainda o que diabos está fazendo ali, coletando as fadinhas douradas do Zelda, mas tudo bem.
  • Rayman 3: Hoodlum Havoc - Dessa vez Rayman bebeu chá de cogumelo batizado com ayahuasca, indo parar num mundo onde nada faz sentido. Pelo menos o objetivo dessa vez é mais claro, devemos coletar umas latas de feijão para matar a fome da larica, ganhar powerups para ficar ainda mais drogado e assim poder ir coletar mais dessas latas.
  • Rayman Origins - Lançado em 2011 para revigorar a série após um longo hiato só de spin-offs, foi lançado para pelo menos uns 75 consoles diferentes para que todos vissem do que a Ubisoft é capaz de fazer após o uso de drogas. O novo jogo voltava ao estilo 2D, só que ao contrário do primeiro jogo da série este jogo aqui é completamente frenético, como se o personagem tivesse ingerido quilos de Ecstasy e não pudesse descontar sua fúria sexual porque não tem pênis, aí fica louco como percebemos em seus movimentos frenéticos. Nem parecia o primeiro Rayman, mas como o primeiro jogo nem tem fã, ninguém reclamou, na verdade muitos acham que o Origins é o primeiro jogo dessa série.
  • Rayman Legends - Lançado em 2013 para responder ao sucesso do Origins, não acrescenta nada, apenas acrescenta mais fases do que foi o jogo anterior. A dificuldade elevada do jogo foi feita de propósito para punir ainda mais aquelas pessoas que são antissociais e não tem amigos de verdade, pois esse jogo só dá pra zerar se for como amigos no multiplayer local.

Raving Rabbids[editar]

Durante o grande hiato da série entre 2000 e 2011, enquanto a UbiSoft estava planejando os detalhes da próxima aventura de Rayman em Rayman Origins, um dos motivos do jogo atrasar tanto é que todas as ideias da equipe produtora foram para o inferno quando, após treinamento com mafagafos na Samoa Americana, uma horda de Raving Rabbids invadiu o sistema, devorou os cabos, e exigiram uma maior proeminência na série. Isso marcaria a ocasião em que suas aventuras seriam documentadas em 3D pela Ubisoft e os Rabbids se tornariam o segundo spin-off de maior sucesso que sua franquia original (após Persona 3 ficando muito mais interessante que Megami Tensei) e assim os Rabbids tornariam-se famosos, para o desânimo dos fãs.

v d e h
Rayman logotipo.jpg