Reacionário

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Nuvola apps atlantik.png Coloque mais dados aqui. Reacionário merece!

Aqui poderiam estar mais dados relevantes ao invés dessa merda.
Esclareça os fatos, melhore a redação e assim salve uma alma do purgatório.
Seja útil uma vez na vida e contribua para este artigo ou seção melhorar: edite-a

Cquote1.png Fidaputa lendo Desciclopédia quando devia trabalhar! Devia ter pena de morte no Brasil pra esses vagabundo de merda. Cquote2.png
Reacionário sobre você

Exemplo de um reaça partidário famoso.

O reacionário (Homo reacionarius, também conhecido no Brasil como reaça) é uma espécie de mamífero nativo das Américas do Sul, Central, do Norte e Interdimensional. Socio-biólogos especulam que evoluiu para se aproveitar do ambiente de baixa inteligência política onde vive.

Apesar de ser intelectualmente indefeso quando se encontra fora de seu ambiente natural (ou seja, qualquer lugar onde estejam presentes seres racionais em quantidade suficiente para ameaçá-lo com o ridículo), o animal é extremamente adaptado para sobreviver de maneira extremamente eficiente. Tomando vantagem do fato de que ninguém no seu círculo social entende porra alguma de política e/ou sociologia, o reaça sobrevive com ideias simplistas que seriam inutilizáveis para uma forma de vida mais complexa e inteligente, como uma tênia ou um coala.

Assim, por não utilizar seu cérebro para tarefas que são inúteis em seu ambiente (como a reflexão filosófica ou pensar antes de votar), a criatura é capaz de sobreviver com 60% menos oxigênio e 50% menos comida do que um humano. Esta adaptação é essencial para que consiga viver em seus vários habitats naturais, como bares enfumaçados e salas de aula do Mackenzie.

Na cultura dos reacionários, a vida humana, sub-humana e de pessoas que não se compactuam com o seu clubismo partidário tem valor baixíssimo. É comum ouvir criaturas da espécie entoando seus mantras limpadores da mente, como por exemplo o célebre (porém fora de moda) "rouba mas faz". Outras frases muito usadas incluem "Deviam por tudo esses vagabundo na cadeia", e "Devia legalizar logo pena de morte pra assaltante, tiro na cabeça meu". Acrescente-se ainda o clássico "estupra, mas não mata!".

No entanto, por serem fundamentalmente incapazes de entender alguma coisa de política, de votar, ou de tomarem qualquer ação real, as criaturas são inofensivas e até dóceis, podendo ser facilmente domesticadas.

No Brasil, os reaças são extremamente comuns, a ponto de serem parte integrante da fauna política, sendo que este foi o único país que deu o direito do voto ao reaça antes de dá-lo ao homem ou a mulher.

Constam informações que tais animais até hoje formam uma parte significativa do eleitorado nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Uruguai, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal, Pará, Amazonas, Roraima, Tocantins, Rondônia, Piauí, Ceará, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Pernambuco do Norte Rio Grande do Norte, Bahia, Amapá e Maranhão, bem como no estado honorifício do Acre.

Tipos de reacionários[editar]

  • Reaça Alienado (Homo reacionarius xenotherius): Caracterizado por não ser ignorante apenas sobre política em geral, mas também sobre política no específico. Não sabe dizer o nome do governador do seu estado. Não deve ser confundido com o mero cidadão alienado (Homo apoliticus); o verdadeiro reacionário alienado não faz ideia de quem manda ou em quê manda, mas ainda acha que devia mandar mais.
  • Reaça Saudosista (Homo reacionarius aicincus): Atualmente em processo lento de extinção, é uma subespécie conhecida por ter reminiscências do tempo da ditadura. Geralmente, não tem uma ideia muito clara de qual ditadura ele lembra. Só sabe que, quando o tal ditador mandava, era tudo muito melhor.
  • Reaça Partidário (Homo reacionarius mimeticus): Utiliza uma filiação partidária fajuta para camuflar-se, podendo, portanto, sair do círculo de ignorância política que é seu habitat normal para transitar entre seres humanos por curtos períodos de tempo. Geralmente, filia-se a partidos de extrema direita, como o PT, ou a partidos de extrema esquerda, como o PR. Alguns, para tornar a camuflagem mais efetiva, gostam de juntar-se a movimentos políticos nanicos como o PC do B, o Integralismo, ou o Cheiramento de Gatinhos.
MainardiInv.JPG Este artigo trata de uma personalidade mortalmente,
putaqueparivelmente e filhadaputamente odiada!
E não deve ser digno(a) nem da merda que caga!

Conheça outros filhos da puta clicando aqui.