Recuperação

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Searchtool.svg Ficar de recuperação não é envelhecer no 1º ano, se procura isso pesquise repetir de ano
Uma prova de recuperação elaborada por um professor que não aguenta mais ver aquele retardado em suas aulas.

A recuperação é um dos principais martírios presentes na vida daqueles alunos preguiçosos, maconheiros, burros ou só retardados mesmo, que passam o ano inteiro fazendo qualquer coisa na escola, menos estudar. Apesar do grande incômodo, pois obriga os alunos (que não são estudantes) a irem pra escola nas férias, quando os nerds já estão em casa de boas, a recuperação é a última chance pro vagabundo conseguir se livrar de repetir de ano.

Características[editar]

A recuperação consiste em uma série de provas extras aplicadas no período de férias, as quais o diretor de escola faz questão de escalar o professor mais chato da escola para supervisionar. Os favoritos para acompanhar a realização dos exames são o professor de matemática e a professora de português, entidades onipresentes que conseguem estar em todos os cantos da sala simultaneamente e tornam impossível a consulta de cola. O diretor até gostaria de realizar um revezamento, colocando também para aplicar os exames o professor de história, o professor de geografia ou o professor de filosofia, mas estes já começam a abusar das drogas logo no primeiro dia de férias e ficam indisponíveis para a hora extra.

Durante a recuperação, a turma do fundão é desmontada, pois como tem apenas uns 8 ou 9 alunos na sala de aula, é impossível se camuflar, o professor sempre consegue manter todos os alunos a vista. No primeiro indício de bagunça, ele já bate com a régua de madeira na mesa e dá uma comida de rabo nos rebeldes, sufocando as conversas paralelas na hora.

A maioria dos professores faz questão de elaborar uma prova de recuperação bem light, cobrando apenas alguns poucos tópicos que foram ensinados durante o ano e colocando várias questões de múltipla escola (sendo que, se a questão possui 5 alternativas, 4 delas não tem nada a ver com nada), pois eles querem se livrar logo do aluno mala que não faz nada além de atrapalhar suas aulas.

Como estar apto a participar da recuperação[editar]

Essa não vai ficar de recuperação.

Para ter o direito de perder dias de férias para realizar a prova de recuperação, basta tirar notas abaixo da média nos exames regulares, ou mesmo não comparecer no dia da aplicação destes exames e não justificar. Em alguns casos, quando o aluno se trata de um valentão ou qualquer outro membro da turma do fundão, o aluno é escalado automaticamente para comparecer às provas de recuperação sem nem ter realizado a prova final, pois a soma das notas obtidas nas provas dos três primeiros bimestres não alcança o valor mínimo de 14 pontos. Ou seja, mesmo que o aluno em questão consiga, por algum milagre divino, tirar nota 10 na última prova, ele não vai conseguir o valor mínimo de 24 pontos para ser aprovado.

Uma outra maneira de conseguir participar da recuperação automaticamente é através do excesso de faltas não justificadas. Quando o aluno estoura o limite de faltas, não conseguindo atingir o número mínimo de presenças, ele é escalado para comparecer à recuperação, independente de quais sejam as suas notas durante o ano. Mas isso apenas quando o diretor de escola está de bom humor, pois do contrário, ele reprova o aluno na hora, e este nem tem direito à recorrer da decisão.