Reductio ad Hitlerum

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Escoteiro.jpg Este artigo foi tomado por fascistas!
Na Itália e na Alemanha, os Camisas Negras e Pardas amam o fascismo e exterminam você, seu comunista!
Hitler era wikipedista. E aí, vai continuar usando a Wikipédia para obter informações?

Cquote1.png Não usem camisinhas! Hitler usava camisinhas! Cquote2.png
Papa sobre camisinhas
Cquote1.png Não sejam homofóbicos! Hitler era homofóbico! Cquote2.png
Homossexuais sobre homofobia
Cquote1.png Odeiem Digimon! Hitler gostava de Digimon! Cquote2.png
Fã de Pokémon sobre Digimon
Cquote1.png Odeiem os judeus! Hitler era judeu! Cquote2.png
Neonazista sobre judeus
Cquote1.png Odeiem os cristãos! Hitler era cristão! Cquote2.png
Ateu burro se esquecendo de que Hitler odiava o cristianismo

Reductio ad Hitlerum (conhecida pelos latins que adoram macarrão como Argumentum ad Nazium) é um tipo de falácia que consiste em atribuir todos os atributos dos elementos malígnos ao Adolfinho. A lógica está no fato de que Hitler é mais odiado que o Diabo e o Latino juntos, então qualquer coisa que Hitler defender, provavelmente é ruim, e qualquer coisa que Hitler contrariar, provavelmente, é muito boa.

Essa tática é usada pelos nazistas seus inimigos quando eles descobrem que você está certo e que não há mais como argumentar, então eles perderam preibói a discussão.

Explicando[editar]

  • Se Hitler ou os nazistas apoiavam X, então X é ruim, é do mal, é coisa do dimonho

ou então:

  • Se Hitler ou os nazistas eram contra X, então X é bom, é legal e é de Deus

História[editar]

A obra literária que originou tudo isso!

A expressão foi inventada, sabe-se lá por quem, no ano de 1900 e guaraná com rolha, por um neonazista que queria defender o extermínio de judeus mas não sabia como. Então ele criou uma nova falácia com a qual ele pudesse defender o nazismo e à Adolf Hitler.

Lá do inferno, Adolf Hitler olhou o cara fazendo isso, e pensou:

Cquote1.png 1248919114724.jpg Cquote2.png
Hitler

Mais exemplos[editar]

Hitler apoiava tudo o que é ruim no Universo (ou não).

Cquote1.png Hitler violava direitos autorais! Não viole os direitos autorais dos outros! Cquote2.png
Viacom
Cquote1.png Hitler era macumbeiro! Diga não à macumba! Cquote2.png
Pastor evangélico qualquer
Cquote1.png Hitler fazia parte do Lado Iluminado da Força! Venha para o Lado Negro! Cquote2.png
Darth Vader
Cquote1.png Hitler era comunista e comia criancinhas! Venha para o Capitalismo! Cquote2.png
Harry Truman
Cquote1.png Hitler gostava de funk! Cquote2.png
Morte aos funkeiros sobre Rock Wins
Cquote1.png Hitler comia carne! Diga não aos derivados de animais indefesos! Cquote2.png
Vegano qualquer
Cquote1.png Hitler apoiava a social-democracia! Diga sim à moral e aos bons costumes! Cquote2.png
Olavo de Carvalho
Cquote1.png Hitler era cristão! Venha para o Ateísmo! Cquote2.png
ATEA
Cquote1.png Hitler não estuprou negras, logo ele é gay. Cquote2.png
Estuprador
Cquote1.png Hitler era de direita! Venha para a esquerda! Cquote2.png
Esquerdista típico
Cquote1.png Hitler lia a Veja! Venha para a Carta Capital! Cquote2.png
Carta Capital

Explicação do porquê de ser falácia[editar]

Você pode ser nazista, satanista, comunista, flamenguista ou qualquer outra coisa maligna por natureza, mas nem por isso você tem que ser burro, feioso, porco etc.

Cquote1.png ESSE CARA É NAZISTA! Cquote2.png
Usuário da técnica ao ler o parágrafo acima sobre seu autor.
Cquote1.png Aí está mais um exemplo do Reductio ad Hitlerum. Cquote2.png
Autor do trecho sobre citação acima.

Ver também[editar]