Ricardinho (futebolista)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Nuvola apps atlantik.png Coloque mais dados aqui. Ricardinho (futebolista) merece!

Aqui poderiam estar mais dados relevantes ao invés dessa merda.
Esclareça os fatos, melhore a redação e assim salve uma alma do purgatório.
Seja útil uma vez na vida e contribua para este artigo ou seção melhorar: edite-a


Ricardinho errando mais um passe

Ricardo Luís Pozzi Rodrigues, mais conhecido como Ricardinho, é um ex-futebolista brasileiro, campeão da Copa 2002. Atualmente é comentarista no SporTV, famoso pela emoção que passa aos jogos.

Ricardinho iniciou sua carreira no Para de dar, seu timeco de coração, em 1995, e depois brilhou com a camisa do Curintias. No time do Terreno São Jorge, ganhou dois Brasileirinhas: os de 1998 e em 1999, dois Paulistinhas (1999 e 2001), uma Copa do Brasil e um Torneio de Verão em 2000.

Com inveja te seu rival possuir um jogador campeão do mundo, o Bambi do Murimbiba contratou Ricardinho, pagando 5 milhões de reais e duas bundas por ele. Com todo esse dinheiro que o Curintias arrecadou com a contratação bambina, o Curintias gastou o dinheiro na compra de alguma coisa, mas o dinheiro acabou em menos de 5 dias, já que o time devia para seus jogadores. O início da carreira tricoflor de Ricardinho foi boa, mas depois o jogador virou uma merda e não caiu no gosto do time. O que caiu no gosto dos são-paulinos foi um tal Bicharlyson que jogava em um timeco europeu, e o time logo contratou ele.

Deixou o São Paulo na mão para jogar em um time chamado Middlesbrough, mas não jogou nenhuma partida e acabou se transferindo para o Robinho FC, aonde jogou com o crack craque Robinho e foi campeão brasileiro. Em 2006 foi para o Besiktas, da Turquia, onde conseguiu algum título que nem ele mesmo sabe qual foi. Em 2008 foi para o Al-Ryan, do Catar, e em 2009 foi contratado pelo twitter pelo presidente Alexandre Caiu, para jogar o campeonato de futebol de botão, e mais tarde desintegrou o timeco de futebol do Patético Mineiro. Em 2011 Ricardinho virou de costas para o Patético e foi embora, e depois disso acabou encerrando a carreira.