Ricocheteio

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Hebe camargo.jpg Um artigo com imagens fica uma gracinha!
Este artigo possui poucas ou nenhuma imagem o ilustrando. Por favor considere adicionar novas imagens para deixá-lo mais interessante.

Cquote1.png Te juro, Sharon, ele tá com ricocheteio! Cquote2.png
Ozzy Osbourne tentando escapar de uma cacetada da Sharon Osbourne
Cquote1.png OZZY, EU TE MATO! Cquote2.png
Sharon após descobrir que foi rickrollada
Cquote1.png Que porra é essa? Cquote2.png
Punheteiro sobre ricocheteio

Ricocheteio é uma doença altamente perigosa, extremamente grave e fatal para pessoas que costumam entrar em certos sites duvidosos, cheios de mulher nua e em posições extravagantes, em especial com um certo órgão masculino. Essa doença se caracteriza por terríveis problemas na coluna (não, não são iguais aos efeitos de tomar um chute quáduplo na coluna, mas são terríveis igualmente), deixando o pobre coitado que pegou a doença entrevado instantaneamente, podendo inclusive ficar octaplégico pro resto da vida. Ah, você já sacou que isso é um trote, porra!

Descoberta[editar]

Essa doença foi descoberta pelo genial urologista Dr. John Michael Osbourne nos anos 70, era dos excessos e dos donzelos sem ninguém. Nessa época, muitos aderiram à prática perniciosa do onanismo, se tornando assim escravos sexuais de si mesmos. Alguns aderiram a formas ainda mais bizarras, como a punheta grupal. Nesses casos, muitos pacientes advieram desses rituais coletivos.

O Dr. John conseguiu diagnosticar como a causa primordial desses ataques à coluna o fato de muitos dos que estavam praticando ativamente do ritual, usando a parte mecânica (mão) muitas vezes deixavam a parte líquida da coisa toda retornar, num refluxo que pode ser chamado de ricochete, por isso ricocheteio.

Sintomas[editar]

  • Refluxo do sêmen (ou porra, pros mais mal entendidos)
  • Sensação de que tudo está voltando pra dentro do corpo violentamente
  • Golpeamento da coluna
  • Entrevamento parcial, total ou extratotal (neste último caso, atingirá a vítima da doença e todos os seus decendentes até a milionésima geração).
  • Batidas no saco (ovos pros mals entendido)

Cura[editar]

Poderia ter, se a doença realmente existisse. Mas na verdade, esse artigo foi feito só pra zoar junto com o Ozzy, ops, John Osbourne, que usou esse trote mais velho que a sua avó pra deixar a futura esposa fula da vida. Mas ainda temo pra cacete que eu possa ter um ricocheteio um dia desses... MEDO!

(Acho que vou parar de mandar minha prima bater bronha em mim...)