Rupia indiana

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Cquote1.svg FIVE MILLION RUPEES! Cquote2.svg
Regis Philbin sobre Link ganhar o Quem Quer Ser um Milionário?

Rupia indiana é a moeda da Índia cujo símbolo é o rabisco , que era para ser um R, mas como os indianos sofrem da Mal Parkinson (o que explica a origem do Devanagari) o resultado foi este rabisco que ninguém sabe como exatamente reproduzir. A rupia original é da Índia, todavia, como o país é rodeado de nações pérrapadas dependentes que também usam a rupia, que são Maldivas, Sri Lanka, Seychelles, Nepal e Hyrule.

História[editar]

Cédula de 1000 rupias. A marca d'água da Triforce atesta a sua autenticidade.

A rupia é uma das moedas mais antigas do mundo, criada no século III a.C. na região da Índia onde o dinheiro dava em arbustos e era abundante sob rochas. Apesar do nome significar “feito de prata”, não existia ainda prata na região.

A moeda foi oficializada apenas durante o Império Mogol, marcado pela chegada da civilização na Índia, e com ela a desigualdade social e econômica, mas para que houvesse desigualdade econômica, era necessário que os pobres possuíssem centavos de algum dinheiro que os sultões possuíssem aos milhões, e assim a rupia indiana foi adotada oficialmente pelo governo.

Durante o domínio britânico, os colonizadores preferiram evitar modificar a moeda na Índia, afinal seria muito difícil modificar o costume de bilhões de indianos acostumados a acharem rupias ao cortar arbustos e extrair dos intestinos de monstros mortos.

Com a independência da Índia, a rupia tornou-se oficialmente a moeda do novo país. Como a moeda é de fácil obtenção, o seu material é o mais fajuto possível, bem como as cédulas.

Valor[editar]

A rupia é uma moeda quadradinha, que ao contrário do nome, não é feita de prata, mas sim de serragem compactada, e as vezes granito, de modo que o valor do cunho da moeda seja desprezível e a moeda de rupia tenha algum valor. Atualmente 1 rupia pode ser trocada por 45 mil dólares.

Apesar de sua desvalorização, a rupia indiana é capaz de tranquilamente compra bombas, gravetos, nozes e todos demais itens indispensáveis para os cidadãos de Hyrule.

O motivo da desvalorização da rupia indiana é muito simples, e qualquer estudante de primeiro semestre de economia consegue compreender. Como a moeda dá em arbustos, está guardada em potes aleatórios espalhados pela cidade e pode ser recolhida a partir de cadáveres de monstros, qualquer um consegue reunir rupias facilmente e assim enriquecer. Tantas rupias infinitas e indefinidas no mercado só significa uma coisa, hiperinflação. O Banco Central da Índia só encontrou uma forma de conter o descontrole inflacionário que resultaria disso, que foi obrigar as indústrias a fabricarem carteiras nas quais só coubessem no máximo 999 rupias, assim prevenindo todos indianos de economizar seu dinheiro, o que explica porque todos na Índia são miseráveis. Com a quantidade de rupias controlada, não há hiperinflação na Índia.

A rupia divide-se em 100 paisas, pequenas moedas que precisam ser feitas de papel de jornal picotado pois qualquer metal no mundo seria mais caro que qualquer valor de paisa.