Sérgio Godinho

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Buddy Guy com tres na cama.jpg

Steve Vai deu sua benção a este artigo!

Obrigado! Este artigo se sente mais forte agora :)

Clique aqui para mais abençoados.


Capitao Nascimento.jpg PEDE PRA PÔR NOVAS IMAGENS!!!
Quem não colocou imagens nessa porra??!! FOI VOCÊ! FOI VOCÊ, SEU VIADO!!! Tu não é um Caveira, tu é MOLEQUE! Acho melhor colocar mais imagens, senão o Capitão Nascimento te põe no saco, seu vagabundo! E faca na caveira!!!

Sérgio Godinho é um mero cantor e compositor português considerado um dos nomes importantes da canção de intervenção portuguesa - não tanto quanto seus companheiros Zeca Afonso, José Jorge Leria,Fausto e José Mário Branco nos anos 70, e, com o passar dos anos, foi glamourizando suas canções com um toque mais ou menos brega, porém, é considerado um dos caras mais desprezíveis incríveis da música popular portuguesa. Vendeu tanto disco em sua carreira que não sabe mais o que fazer com tanto dinheiro ganho se é que ele ficou rico com as canções que fez.

Biografia não-autorizada[editar]

Sérgio de Barros Godinho, nasceu na cidade do Porto no dia 31 de agosto de 1945, o António de Oliveira Salazar ainda era chefe de estado em Portugal, a Amália Rodrigues já era uma cantora famosa e o Benfica era novamente campeão português de futebol na temporada 1944-45, mas o Belenenses seria o campeão da temporada seguinte, o único título importante de um clube medíocre e a sua avó era uma jovem gostosa. Criado na maior miséria, dentro de um bairro pobre com esgoto a céu aberto e tendo que sobreviver vendendo pastéis de Belém nas ruas, o pobre menino Serginho queria estudar, e foi vendendo os pastéis que ele roubava de uma taverna sem que o dono desconfiasse, que ele conseguiu juntar os dinheiros para poder ajudar em casa e nos estudos. Um dia, seu pai conseguiu um emprego no governo de Salazar, e conseguiu fazer com que o moleque fosse para uma escola onde ele iria sair da vadiagem nas ruas do Porto. Educado em um dos melhores colégios da cidade, nem os pais imaginavam o que o futuro aguardaria por ele.

Na escola, ele foi descobrindo além da poesia, os livros sobre socialismo escondidos em um canto secreto onde apenas os mais sabidos poderiam ter acesso às informações, e ali descobriu os jornais sobre os horrores do governo. Após conseguir o diploma, foi para a Suíça tentar achar o que fazer, desistindo aos poucos do extremo frio por causa de suas ligações com o socialismo, ele ficou um bom tempo sem pisar os pés na sua Portugal nem tão querida, e foi morar na França onde vivenciou as manifestações de maio de 68, e encontrou ali alguns conterrâneos tugas cheirando gatinhos preparando uma revolução quando voltarem ao país. Ali ele decidiu se juntar e fazer alguns amigos e trabalhando em vários empregos - vendedor de discos, engraxate, guia do Museu do Louvre, até ser convidado por José Mário Branco a trabalhar em um estúdio numa cidadezinha a léguas de distância de José Mário Branco aonde Godinho participaria de seu primeiro LP. Ele conseguiu, depois de muita insistência do amigo, realizar o sonho do disco próprio e dali pra frente sua carreira foi só ladeira abaixo - ou não.