Sério (Rio Grande do Sul)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Página de redirecionamento
Redirectltr.pngAntiga Cracolândia


Gnome-searchtool blue.png Sério (Rio Grande do Sul) é uma pequena cidade desconhecida.
Você pode estar perdendo seu tempo à-toa ao ler sobre essa joça.
A pastelaria tem 5 mesas... às vezes lota, por incrível que pareça!

Sciences de la terre.svg.png
Pessoa em sério após usar maconha comprar uns remédios com uma erva nova... É sério tira! Não tem polícia lá também...

Sério (Rio Grande do Sul) é uma cidade do Rio Grande do Sul que é como Progresso: Apesar do nome, aquilo não existe na cidade. Sério foi uma cidade que nunca foi levada a sério, aliás seriedade com as coisas é a coisa que menos existe entre os serienses, se é assim que se chamam as pessoas de lá.

História[editar]

Fundada por um Maconheiro do caralho, ele fez uma plantação de maconha nas divisas de um Rio que existia na margem. Ele então conseguiu fazer a maior colônia de drogados do país. Posteriormente, com a proibição da maconha eles formaram uma nação, a Cracolândia em São Paulo onde as drogas nunca foram proibidas mesmo.

Então havia uma outra parte da cidade dos maconheiros sociais, ou seja, os que fumavam socialmente e não tinham tanto dinheiro, então logo eles fizeram uma boate GLS para adquirirem dinheiro para comprar a maconha da outra parte da cidade. No fim essa parte da população gerou filhos que nunca tiveram contato com a maconha.

O município ficou medíocre por causa da saída dos drogados e foi anexado à um outro município que por questões de honra não se identificou.

Emancipação[editar]

O ex-drogado Zé Grandão, vereador e representante dos interesses do distrito, começou uma campanha de emancipação do município. Ele foi o único município com motivos sérios ou pseudo-reais. Eram motivos como poder mudar o nome do desonroso nome do distrito (que era Cracolândia mesmo) e tirar também aquela desonra que estavam falando de Sério.

Após ele "benzer" a água do rio que eles tomavam todos foram votar dopados para a emancipação e hoje existe Sério. Com esse nome esquisito.

Até hoje não levam a merda do município a sério, e ele fica fora de todas as eleições para levar uma olimpíada para lá ou algo do gênero.

Nomenclatura[editar]

Bem, não se pode levar a sério o nome desse município, talvez seja só uma jogada, uma passada na perna ou calote de um engraçadinho que fica queimando todo o dinheiro dado pelo estado a cidade em praça pública, mas ele diz que está fazendo um uso "sérissimo" para o dinheiro. No fim, a cidade de Sério não é levada a sério, não é sério e o prefeito é um maconheiro que só é sério nas fotos.

Turismo[editar]

É sério? Não existe turismo para essa cidadezinha do caramba.