Santa Terezinha de Itaipu

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Wikify.png Por favor, alguém arrume este pobre artigo segundo as diretrizes estabelecidas no livro de estilo antes que alguém infarte lendo esse artigo mal formatado...
AVISO: NÃO REMOVA ISSO ANTES DE TER CERTEZA ABSOLUTA QUE O ARTIGO JÁ FOI COMPLETAMENTE "WIKIFICADO", SENÃO VOCÊ PODERÁ SOFRER AS CONSEQUÊNCIAS!
Dica: não sabe como wikificar um artigo? Então leia AGORA o nosso Tutorial Wiki! Ou peça ajuda para os usuários mais experientes...

Cquote1.svg Você quis dizer: Santa TRISTEZINHA de Itaipu? Cquote1.svg
Google sobre Santa Terezinha de Itaipu

Cquote1.svg Você quis dizer: alemãolandia Cquote1.svg
Google sobre Santa Terezinha de Itaipu

Cquote1.svg Você quis dizer: Mato inabitável? Cquote1.svg
Google sobre Santa Terezinha de Itaipu

Cquote1.png Experimente também: Ponto de encontro dos muambeiros Cquote2.png
Sugestão do Google para Santa Terezinha de Itaipu


Cquote1.svg Vamo pra prainha viado! Cquote2.svg
Amigos conversando na frente do merdão Sacolão das meninas peitudas

Cquote1.svg Eai CORNO! Cquote2.svg
amigos santa-terzinenses se comprimentando!

Brasão de Santa Terezinha de Itaipu
Bandeira de Santa Terezinha de Itaipu


Santa Terezinha de Itaipu está situada ao lado do portão do inferno Foz do IGUAÇU, mini-bairro cidade com aproximadamente 20 mil muambeiros, prostitutas, agricultores e ladrões fugitivos e traficantes (Que todo mundo sabe onde fica Pra vender as parada, menos a polícia).

Clima[editar]

O clima é um dos melhores do Brasil, no verão nada mais que 50 °C e no inverno -10 °C com direito a rajadas de ventinhos bem agradáveis que congelam até o cu da alma.

Política[editar]

A cidade tem sua política baseada no sistema feudal, em que as características gerais são: subsistência através da agricultura; trabalho escravo e economia em que se predomina o escambo (Troca). Cada bairro tem o seu senhor feudal, no Santa Monica: quem manda é o Matendal (que gradativamente está perdendo o poder para a família do JL materiais de construção, pois eles são amigos do Luciano Huck). No Parque dos Estados quem manda é o Rafa da Play4, que é famoso por deixar os pobres sem internet jogar GTA na lan dele. Já no BNH/Cohab o chefão é o Jaime Franco, que trabalha na rádio. E no centro quem manda é o Profº Walter Ganja, que se acha muito por causa disso. Todos os senhores feudais puxam saco dos imperadores de STI que ora é Sra. Ana Maria Carlessi outrora é Sr. Claudio Eberhard.

Economia[editar]

A Economia da cidade é baseada no turismo. Turismo de muambeiros que movimentam a cidade, quando somem o movimento baixa, transformando Snt Terezinha em cidade fantasma. Os que restam pobres amigos dos lojistas ainda compram alguma coisa por aqui mesmo, parcelado em até 345 vezes! pois não tem condições de ir para a metropole cidade grande Foz Do Iguaçu. Já os ----metidos a bosta ricos de nosso município não compram nada em sua cidade, vão sempre para Foz.

Educação[editar]

Educação é coisa rara em STI! Se você tem o seu nome escrito naquele ridículo livro verde, sinta-se a vontade para tratar mal todos os excluídos - do livro, também não precisa estudar, pois você terá um futuro brilhante mamando nas tetas da prefeitura municipal.

KONNER - Colégio situado na favela BNH/Cohab, onde os alunos de 25 anos cursam o 6º Ano do ensino fundamental. No período da noite, os estudantes levam todo o seu material didático para garantir os estudos e se torarem um típico cidadão de STI: celular com música de bailão; boné aba reta; corrente de traficante; camisa xadrez ou do CFC Siriquá; bota sete léguas e arguile.

CZC- Colégio dos filhinhos dos papais falidos, os pais que já perderam todas as esperanças de seus filhos, viciadinhos de merda, serem alguém na vida, desistem de pagar um Colégio particular (Cesti) e os jogam no colégio da frente. O CZC também conta com a presença ilustre dos nojentinhos POPS da cidade! Atualmente tal colégio é símbolo de jovens mimados e iludidos que ficam putinhos quando contrariados em redes sociais (se o assunto for política eles surtam de vez) onde adoram lacrar quando não estão reclamando da vida.

Flávio Dalbó - Antigo colégio cenescista da cidade que atendia alunos do Ensino Médio. Infelizmente tiveram que fechar as portas pois os alunos de lá não queriam estudar só queriam saber de dar o "Bó", se é que vocês me entendem.

CESTI- (antigo Flávio Dal Bó, só aí vocês já podem tirar uma ideia) Colégio em que estudam os otários, pensam que são "elite", vivem de fachada e de sobrenome, pagam um colégio que contrata os mesmos professores que dão aulas nos colégios públicos. O sonho dos alunos do CESTI é estudar no Dinâmica em Foz, mas como os SOBRENOMES não valem como desculpa para não pagar a mensalidade no colégio da Poderosa Rosicler, eles se contentam em fazer faculdade na UDC, o que deixa a coordenação da escola muito feliz, fazem até faixa com o nome dos alunos que passam na UDC, kkkkk. Importante: Se você sonha em passar em um vestibular de uma universidade de verdade, NÃO ESTUDE NO CESTI, lá os docentes são orientados a deixar os alunos bem burros, para fazerem faculdade à distância na UNINTER.

ARCÂNGELO NANDI - Os habitantes da cidade não sabem da existência deste colégio. Era um colégio extrafísico, que recebia alunos do além, sendo que muitos deles estão enterrados naquele cemitério que aparece na prainha de vez em quando. Porém, recentemente, com a entrega da obra super atrasada do novo colégio, parece que o bairro finalmente tem um colégio decente, muito embora não seja possível afirmar por quanto tempo a estrutura se manterá de pé, considerando que nada nessa cidade tem prestado quando se fala de política e de obras públicas.

ÂNGELO BENEDETTI - Considerado um lugar raro em toda a cidade por que os alunos geralmente ficam mais de 6 anos na mesma serie, ninguém lembra que ele existe e ninguém fala que estuda naquele colégio fantasma (pois é motivo de vergonha) onde todos os professores se obrigam a ter que ir lá devido ao alto risco que correm, porque sempre tem que dar aulas de coletes balísticos, capacetes entre outros acessórios militares. Todos os alunos de lá já vem equipado com pistolas, soco inglês, pedaços de madeiras entre outras armas artesanais que aprenderam a fazer com os cursos profissionalizantes de trombadinha avançado(Que é distribuído pelos alunos mais velhos na entrada da penitenciaria). RESUMINDO: Um lugar para se formar em trombadinhalogia com êxito, com direito a inicialização pelos manos da quebrada e ganha direitos de mandar no colégio, pq lá os professores não tem direito de falar nada.

Lazer[editar]

A cidade possui vários pontos de drogas lazer. São eles:

Avenida 1° De maio: viadinhos metidos a play boy meninos desfilam com seus super carros rebaixados ----fiat 147 apavorando os ----muambeiros,biskatis e afins. indivíduos que frequentam os excelentes bares da cidade.


Pimenta Doce: O melhor bar da cidade. Frequantado exclusivamente por mumbeiros, biskatis e pés rapados a elite da cidade, que agora não existe mais, pois faliu assim que o movimento de muambeiros sumiu e a cidade se tornou fantasma novamente.


Texas: Depois que mataram um lá na frente nunca mais teve movimento.


Bar do Dionei: Situado na entrada da favela do Santa Mônica, local ideal para lazer com a famíli, Só não esqueça de andar armado para caso aja briga entre os frequentadores do bar.


Trilha do Açaí: Novo local para encontro de modinhas durante sábados a tarde que vendem a famosa terra roxa para a população, que pode ser considerado o lugar mais movimentado do mini-bairro-cidade pois contém ar condicionado, música e só vão os popzinho por que acham muito caro o suco de 2 reais.


Bar do Juca: Nas antigas era só mais um butequinho sem importância, mas depois que reformaram e começaram a divulgar continua sem importância, a diferença é que agora nao tem mais aqueles velhos cachaceiros que chegavam as 8 da manha e saia as 10 da noite depois de beber todas e mandar colocar conta. Hoje em dia é frequentado por varias biskatinhas e playboys que acham que tem alguma coisa (pq quem tem msm nao vai na porcaria do bar do juca), o unico objetivo de quem vai lá e sair com as biskatinhas pra acasalar ou ser acasalado, enfim só a falsa burguesia vai lá pq é extremamente caro as coisas. (ainda colocam na conta, mas agora é pros filinhos de papai).


Prainha: Agora que proibiram todas as antigas formas de divertimento, se tornou novamente o cemitério temporário de verão. Mas o que não muda nada quando tem movimento, por que a polícia caga pra quem fuma arguile e vão atrás dos cara das saveiros com som só por ir, já que não tem nenhum outro movimento na cidade. Desde que começaram a reforma é a única coisa que se da pra fazer naquele lugar é olhar a água, mas dizem que ficou assombrado devido a gemidos extremamente altos vindos de lugares escuros que tem por lá.


Ginásio Hugo Puhl: excelente lugar para passar a tarde com toda sua família e ou amigos. Por algum motivo todos que frequentam essa região se vestem igual skatistas pq tem uma pista de skate lá, mas não sabem andar de skate. Ps: não esqueça de levar seu beck, pois se esquecer será o único a não fumar lá. Rsrs /sem problema, leve dinheiro e alguém lhe fornecera sua droga no local.


Ginásio do Parque: nas antiga era bem frequentado, agr morreu movimento.


Pracinha e bosque: os dois na mesma categoria pq as pessoas que caminham no bosque vão passar por você na praça, no mínimo umas 30 vezes, enquanto vc estiver em algum desses locais. Excelente para família que gosta de ver gente andando em círculos ao redor da quadra, ar livre e famílias durante a tarde, a noite é ponto de encontro de usuários de drogas, tem até um guardinha que fica lá, mas ele é de boa e não fala nada se for fuma um beck lá na praça, no bosque não tem guarda é legalizado e também é muito famoso por ser o moitel da galera por que é só pular a grade, de vez enquando voce consegue ver umas biscatinhas pulando para fora ainda se arrumando depois de ter sido usada pelos manos do pombal. (sim, mais de um numa mina só).


Praça da prefeitura: O lugar mais frequentados pelas pessoas que são sangue-sugas de WI-fi pois tem uma arvore solar eu roteia internet pra geral, geralmente nunca funciona porque é meio complicado dividir 500 MB pra todos os pobres que não tem plano de dados no celular ou não tem 10 pila pra por credito (sim são muitos os sangue-sugas por lá), de dia é impossivel voce ficar por lá devido a alta concentração de metidinhos a alguma coisa e as biskatinhas que vão com eles que sempre estão tomando o terere com uma ervinha muito especial, da pra ver na cara deles o quanto é especial, a noite é cheio dos nóia e pais levando seus ranhentos pra brincar no parquimho que tem la. Tambem é disposto um depósito de mosquito da dengue ao lado com chafariz, quase nunca é ligado e quando é a conta de agua da população ultrapassa os 300 reais. (sim, eles cobram a população da agua que eles gastam).


Arena Show Baile: Mais conhecido como "Fuja Loco" ou "FURA BUCHO" (o qual vc preferir), lugar onde a veiarada e aquelas pessoas que gostam de sentir a catinga de suvaco azedo vão, um lugar muito sem graça mas a galera do pombal ali do lado amam ir pela cerveja barata e a possibilidade de sair de lá com uma veia coróca pra passar a noite. Já foi muito frequentado pela população da cidade mas desde que ganhou a fama de fura bucho ninguém mais vai lá, você pode ir lá e curtir aquelas banda furreca que nunca ninguém ouviu falar e tomar uma cerveja, e o mais importante: não olhe pra ninguém, não tente dançar com as veia feiosa que tem por lá fica tudo certo porque elas geralmente já estão acompanhadas com os traficantes do pombal (bairro ao lado), a menos que você tenha coragem e leve uma faca bem afiada (não se preocupe, se você não tiver uma faca eles te dão na hora), dai você pode entrar em um duelo com o traficante alfa que esta no local e torcer pra não ficar com os bucho de fora, fazendo isso você pode ficar com a veia dele e sair de boa pra casa. (E não, a policia não irá atrás de você, por que eles sempre estão em ocorrência. Na verdade eles estão fazendo qualquer outra coisa, menos atendendo uma ocorrência).