Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Sebrae)
Ir para: navegação, pesquisa
Sebrae ajuda a abrir seu negócio (a do parafuso também)

SEBRAE (Serviço Brasileiro de Abandono as Empresas), é uma organização criada para ensinar como retardar a falência (inevitável) da empresa ao brasileiros que querem abrir seu próprio negócio. O Sebrae surgiu numa época que não existiam tutoriais que ensinavam isso no YouvideofoiremovidoTube (na verdade, nem o youtuba existia na época) e os poucos empresários que existiam não ensinavam "como sefas" com medo de perder o ramo do mercado para seus tutorados.

História[editar]

Parido em 1972 pelo então presidente da republiqueta brasileira, Emílio Gayarrastaazul Médicu, o Sebrae tinha um nome bastante brasileiro (CEBRAE) que se estendeu até 1990, quando ganhou esse nome escroto que tem hoje. O CEBRAE tinha esse nome ridículo porque a população na época não sabia ler muito menos escrever e o programa criado para resolver essa distorção (o MOBRAL) tinha acabado de ser criado. Até alguém perceber que "serviço" se escreve com 'S' e não com 'C' se passaram 18 anos.

Projetos[editar]

Sem o Sebrae, isso não seria possível

Hoje em dia o Sebrae tem como função ajudar gente que não sabe usar o Google para tirar dúvidas ou gente que não sabe usar as planilhas do Excel para planejar alguma coisa. Apesar do Google fazer quase tudo (ele não faz café), muitas pessoas não gostam de usá-lo para tirar dúvidas mais sérias, e é que o dedo do Sebrae entra.

O Sebrae ajuda ao aspirante a comerciante girar a chave para abrir ou trancar a loja, bem como não adquirir produtos para venda que ninguém compra como Assolan, peças de roupas discretas e CDs da Maria Bethânia.

O serviço também dá passo a passo de como o empreendedor não pode dar mole a empregados e clientes em geral. Se o cliente quiser barganhar demais ou se aquele serviçal encostado vem mendigando amizade com o dono do estabelecimento para garantir promoção, o empreendedor tem que dar o Cquote1.png sai pra lá ze buceta, aqui não é casa da mãe joana não! Cquote2.png. Pode parecer muito pouco, quase nada, mas sem o Sebrae por perto algumas pessoas conseguem chegar ao ponto de falir lojinhas de R$1,99.

O Sebrae oferece alguns cursos para empreendedores fajutos que desejam conseguir moral com a alcunha "empresário". Cursos que ensinam como conseguir seu CNPJ de forma fácil, como colocar seus parentes encostados em casa para trabalhar pra você e ainda, "Do Camelôt ao Banco Panamericano: 100 preciosas dicas para se tornar um CEO de sucesso" (Santos Silvio, 2003).

EMPRETEC[editar]

O PRONATEC das empresas, o EMPRETEC oferecem cursos de nível igual ao do programa citado antes da vírgula. A diferença é que o Empretec é para os fodidos que querem dar uma de playboy e o pronatec é feito para os fudidos que querem ser um pouco menos fodidos trabalhando para os outros (ou para um desses empreendedores de boteco do Empretec).

Programa Muhammad Ali[editar]

Recentemente, em mil novecentos e dois mil e oito, o Sebrae lançou o programa que causou bastante polêmica no mundo dos negócios, o Programa Muhammad Ali ou simplesmente ALI. O programa ALI, nome que vem do acrônimo Arabes Lecionando Islão, visa a pratica de preparação dos empreendedores no mundo dos negócios praticados em Abu Dhabi, onde esses projetos de empresários aprendem boas práticas isâmicas, como cobrir suas funcionárias para que não virem objetos de cobiça dos clientes, além do estudo profundo do Alcorão, da Suna e principalmente da Charia.

Veja também[editar]