Sonic SatAM

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Indy2.jpg Sonic SatAM adora uma AVENTURA!

Este artigo é sobre alguém que vive perambulando por todo canto, fugindo de perigos com a adrenalina à flor da pele.

Faça como Sonic SatAM e saia se balançando nos cipós!


Sonic SatAM
♫ É o mais veloz eu há-á! ♫

Cquote1.svg ♫ É o mais veloz eu há-á! ♫ Cquote2.svg
Formato/Género Ação, Correr pra Caralho, Humor?, Briga, Hentai Furry
Duração 25 min
Criado por Yuji Naka Gente da Sega Americana
Diretor(es) {{{diretor}}}
Produtor(es) {{{produtor}}}
Apresentador(es) {{{apresentador}}}
Elenco Sanic e sua turma (dã!)

Narrador {{{narrador}}}
Tema de abertura O mais veloz que há!
Tema de encerramento A mesma da abertura (só que apenas instrumental)
País Bandeira dos Estados Unidos Estados Unidos
Rede de televisão Rede Esgoto, SBT e Netflix
Formato de Exibição {{{formato_exibição}}}
Idioma {{{idioma}}}
Transmissão original {{{p_transmissão}}}
– presente
Qt. de temporadas 2 (com promessas de uma terceira feita pela fandom, ou seja, fanfic)
N. de episódios 26
[{{{website}}} Página oficial]
IMDb
TV.com


Cquote1.svg Você quis dizer: Desenho mais famoso do Sonic dos anos 90? Cquote2.svg
Google sobre Sonic SatAM
Cquote1.svg Você quis dizer: Sonic Archie Comics Cquote2.svg
Google sobre Sonic SatAM

Sonic SatAM (que não tem nada a ver com Satã, já que é a abreviação de Sonic Saturday AM) é um desenho animado feito pela DIC Entertainment, com o objetivo de ser uma adaptação da série de videogame da Sega Sonic the Hedgehog. O desenho estreou nos Escrotos Unidos no dia 13 de junho de 1993 no canal ABC. Foi transmitido até 1994, quando a concorrência com os Power Gaynzers levou ao cancelamento, mas aqui na Terra dos HUE-BRs foi reprisado em looping no canal SBT até ser substituído por Sonic Underground no ano 2000.

Sobre o desenho[editar]

Tudo começou há muito tempo atrás, numa galáxia muito distante logo depois que a Sega fez parceria com a DIC para fazer um desenho animado do Sanic. Acontece que a DIC, que não manjava nada do azulão, resolveu fazer um desenho que mais parecia a cruza de Sonic com os Looney Tunes, e nisso surgiu Adventures of Sonic the Hedgehog. Insatisfeita com o resultado, a Sega pediu pra que eles fizessem um novo desenho, tirando toda a comédia infantiloide e botando altas doses de entorpecentes violência e trevocidade. Assim no anos seguinte a maluca animação foi recanteada dando lugar ao novo desenho sombrio chamado Sonic the Hedgehog (ou Sonic SatAM para os fanboys).

História[editar]

A treta se passa em Móbius (o planeta Terra em um futuro distante onde a humanidade fodeu com tudo), e lá nosso herói Sanic e os Lutadores da Liberdade precisam acabar com o maléfico Dr. Fuckyounik para restaurar a paz para Mobotrópolis, que mais parece uma cidade cyberpunk fudidaça. Os Lutadores são liderados pela Princesa Sally, uma nerd-gostosa (homens, isso não existe!) que é herdeira do trono real. Além e Sonic e Sally, essa cambada de marginais é composta pelo mecânico-inventor Boomer Rotor, o covarde e aboiolado Antoine, a doce e meia-ciborgue Bunnie, e por fim mas não menos importante Tails, que aqui foi rebaixado de parceiro inteligênte e melhor amigo do Sonic para um aprendiz de Lutador da Liberdade que é fanboy do ouriço.

O desenho apresentou alguns elementos dos videogames da Sega (tipo, tem o Sonic, o Tails e o Robotnik, além dos os anéis do poder e a Ilha Flutuante) apesar de não focar neles. Na real, o sucesso do SatAM foi transformado em uma série de quadrinhos da editora Archie, que mesmo com o fim do desenho continuou publicando as histórias, até levar um chute na bunda da Sega, que resolveu largar a editora em 2017 e rebootar tudo nos quadrinhos do Sonic produzidos pela IDW (ou seja, mais de duas décadas desse troço jogados na vala).

No Brasil, foi transmitido na televisão pela Rede Bobo, passando na extinta TV Colosso e no Angel Mix, alem de nunca fora ser exibido em looping pelo SBT até 2000, quando decidiram troca-lo pelo fiasco do Sonic Undertale Unerground.

Personagens[editar]

Eis ai o casalzinho que protagoniza essa joça

Sonic[editar]

Sonic é o personagem central do desenho. Extremamente orgulhoso e teimoso, não gosta de qualquer um que discorde dele, sendo extremamente temperamental. Sua principal habilidade é a velocidade, e quando utiliza os anéis de força, Sonic fica ainda mais rápido. O seu temperamento leva várias vezes os guerreiros a enrascadas, mas ele provavelmente nutre uma paixão por Sally.

Sally[editar]

É a outra personagem principal do desenho, junto com Sonic. Ela é a filha do rei de Mobotropolis, logo, é a princesa Sally. Sua função é de auxiliar o Sonic. Ela possui um computador pessoal com uma grande inteligência artificial, Nicole, que será muito útil para desvendar enigmas e mistérios. Extremamente inteligente, ele sempre arma planos para deter Robotnik. É apaixonada pelo Sonic, embora nem sempre admita.

Tails[editar]

Tails, uma jovem raposa de dois rabos, que sempre procura ajudar os guerreiros, mas é sempre rejeitado por ser muito novo. Por isso mesmo, o seu papel é apenas de auxiliar os guerreiros com pequenas tarefas. É mostrado como muito infantil, e muitas vezes ele apenas quer mais atenção dos outros. Não é um inventor como em Sonic X.

Rotor[editar]

Rotor é uma morsa, cujo papel é auxiliar os guerreiros da liberdade com as engenhocas, pois é um mecânico. Por isso mesmo, sua principal habilidade é de consertar e criar máquinas. Ele ganhou dois traços diferentes na série. A foto ao lado é da primeira temporada. Ele foi um cameo no game Sonic Spinball.

Antoine[editar]

Antoine é o personagem mais engraçado da série e garante muita diversão a todos. Possui sotaque francês e é extremamente medroso, por isso mesmo, nunca consegue fazer nada direito. É apaixonado pela Sally, e acaba não tendo utilidade alguma aos guerreiros! Ele foi um cameo no jogo Sonic Spinball.

Bunnie[editar]

Bunnie é uma coelhinha que foi salva por Sonic quando estava prestes a ser robotizada pelo Robotnik. Por esse motivo, metade do seu corpo é robô e metade é animal. Durante toda a série ela quer voltar a ser "normal", mas o seu lado de robô faz com que seja uma ajuda indispensável aos guerreiros. Ela foi um cameo no game Sonic Spinball.

Tio Chuck[editar]

Tio Chuck é o tio de Sonic, que foi robotizado por Robotnik. No início da série ele atrapalhava muito os guerreiros, porque fazia as ordens de Robotnik. Mas com o tempo ele aprendeu a se controlar e passou a ser uma ajuda extra aos guerreiros, revelando os segredos de Robotnik. Apesar dos guerreiros tentarem de tudo, ele não volta a ser ouriço.

Robotnik[editar]

Dr. Robotnik é o grande vilão do desenho, que vive na cidade dos robôs. Ele captura os animais da floresta para poder robotizá-los e dessa maneira torná-los escravos dele. Os seus traços são os mesmos do Robotnik de Sonic Spinball. No seu passado ele era Julius, um subordinado do rei de Mobotropolis, e que deu um golpe de estado no rei, tendo todo o poder nas suas mãos.

Snively[editar]

Snively é um sobrinho de Robotnik. É ele quem faz a maioria dos planos de pegar o Sonic, sendo indispensável ao Robotnik. Ele odeia seu tio, mas o teme, e por isso segue suas ordens.

Ver também[editar]

Este artigo é um esboço.
Quem fez esse esboço não tem pinto.
Você pode fazer este artigo comer a Tia do Batman (e depois comer o Robin).
8040.gif