Street Fighter EX

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Virtualgame.jpg Street Fighter EX é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, um Mario monta em um Yoshi.


Street Fighter Spinoff 1
Street Fighter EX cover.png

Capa do jogo. O relançamento do Plus Alpha foi tão perto que valeu mais a pena reaproveitar

Informações
Desenvolvedor Larika
Publicador Capcom
Ano 1996
Gênero porradaria
Plataformas arcades de rodoviárias
Avaliação 4/10
Idade para jogar Livre

Street Fighter EX é o resultado do que acontece quando a Capcom fica sem ideias do que fazer com sua principal franquia e deixa outros fazerem o que bem entender com seus personagens. Criado originalmente para Arcades e depois adaptado para todos consoles existentes da época, até gramofone, este jogo acaba por se tornar altamente desconhecido, aceito por muitos até mesmo como inexistente, porque a sua versão melhorada Street Fighter EX Plus Alpha já estava disponível uma semana seguinte (o Street Fighter EX Plus fora lançado 3 dias depois do Street Fighter EX), não valendo a pena adquirir essa versão piorada, bugada e sem todos personagens. Acredita-se que existam vários CDs de Street Fighter EX enterrados juntos com E.T. the Extra-Terrestrial naquele deserto do Novo México.

Desenvolvimento[editar]

Resultado de quando Street Fighter II tenta ser Virtua Fighter 2.

Em 1996 a franquia Street Fighter estava em seu auge, especialmente graças à popularidade do Street Fighter II de Rodoviária que convertia o dinheiro do lanche de vários pivetes ao redor do mundo em fichas de fliperama, tornando a Capcom o conglomerado multitrilionário da atualidade. Mas nenhuma empresa vai se dar por satisfeita até estabelecer seu monopólio, e havia um concorrente nos Arcades, o Virtua Fighter 2, e sem dúvidas este concorrente era um lixo sem carisma, mas ele tinha ao seu favor a propaganda de ser um jogo 3D com bonecos em 3D, não importa o quão leprosos pareciam os personagens.

A Capcom então decidiu que deveria fazer o seu Street Fighter 3D, mas fazer jogos merdas nunca foi o seu forte, o forte da Capcom sempre foi apenas fazer jogos repetitivos e relançá-los infinitamente. foi por isso que a Capcom contratou a Arika para fazer uma cópia de Virtua Fighter 2, mas com os personagens de Street Fighter. Essa ideia até tinha potencial, isso até a Arika decidir introduzir seus personagens próprios, acreditando que poderia ter criatividade o bastante para criar 10 personagens novos do zero e que todos teriam excelente carisma e que isso seria uma boa ideia quis. O resultado foi um jogo que poderia se chamar Street Fighter vs. Carreta Furacão. Para não bagunçar mais ainda a cronologia da série, esse jogo abertamente não possui enredo.

Jogabilidade[editar]

Diferente da jogabilidade macia da porradinha raiz de todo e qualquer jogo de Street Fighter, o Street Fighter EX é diferentão e um jogo de luta estilo Virtua Fighter onde os personagens estão sofrendo de fortes câimbras constantemente. Como os bonecos parecem que estão com artrite e os golpes não são nada fluidos, os combos e fatalities podem ser desencadeadas ao se apertar o mesmo botão várias vezes, para não dificultar mais ainda a dificuldade que o jogador está experienciando.

Personagens[editar]

  • Ryu - Figura obrigatória em qualquer Street Fighter, até nas versões mais pirateadas possíveis, estaria nesse aqui também.
  • Ken - O rival do Ryu que vai seguir o seu amigo para qualquer canto, até no mais tosco dos jogos, inclusive esse daqui.
  • Chun-Li - Mulher que anda exagerando nos anabolizantes e está com medo de seguir o mesmo caminho da Andressa Urach.
  • Zangief - Frequentador assíduo de saunas, é um russo bombado gigante, possui o estranho fetiche de fazer os outros cheirarem sua cueca vermelha.
  • Guile - Foi expulso da Força Aérea dos Estados Unidos por se recusar a cortar o cabelo. Em rebeldia deixou seu cabelo crescer a ponto de ficar parecendo uma moita bem aparada. Resultado de um Alex Full que retornou e cortou seus cabelos.
  • Hokuto - Cópia claríssima da Kasumi Todoh de The King of Fighters, com a única diferença que a Hokuto está sempre com cara de poucos amigos e não possui nenhum carisma.
  • Doctrine Dark - Até hoje ninguém ainda sabe porque um loiro de olhos sempre esbugalhados e vestido para uma sessão de BDSM foi cotado para participar do jogo.
  • Pullum Purna - Como na época o desenho do Aladdin estava em alta, não viram nenhum mal em trazer a Princesa Jasmine para esse jogo.
  • Cracker Jack - Homem vestido de cafetão dono de bordel que mais parece um personagem renegado de The King of Fighters de tão blazé.
  • Skullomania - Um homem vestido de esqueleto. Claramente a Arika desesperadamente tentando criar algum personagem realmente diferente. Mas dessa vez diferente até demais.
  • Allen Snider - Uma espécie de carateca que mais parece um personagem reciclado daquele Street Fighter 1 que ninguém jogou.
  • Blair Dame - Mais uma personagem descaradamente copiada de The King of Fighters, essa aqui é claramente a Leona só que vestida feito prostituta de cabaré barato.
  • Kairi - Já vimos esses personagens baseados em Bruce Lee em um monte de utro lugar.
  • Darun Mister - É tipo um Evil Zangief, já que existe a versão "Evil" de tantos personagens mesmo.