Sunismo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Donramontaliban.jpg

"Vai tomar no cu", em árabe
Brimo, este artigo é árabe!
Certamente, o autor louva Alá e come esfirra, sem dar ré no quibe.


Sunismo é um dos ramos do Islã, e constitui a maioria dos muçulmanos.

História[editar]

Este cara era sunita.

Depois que Maomé morreu, os muçulmanos estavam em disputa, os sunitas queriam eleger o substituto de Maomé, mas os xiitas queriam que o substituto fosse o Ali. Como a maioria era sunita, eles resolveu que teria eleição, e todo mundo tinha que ir nas urnas eletrônicas votar, e quem venceu as eleições foi o Abu Bacre, e é claro, os xiitas ficaram putos da vida, mas quem manda na Arábia são os Sunitas. Depois que Abu Bacre morreu, teve mais uma eleição, e Ali perdeu de novo e Omar ganhou as eleições, os sunitas mais uma vez ganharam. Depois que Omar morreu, teve mais uma eleição, e Ali perdeu mais uma vez e Otman ganhou as eleições, os sunitas ganharam as eleições de novo. Depois que Otman morreu, só aí que Ali conseguiu ganhar, mas Ali não viveu pra sempre e morreu, E assim morreram os quatro califas.

A Suna[editar]

Os sunitas elem do Alcorão, leem um monte de baboseira que Maomé falou que se chama Suna, e acham que vão pro céu comer 72 virgens se lerem aquele monte de coisa que Maomé falou quando estava chapado.

Crença sunita[editar]

Pros sunitas não ouve mais nenhum profeta depois de Maomé, portanto, não existe porcaria de Imame nenhum depois de Maomé. Só os profetas antes dele existiram, nade de Ali, nem Mahdi, nem porra nenhuma, etc.

Ver também[editar]