Superman (Arcade)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Superman (arcade))
Ir para: navegação, pesquisa
Megaman-nes megaman run.gif
Superman (Arcade) é da época da Velha Guarda dos Games

certamente tem gráficos horríveis e uma dificuldade alta pra cacete


Superômi
Superman-arc startscreen.png

Imagem do incrível jogo.

Informações
Desenvolvedor Taito
Publicador Taito
Ano 1988
Gênero Porradinha
Plataformas Arcade
Avaliação Melhor que o do Atari
Idade para jogar Livre
Superman-arc superman idle-air.gif

Superman para Arcade é o terceiro game protagonizado pelo super-herói malão da DC Comics, embora os marqueteiros sacanas da Taito propagandeassem mundo afora como se fosse o primeiro. Levando em consideração que os outros dois anteriores foram umas tremendas porcarias, isso não chega a ser considerado um problema. Apenas não espere por um jogo bom com este aqui, porque também é um lixo, embora menos lixoso que seus antecessores.

Análise geral[editar]

Aqui podemos ver uma versão paraguaia do Superman tentando destruir o original para ficar em seu lugar.

É muito provável que este seja um jogo pirata, produzido e lançado sem a autorização da DC, porque nenhum dos inimigos que aparecem (e olha que são muitos) foram retirados dos quadrinhos. Todos eles são criações exclusivas para essa birosca, sendo um mais ridículo e mal desenhado que o outro (os gráficos da época também não ajudam, mas foi desnecessário deixar o visual deles tão lisérgico). A única exceção é o chefão final, um tal de Emperor Zaas, que é apenas o Brainiac com outro nome.

Como o jogo é uma espécie de beat'em up, existe a opção de jogar com duas pessoas. O player 1, obviamente, fica no comando do Superman tradicional de uniforme azul e vermelho, enquanto o player 2 joga com uma escrota versão do herói nas cores vermelho e cinza, parecendo mais um Capitão Marvel defumado.

E quanto ao enredo, o jogo tem alguma história? Tem sim: o maligno imperador alienígena Brainiac Zaas invadiu a Terra com o originalíssimo objetivo de dominar o mundo. Como ele foi descer logo em Metropolis, a cidade do Superman, é claro que o mesmo pretende impedi-lo de concretizar seus planos. Mas o vilão trouxe consigo sua coleção de capangas multicoloridos para lutar em sua defesa, enquanto ele prefere evitar a fadiga.

Agora, é só voar pelos cenários distribuindo chutes e socos em todo mundo, coletando os itens especiais que vão aparecendo para aumentar o seu grau de foderacidade no jogo, que deve ser nulo. O Superman ainda conta com um golpe especial que consome toda a energia e não adianta de bosta nenhuma chamado Sonic Blast, que consiste em soltar um kamehameha no adversário. Para usar, é só pressionar o botão de soco até ficar com calos nos dedos e então soltar um peido. Se não funcionar de primeira, repita o procedimento mais 70 vezes. Se ainda assim falhar, 70 de novo.

Detalhes sobre as fases[editar]

Boa, Superman! Acertou em cheio o Hulk bem no saco!

São cinco fases ao todo, uma pior que a outra. No sentido de idiotice mesmo, e não de dificuldade.

Durante as quatro fases iniciais, é apenas um beat'em up comum, como outro qualquer, em que você só tem que descer o cacete nos inimigos com qualquer coisa que puder ser usada. Mas a fase final vira uma suruba bizarra de gêneros.

O início é uma espécie jogo de tiro, pois o Superman tem que ficar disparando sua visão de calor contra umas pedras arremessadas contra ele por brasileiros manifestando contra o aumento de preço das passagens de ônibus.
Depois, o jogo aparentemente volta ao normal, e finalmente aparece o tal Emperor Zaas para tomar uns paus.
Quando você pensa que acabou e completou o jogo, vem da puta que pariu mais um chefe para ser enfrentado, só que desta vez lutando no mano a mano.

Screenshots[editar]

Ver também[editar]

v d e h
Superman logo.png