Sydney Sweeney

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Esta página se adequa à Nova Política de Conteúdo Sexual.
Conteúdo impróprio para menores de 18 anos! Tirem as crianças da sala! Este artigo tem conteúdo impróprio para menores!
Este artigo pode conter pornografia pesada ou leve. De preferência, leia-o de olhos fechados...

Se ele estiver cometendo uma infração à Política de Conteúdo Sexual, por favor, reporte à moderação.
ESTE ARTIGO É SOBRE UMA GOSTOSA!!

Ela provavelmente não sabe atuar, dançar, cantar, desfilar, praticar esportes, fazer cálculos matemáticos ou qualquer coisa de útil para a humanidade. Mas quem liga? Todo mundo a conhece apenas porque ela é uma baita duma

GOSTOSA

Jenna Haze.png
Sydney Sweeney
Sydney-Sweeney.jpg
À primeira vista, parece uma atriz pornô...
Nascimento 12 de setembro de 1997
Washington, DC
Nacionalidade Bandeira dos Estados Unidos Estados Unidos
Ocupação Atriz
Medidas Com uma vírgula no meio de cada número
Altura 1,62
Peso De formiga
Signo O mesmo do atentado às Torres Gêmeas
Olhos Azul cegueta
Cabelo Loiro e lisinho

Cquote1.svg Você quis dizer: Miley Cyrus? Cquote2.svg
Google sobre Sydney Sweeney
Cquote1.png Experimente também: Jenna Haze Cquote2.png
Sugestão do Google para Sydney Sweeney

Sydney Sweeney (12 de setembro de 1997, Washington, DC) é uma atriz, do tipo "pigmeia, porém gostosa pra um caralho", que ficou conhecida [carece de fontes] por fazer aparições em filmes e séries adolescentes nas quais ninguém faz questão de lembrar, tipo a Malu Mader, só que com slime. Após muitos anos e testes do sofá, conseguiu um papel como protagonista na série Everything Sucks!, da Netflix, na qual faz par romântico com uma adolescente de 14 anos, fazendo com que muitos pedófilos vibrassem por ser o mais próximo da "perfeição" que veriam.

Sobre[editar]

Sydney enviando seus currículos para diretores e afins.

Sydney é uma atriz anoréxica e nanica, só tem peitos, gengiva e orelha, uma combinação bem escrota de partes do corpo a se destacarem. Mesmo assim, tem moleque que consegue arrancar uma bronha com ela tranquilo, pois o que a torna superestimada são seus atributos, não o seu talento, o qual ela meio que deixa a desejar (quem se masturba com talento para artes cênicas?).

Apesar de só passar a ser conhecida faz pouco tempo, Sydney tem uma extensa filmografia (parece uma atriz pornô 2) e atua desde a infância, mesmo que em várias produções bem porcaria (semelhança nº 3). A prodígio já fez de tudo nessa vida, participou de filmes de terror genérico (4?) e algumas comediazinhas chatas pra caralho, além de curta-metragens que ninguém conhece e até mesmo Grey's Anatomy, até porque, em suas mais de 8000 temporadas, é impossível não ter um artista que não tenha participado dessa série).

Em grande parte de seus trabalhos, Sydney acaba interpretando o estereótipo dela mesma, de adolescente gostosinha e bicuriosa, no qual nunca perde tempo de aparecer, sempre com decote lá no umbigo e, vira e mexe, colando um velcro com as amiguinhas, tudo isso para alimentar as fantasias dos punheteiros e das siririqueiras também, é claro.

Everything Sucks![editar]

Emaline preparada para bagunçar no fundão.

O estrelato de Sydney começou a ocorrer em 2018 (eu disse que não faz muito tempo) quando a Netflix anunciou o seu mais novo show de horrores para adolescentes, chamado Everything Sucks!. Como o título já faz jus a série, tudo nela é uma merda e nada funciona direito, apesar de todo marketing que a série teve, foi uma tremenda porcaria e não passou da primeira temporada.

A série é como uma Malhação, só que piorada como se fosse possível: se passa em um ambiente escolar, nada que não tivesse sido visto em Todo Mundo Odeia o Chris ou Manual de Sobrevivência Escolar do Ned, e ambientada nos anos 90's, para ver se conseguia atrair público pela nostalgia, no entanto, a Netflix esqueceu que a pirralhada que iria assistir a série sequer sabe o que são anos 90's (nem a própria Sydney sabe direito).

Na série, ela interpretava Emaline Addario, uma patricinha punk (WTF) que parecia uma fusão da Miley Cyrus com a boneca da Angélica dos Rugrats, importunava todo mundo e só falava cantarolando, como se estivesse no Glee ou em High School Musical, ou fosse uma Clarice Falcão às avessas, já que esta cantarola falando. Por mais que Emaline fosse portadora de uma voluptuosa gengiva, ela possuía mamas bastante agradáveis e dava para dar uns pegas bem gostosinho.

Na série, de forma totalmente forçada, Sydney colou velcro com fez par com a pseudo-atriz Peyton Kennedy, que mais lembra um elfo que uma pessoa comum. Embora Peyton tivesse quase o dobro de altura de Sydney, ela tinha apenas 14 anos na época, enquanto a amostra de gnomo tinha 21.

Cquote1.svg Interessante... Cquote2.svg
Polícia Federal sobre parágrafo acima.

Cancelamento dessa porcaria série[editar]

Sydney em seu melhor ângulo, propositalmente impedindo você de continuar a ler o artigo.

Após a Netflix ver a cagada que tinha feito, olhando o baixo índice de audiência, ela resolveu mandar a série pra cova sem sequer dar uma chance de segunda temporada, o fez muitos fãs revoltadinhos irem xingar muito no twitter. O elenco até tentou usar suas redes sociais (na verdade, só o Instagram e o Twitter, mesmo) para implorar por uma nova temporada, mas não teve jeito, a Netflix simplesmente tacou o foda-se pra todo mundo e saiu no maior estilo Thug Life.

Após isso, muitos do elenco foram caçar seu rumo, pois tinham boletos para pagar, enquanto outros foram pra geladeira mesmo e nunca mais foram vistos. Peyton Kennedy foi parar em Grey's Anatomy, com a promessa de nunca mais tocar no assunto de renovar a série, já Sydney foi parar em The Handmaid's Tale, conhecida por nós, meros mortais ignorantes, como O Conto de Aia ou "a série das moças com roupa de leiteira estilo La Casa de Papel", porém ela não ficou mais do que uma temporada também, assim como em Objetos Cortantes, da HBO.

Devido aos seus inúmeros favores sexuais elogios por parte da crítica especializada, Sydney conseguiu ser escalada para Once Upon a Time... in Hollywood, filme de Quentin Tarantino que nada tem a ver com contos de fadas ou com aquela série da ABC, e que conta com o amigo imaginário do Edward Norton dando tiro, o sangue do lobo de Wall Street e os pés da Arlequina poser, já que sua miguxa bruxa made in England não topou fazer parte dos planos doentios de Tarantino. Sydney interpretou (pra variar) uma lésbica em Clementine, porém dessa vez como uma jailbait que resolve colar velcro com uma mulher mais velha.

Desde 2019, Sydney se aliou a outras ex-estrelas infantis e prováveis alvos de Tarantino, como a Zendaya, e integrou o elenco de Euphoria, série da HBO que veio para causar. A série em si tem o padrão HBO de putaria ao estilo de Game of Thrones e consegue mostrar uma rola na sua cara a cada cinco minutos, como George R. R. Martin gosta. A emissora, como não é boba nem nada, visando que Sydney era uma menina muito gostosa, decidiu colocar ela totalmente peladex logo em seu primeiros episódios, apenas para vender a série e para atrair audiência, e ela aceitou facinho, fazendo sua estreia de nudez mostrando as tetonas e deixando geral com vontade de mamar.

Ver também[editar]