Tabriz

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Tabriz é a capital do Azerbaijão Oriental no Azerbaijão uma das províncias separatistas do Irã. É uma versão de Ciudad del Este versão arábica, do tanto de muambagem que rola por lá há séculos. É tanta tranqueira que a UNESCO se viu obrigada a tombar todas as barraquinhas de venda da cidade como patrimônio mundial da humanidade.

História[editar]

Aqui uma visão do interior do belíssimo Bazar Histórico de Tabriz.

Acredita-se que a cidade foi fundada há muito tempo atrás por Sargão Rei da Assíria, que viu nas redondezas do Lago Urmia o local ideal para transferir todos camelôs de tapetes persas que atrapalhavam no centro da capital assíria Assur.

Posterormente veio a se tornar a capital de Ilcanato no século III, época em que a cidade atingiu seu auge quando a Rota da Seda passou por Tabriz. O grande tráfego de camelos, tapetes voadores, micos e elefantes fez de Tabriz uma das maiores cidades de sua época.

Em 1392 Tamerlão saqueou a cidade simplesmente porque ele era tipo o Joselito da época e gostava de noz-moscada, coisa que só existia em Tabriz.

Tirando isso, foi capital da Dinastia Safávida em 1501 e hoje não passa de uma imensa feira.

Economia[editar]

A economia local é completamente baseada na muamba e escambo de produtos extraídos do deserto como calangos fritos, pedaços de cactus e orcs.

Bazar Histórico de Tabriz[editar]

A cultura iraniana é reconhecida em todo Oriente Médio e no mundo pela peculiar característica de muambagem, portanto nada mais natural que uma das maiores cidades do país Tabriz fosse reconhecida por seu imenso bazar que vende de tudo desde Rufles, Pringles, CDs de PlayStation 2 pirata, turbantes, bigodes falsos e tudo mais que um persa precisa para viver.