Terapia ocupacional

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
NovoWikisplode.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Terapia ocupacional.
Um cliente durante um tratamento indicado por uma terapeuta ocupacional para acabar com o Mal de Alzheimer.

Cquote1.png Você quis dizer: Fisioterapia Cquote2.png
Google sobre Terapia ocupacional
Você com certeza quis dizer artesanato e pintura além de lindos quadros com palito de sorvete

Cquote1.png Experimente também: Educação Física Cquote2.png
Sugestão do Google para Terapia ocupacional

Cquote1.png É uma barbada, Bino! Cquote2.png
Pedro sobre Terapia Ocupacional

Cquote1.png Você traiu o ócio de quem teve Derrame, véio! Cquote2.png
Pedro sobre Terapia Ocupacional


A Terapia Ocupacional é mais uma entre inúmeras profissões inúteis como Astrologia, Artes Cênicas. É uma mistura de Fisioterapia com Educação Física e Pedagogia, ou seja, não serve pra nada.

Parte-se do pressuposto de que a sua especialidade consiste na reabilitação de pessoas com problemas físicos e mentais, embora para a mesma função xista a Fisioterapia e a Educação Física que falham miserávelmente nesse projeto, uma vez que a intervenção desses profissionais sequer capacitou uma unica pessoa para sair de um Hospital Psiquiátrico ou APAE, para viver plenamente na sociedade sem demandar por ajuda ou recursos especiais. Ou seja, é mais uma profissão que serve como cabide de emprego nos hospitais e clínicas de reabilitação, onerando ainda mais o SUS com os seus serviços dispensáveis.

História da Terapia Ocupacional[editar]

A origem deste profissão consistiu pela necessidade de existir alguém com paciência, que aceite pouco dinheiro, para trabalhar com velhos, drogados, gente maluca, entre outros, em suas atividades de vida diária com adaptações para que a pessoa possa comer ou até cagar sozinha. Esta profissão veio antes da fisioterapia e foi auxiliada pela enfermagem, que só sabia limpar cocô. Então esta maldita profissão, apareceu com o intuito de organizar a vida das pessoas loucas, drogadas, velhos tarados, mães abandonadas e gente pobre, lá no século XVIII... Os estudantes passam de quatro a cinco anos pagando uma nota para aprenderem a entortar colheres, apoiar móveis, ou readaptar torneiras para pessoas lesadas que sofreram acidentes, como; Derrame, Acidente automobilístico, Lesões e traumatismos diversos. Da qual às suas gambiarras poderiam ser desenvolvida por qualquer mané, ou pirralho de cinco anos de idade, que é o que você poderá virar depois de um acidente grave de moto, já que enquanto você consegue andar sozinho você vai ao baile funk, com um acidente desses você vai ficar mais torto que a filha do Justus, é bom chamar um Terapeuta Ocupacional, já que um Fisioterapeuta só dá o C* pra médico e um Pedagogo só serve para fazer greve.

Só saberá mesmo os benefícios dessa profissão aquele que se foder em acidentes graves, drogados, velhas loucas, crianças retardadas. Ao contrário disso, o restante das pessoas nunca saberão do que se trata essa profissão, que é mundialmente conhecida pela grande tecnologia das adaptações para pessoas com cotoco e também para retardados. Para este restante da população em questão, que não sabe definir o que seria esta profissão como também possui dificuldades em saber ler, arrumar um emprego, xavecar uma mina falando "vc mim ama", aconselhamos procurar um pedagogo ou uma igreja, assim como sua mãe, que é corneada pelo seu pai alcoólatra, faz todos os domingos.