Teseu

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Av-6054.gif "ΑΝΕΓΚΥΚΛΟΠΑΙΔΕΙΑ Η ΘΑΝΑΤΟΣ!!!"

Re, este artigo é grego! Ele pratica beijo grego, joga tudo na janela do carro quando acaba e gosta de ganhar de Portugal na Eurocopa, além de estar endividado pra caralho.


Teseu, o próprio.

Cquote1.png Na União Soviética, o Minotauro mata VOCÊ!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Teseu
Cquote1.png GOSTOSO! Cquote2.png
Ariadne sobre Teseu
Cquote1.png Corno! Cquote2.png
Afrodite sobre Teseu
Cquote1.png Tesão? Cquote2.png
Carla Perez sobre teseu
Cquote1.png Teseu era o cara do tesão Cquote2.png
Professor Tititica sobre Teseu


Teseu é um personagem do Paulo Silvino dos maiores heróis da mitologia grega, responsável por matar covardemente o Minotauro de Creta e por cometer uma enorme burrada e gerar uma tragédia grega. Ele era filho de Egeu (rei de Atenas) com Etra, ele era filho também do deus Posídon. Não se sabe como ele tem dois pais.

Teseu e o Minotauro[editar]

Teseu na espreita procurando o Minotauro pelo labirinto

Como o rei Egeu morria de inveja do tamanho dos tomates de Teseu, ele o enviou para o labirinto de Creta, onde morava o Minotauro. O Minotauro não gostava muito de receber visitas, principalmente enquanto assistia sua novela preferida, assim ele matava todas as pessoas que lhe incomodassem entrando em seu belo labirinto. Alguns ele comia, outros ele deixava pra formar a bela decoração do labirinto.

Além do Minotauro, o labirinto era gigantesco, maior do que aquele labirinto de Harry Potter, todos que entravam nele não encontrava mais a saída. A não ser que entrassem apenas um passo e voltassem. Provavelmente porque só era mandado para lá otários.

Mas com Teseu foi diferente, ele fez o mínimo que uma pessoa normal pensaria para não se perder: robou um novelo das patas do gato de sua amada, amarrou uma ponta no começo do labiritno e entrou com o novelo. Após caminhar muito a linha do novelo acabou ele ouviu o som de uma televisão ligada, era a sala do Minotauro. Então Teseu entrou silenciosamente na sala e deu a enorme sorte de encontrar o Minotauro dormindo. O Minotauro tinha acabado de assistir sua novela e caído no sono da tarde, assim, Teseu em um golpe de covardia, cortou com sua espada a cabeça do pobre Minotauro dorminhoco.

A volta e a burrada[editar]

Teseu sendo mandado pela mulhé, da pra notar porque ele adorava fugir de sua cidade dizendo que ia partir para novas aventuras

Na volta, o vitorioso Teseu preparou seu navio, levantou a âncora, e fez a maior burrada da sua vida: Esqueceu de trocar as velas negras de seu navio pelas brancas. Chegando de volta em Atenas, seu pai vê as velas negras do navio e pula de Big Jump de um penhasco sem corda. Assim, o que podia ser uma linda e bela história de aventura e heroísmo se tornou em uma das mais famosas tragédias gregas.

Outras aventuras[editar]

Tempos depois, cansado de sua vida monótona em Atenas, Teseu saiu para mais aventuras, batalhou contra as Amazonas ao lado de Héracles, transou com uma delas e teve um filho.

Outro dia Teseu resolveu que tinha que raptar Helena e Perséfone, juntou-se a um zé ninguém chamado Pirítoo e foi embora. Raptaram Helena fácil, mas porque diabos ele escolheu logo Perséfone? Ela morava lá nos quintos dos infernos. Literalmente. Assim os dois foram para o Inferno, lá encontraram-se com o simpático Hades, marido de Perséfone, este os convidou gentilmente para um banquete, quando se sentaram, ficaram presos nos assentos infernais. Ouviu-se uma risada de Hades: MWAHAHAHAHAHAHAHA.

Um tempo depois Héracles foi no submundo libertá-los, ele libertou Teseu e, pra variar, esqueceram o coitado do Pirítoo, que passou o resto de sua vida esquecido na cadeira do esquecimento.

Depois de mais um tempo, Teseu decidiu ir morar na ilha de Ciros, onde foi gentilmente empurrado de uma montanha pelo dono da ilha. Dessa ele não escapou.

Ver também[editar]