The Star Wars Holiday Special

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
SANTAMARX.gif Ho Ho Ho, Desciclopédia!

Este artigo contém conteúdo natalino e está recheando o peru. Seja um bom menino e não vandalize, ou Papai Noel vai obrigar-lhe a assistir ao show do Rei Roberto Carlos. Não se esqueça de deixar leite e biscoitos!

NovoWikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: The Star Wars Holiday Special.

Cquote1.png MUUUUUUUUUUURRRHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!!! Cquote2.png
Chewbacca sobre o filme todo
Cquote1.png MUUUUUUUUUUURRRHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!!! Cquote2.png
Mulher do Chewbacca sobre o filme todo
Cquote1.png MUUUUUUUUUUURRRHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!!! Cquote2.png
Pai do Chewbacca sobre o filme todo
Cquote1.png MUUUUUUUUUUURRRHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!!! Cquote2.png
Filho do Chewbacca sobre o filme todo
Cquote1.png Não devia ter bebido muito nesse dia e ter liberado os caras a criarem um lixo desses! Cquote2.png
George Lucas sobre The Star Wars Holiday Special

Darth Vader não gostou muito desse presente...

The Star Wars Holiday Special foi uma daquelas tentativas bizarras que muitos diretores de filmes ou séries têm para tentar encher o cu de dinheiro se aproveitando da época natalina, e nesse caso George Lucas tentou fazer isso na televisão norte-americana e no Canadá, mas acabou ficando apenas no natal de 1978 (na verdade saiu mais de um mês antes, em 17 de novembro, já que o George percebeu que tava tão ruim essa merda que preferiu antecipar), de tão ruim que era essa merda. É considerada uma das piores coisas já feita pela humanidade, perdendo apenas para o Especial de Fim de Ano da Rede Globo.

(Des)Sinopse[editar]

O filme conta uma história em que Han Solo e Chew estão tentando chegar à casa do pai dele e da mulher e filho (sim, a Wikipédia burra diz que é na casa dos pais dele, mas seria muito bizarro o Chew beijando a própria mãe na boca... pqp), tudo para celebrar como eles o "Dia da Vida" (afinal imagina Jesus wookiee todo peludão...). A família dele, aliás, é a grande atração do filme (ou seja, que merda, já que os Wookiees falam sempre daquele jeito bugadão).

Praticamente mais parece uma versão pré-histórica de Teletubbies, pois o tempo todo aparece vários "programas", como uns musicais cantados por crianças dementes, um desenho animado que foi feito por um epiléptico, mas que seria relativamente legal já que foi a primeira vez que Boba Fett apareceu em algo da série. Além dessas bizarrices tem uma tia ensinando a cozinhar, mas que parecia a mistura de Palmirinha com Leo Stronda (VEEEEEM MONSTROOOOOOOOOOO!!!), um velho ensinando como montar um computador (sob efeito de LSD pesado) e uma das passarinhas de Castelo Rá-Tim-Bum versão Freddy Mercury Prateado cantando umas músicas meio pornográficas pro velho tarad... porra, certeza que isso é pra crianças?

Nessa confusão toda as Tropas de Tempestade invadem a casa da família do Chew tentando localizar seu irmão judeu, o Jewbacca, que não tava querendo pagar dois dólares de Coruscant pro bar deles, mas como só acham o irmão maconheiro, o Babacca, acabam indo embora comer peru na Estrela da Morte. E no final os atores tudo se reúnem para juntos cantar umas paradas que eram mais clichês que Simone em shopping center tocando nessas épocas.

Enfim, o filme é tão tosco que até os atores principais do filme (em especial o Harrison Ford/Rã Terra) estão literalmente putos em aparecer nessa merda toda. O George Lucas inclusive acabou exibindo justamente em novembro como um teste, mas já sabendo que ia ser uma merda, só pra não traumatizar o natal de ninguém com um filme sobre criaturas hominídeas peludas com cara de cachorro e que se comunicam como cabras com reumatismo nas cordas vocais.

Este artigo é um esboço gay.
Ajude-o a se desemboiolarExpandindo-o.