The Weeknd

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Dorgas melocoton.png The Weeknd dá um tapa na pantera!

E é aprovado pelo Tio Bob!

Clique aqui se você quiser dar um tapa também.

DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ...Maior parte de "fãs" de The Weeknd nunca nem ouviram House of Balloons?
Descitacoeslogo2.png
O Descitações possui citações de/sobre The Weeknd.
Emblem-sound.svg The Weeknd
The weeknd drug.jpeg
The Weeknd após cair do ônibus.
Nome Abel Makkonen Tesfaye Colodina
Origem Bandeira do Canadá Canadá
Sexo Com a Bella Hadid
Instrumentos
Nuvola apps kcmmidi.svg
Sua boca (ui)
Gênero Pop, Rap, R&B
Influências Nego do Borel, Restart, Latino
Nível de Habilidade Alto Top
Aparência Abençoado pelo Jesus Negão
Plásticas No nariz
Vícios
Nuvola apps atlantik.png
Comer mulher (se Selena pode ser chamada assim), fumar maconha, camomila, café, cheirar gatinhos, beber vodka,etc.
Cafetão/Produtor
Crystal Clear action bookmark.svg
{{{cafetao}}}

Cquote1.svg Você quis dizer: Lula Molusco com rosto deformado Cquote2.svg
Google sobre The Weeknd

Abel Makkonen Tesfaye (Scarborough, 16 de fevereiro de 1990) mais conhecido por seu nome artístico de Fim de Semana The Weeknd (que significa autismo negro em norte coreano), é um maconheiro cantor de K-Pop americano.

Todas hoje afirmam que tem uma queda pelo Abel, mas elas não teriam a mesma convicção se vissem o The Weeknd caminhoneiro em cena.

História[editar]

Tesfaye nasceu em 16 de fevereiro de 1990, em Toronto, Otário, vem Cá nadá. Criado em Scarborough, é de descendência etíope/zumbi/Dercy Gonçalves/Fred Mercury Prateado/ e algumas prostitutas Africanas. Abel Tesfaye cresceu ouvindo músicas pop, aparentava ter uma vida como a dos outros adolescentes, tudo indica que ele mais parecia com o Zé droguinha popular que come a sua crush.

Saiu da escola e também da casa da mãe história típica da maioria de todos os traficantes dessa idade aí. Chegou a traficar drogas, como a sua própria música maconha quando jovem, segundo o "New York Fake Times", mas resolveu "abandonar essa vida" para se dedicar a música. Segundo Tesfaye, adotou seu nome artístico de The Weeknd após sair do colégio aos 17 anos de idade para dar a bunda, junto com um colega de equipe, "saiu em um fim de semana (weekend, em árabe) e nunca voltou". A grafia do nome foi alterada para "The Weeknd" para evitar problemas de direitos autorais e marca registrada com uma banda canadense já com o nome de The Weekend (e antes que se pergunte, não. ninguém conhece essa banda).

Com isso, o maconheiro cantor fez várias músicas de puro tédio sucesso que conseguiram ficar no topo das paradas musicais americanas nem tanto importantes, quanto suas músicas Can't Feel My Face, The Hills e Starboy (sendo que esta teve cotas da dupla Daft Punk), onde suas músicas, assim como qualquer artista bosta, entrou nas primeiras posições do ranking pela influência de emos ouvindo música.

The Noise EP[editar]

Cquote1.svg Você quis dizer: projeto fracassado? Cquote2.svg
Google sobre The Weeknd

É isso aí mano, se achou que não demos uma vasculhada na vida do The Weeknd, tu chegou no lugar errado.

2008, Ainda em Toronto, após assistir todos os filmes da High School Musical dublados em árabe, um adolescente, ainda conhecido como filho de Adão Abel, entrou em uma banda com poucas condições, chamada The Noise, aonde como o próprio nome já queria dizer, ele com a voz de quem acaba de tomar um banho frio queria fazer barulho, porém se você parar para ouvir o fracasso a obra, no mínimo que vai sentir é sono.

O EP conta sobre com um típico grupo de adolescentes curtindo uma vida independente, sem nenhum adulto e/ou responsável por perto, assim como qualquer outro normal (inclusive, saia dessa casa seu doente). No EP, talvez pela sua fase de transição, o "Abel fetu's" é mais direto e tem sentimentos mais aflorados: aqui, ele visivelmente se apaixona, sente como é transar com uma mulher semelhante à ex, também descobrimos seu estranho fetiche de querer comer uma aniversariante no seu "terno de aniversário", fala como é ser "nigga syle" e entre outras do gênero.

Não sabemos ao certo o que diabos rolou entre os Homies canadenses, somente a certeza de que essa banda simplesmente acabou, ou não.

Abel por sua parte prefere não entrar em mais detalhes sobre o EP, tem receio de que Justin Bieber possa ouvi-lo e zoar com a cara dele de novo.

Trilogy[editar]

  • Thursday

Depois de um tempinho ganhando dinheiro de sua repercussão, The weeknd foi vivendo sua vida, agora rico. Como não tinha mais aquela vida antiga de aspirador pobre, ele ficara perambulando pelos cabarés e andou desfrutando seu amor por comer putas de luxo.

Porém, teve uma dessas garotas que não estava muito afim de dar todos os dias com para ele, somente quinta-feira. Então ele saiu do salto e aproveitou todos os dias de quinta-feira para gastar mais dinheiro do que havia ganho e usar mais drogas com ela do que o necessário.

Porém a moça começou a sentir mais afetividade pelo negão, que por sua parte tacou o foda-se. Abel, que já estava de passagem pela fama, se sentiu inspirado pelo tamanho de merdas que o próprio fez, e lançou a segunda Mixpage: Thursday, no qual retrata o dia especial em que ele, até outro dia comia essa puta todos os dias de quinta-feira (largou pela Selena).

  • Echoes of Silence

Terceira Mixpage de The Weeknd, só que dessa vez, a novidade era que ele fez um ensaio fotográfico com seu rosto nas capas, nos dando uma esperança de que ele estaria mais próximo do que nunca de fazer videoclipes.

A maior vontade de ouvir a Mixpage era ouvir sua versão diferençiada da voz de Michael Jackson com a música do próprio, mas tirando isso, não teve nada de extravagante.

  • Trilogy

Dessa vez um álbum, com as mesmas músicas remixadas e umas novas. O destaque principal, foi o vídeoclipe de entrada Wicked Games de The Weeknd com a música da primeira Mixpage, numa tela preto e branco, mostrando seu rosto com mistura de noiado com sonolento, seu famoso cabelo tomando a cena ainda Black-mini-dread e uma mulher seminua com a sombra de vontade própria.

Contando com Drake no álbum, ele lançou o segundo vídeoclipe The Zone, com a loira puta de luxo chorando e os balões estourando (disfarçadamente o que restou de House of Balloons), nós dando a entender que Thursday também acabou. Ainda por cima pegou a outra música de Mixpage e a usou como símbolo de Trilogy, chamada Rolling Stone, terminando de vez (e explicando a bagaça toda) a trilogia.

✝️Starboy✝️[editar]

Cquote1.svg The Weeknd encarando a pessoa quem ele vai comer o cu Cquote2.svg


Starboy é o nome de seu álbum mais famoso, conhecido pela desgraça música de mesmo nome. No álbum, além da única música que todo mundo sabe, esse projeto também nos dá alguns remixes de músicas antigas e mais alguns shows de luzes fortes e roxas ótimas para matar um epilético. Abel pensou também em terminar a história dele depois de ter matado ele mesmo em um corpo diferente e também destruir a mansão, que "coincidentemente" era dele.

Enfim, toda a graça da Mixpage é só essa mesmo, o fato é que não é nem exagero nosso falar que todo mundo só conhece (e canta) Starboy como forma de fazer você acreditar que já sabem a muito tempo sobre o cantor.

Lana del Rey[editar]

Sim, houve dedo de Lana dele Rey desde Kiss Land, pra você, "fã", que não sabia desde agora. Ele fez um ft. com ela em um clipe com sobre a desgraça da Hollywood. O vídeo é uma homenagem sobre a o suicídio de Peg Entwistle, que pulou do "H" de Hollywood, motivos: não importa.

O clipe não é tão importante assim, afinal as letras falam sobre uma mina que tem falta do que fazer, que comete um adultério e em seguida o suicídio. Ou seja, ele falam, mesmo que indiretamente, que Peg Entwistle foi uma vadia depressiva.

Discografia[editar]

  • 2012 Trilogy: Conta sobre um jovem gótico que vende/usa balão, acaba se relacionando com uma garota chamada Valéria e entra em envolvimentos amorosos, sendo que a desgraça tinha um namorado.

Muito triste com a situação, The Weeknd resolveu mostrar suas habilidades de chuca para uma puta, oque deu muito certo, pois para desgraça dele, ela acabou se apaixonando também. Enfim, muita transa e fanfarra com inclusão de cheirar gatinhos.


  • 2013 Kiss Land: Um preto rico que viaja pro Japão e experimenta puteiros japoneses, lá desfruta da nova realidade virtual, mas se apaixona pela funcionária da tecnologia "apenas pelo toque" a mata. Apesar do nome, não tem nenhuma cena destacada que envolve uma terra do beijo, ele deve ter esquecido de fazer oque era importante.


  • 2016 Beauty Behind the Madness: Um "louco" que se envolve na fama e na vida perigosa. Conhece uma puta e a ajuda num massacre no puteiro, tem o privilégio de ficar triste no AP repleto de mulheres, assassinatos, pediu ajuda pro capeta quando sofreu um acidente numa rua reta, porém viu que estava feliz demais e resolveu procurar Moisés no deserto.


  • 2018 Starboy: O cara que matou a si próprio, que tem uma relação indescritível com uma pedra ametista, consegue viajar para um planeta isolado e dança com uma mulher-lava, entra em sonhos lúcidos, gosta de provocar crentes e exibe-se com uma cruz.


  • 2018: My Dear Melancholy: Um vampiro gay que conta sobre seus sentimentos e sofrimentos frequentemente já escutados, que tem um hábito peculiar de cuspir morcegos, gadagem, talaricagem e choros pela Selena.


  • 2020 After Ours: Um fanfarrão que levou muita porrada e no fundo ainda sente falta da muié.

Atualmente[editar]

The Weeknd e Selena Gomez com sua roupa comestível, prontos para darem uma bimbada quando chegarem em casa.

Recentemente Fim de Semana voltou a mídia e passou a finalmente ter sequer um reconhecimento maior mas não pelas suas músicas de merda e sim por atualmente estar abatendo o bife de Selena Gomez, a ex emo, patricinha, drogada e depressiva (emo e depressiva não são a mesma coisa?), Dê Uiquidi acabou a resgatando do Proerd Rehab após ela ter uma crise de cheiramento de gatinhos quando Justin Bieber acabou metendo o pé na raba dela, então Selenita acabou o trocando pela jeba de um negão.

Não sabemos o quão real é esse relacionamento, já que Selena faz de tudo para chamar a atenção, e é claro que The Weeknd aproveitou desse sensacionalismo para chupar uma teta de Selena fama, até no dia que ele meter o pé na bundinha dela e trocar por uma mulher de verdade (como a Bela Hadid, suas putas) não uma que parece um bebê mexicano com obesidade, O que fará ela voltar a cortar os pulsos de novo e se drogar até acabar com o único rim que lhe resta.

Falando do rim fodido que ela talvez não tenha mais, o próprio The Weeknd afirma em Call my Name, que ele "quase tirou uma parte de 4 quilos de fimose que ele tem na rola dele mesmo, para salvar a vida dela", tudo conta que ele simplesmente largou que daria seu rim para a Selena, porém ele lembrou que é um sem coração e mandou ela aquela vadia ir tomar no cu e foi viver agora cantando junto à modelos, porquê? Porque ele é foda.

Depois de toda essa decepção amorosa, a fila da puta voltou pro Justin Bieber, que estava só de vela esperando o espetáculo acabar.

É tudo marketing, como podem ver, aqui está a prova de amizade dentre Abel e Justin juntos na foto.

Ver também[editar]

Aplaudindo.gif The Weeknd merece
uma salva de palmas por por ter colocado chifres no Justin Bieber.