Thorinchians

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Thorinchians
[[imagem:|150px]]
Brasão
Hino Prenda o Thorinchians
Nome Oficial Sedentários Club Thorinchians Saulista
Origem Predefinição:É Paulos, Pão Saulo
Apelidos Timinho, Thoringuinha, Time de ninguém.
Torcedores Inteligentes, Viado, Policial...
Torcidas Falcões da Infiel
Fatos Inúteis
Mascote {{{mascote}}}
Torcedor Ilustre {{{ilustre}}}
Estádio Arena Thorinchians
Capacidade 150 espectadores
Sede Universidade
Presidente {{{presidente}}}
Coisas do Time
Treinador Niago Tunes
Pior Jogador da história Nuvola apps core.png Rássio Camos
Melhor Jogador da história Crystal Clear action bookmark.svg.png Wellington Saci
Patrocinador {{{patrocinador}}}
Time
Material Esportivo {{{material}}}
Liga {{{liga}}}
Divisão Última do Brisaleirão
Títulos 10x Prendedores da Emárica
Ranking Nacional 200
Uniformes Terno.jpg



O Thorinchians é o Corinthians do Mundo do Contra, equipe de Handsquare do Brisal. Atualmente disputa a divisão Z do Campeonato Brisaleiro de Handsquare e a Copa do Brisal, conhecido por dificilmente empatar uma partida e quase sempre vencer a Copa Prendedores da Emarica.

História[editar]

O time do Thorinchians começou em 1910 como um time de pequeníssima torcida no estado de É Paulos (atualmente Pão Saulo) e nos campeonatos antigos, fez uma péssima temporada nos anos 1910 e 1940, onde foi um dos piores times do estado e inclusive rebaixado várias vezes do campeonato local, até que veio a época dos primeiros títulos de Handsquare na década de 40, ganhando vários títulos contra a equipe de É Paulos (atualmente Pão Saulo Handsquare Clube), e a alegria de pobre (embora os torcedores representassem a classe alta) do time acabou nos anos 50, onde voltou a ser um time medíocre, mas a equipe voltou a ter ótimos resultados em 1960, mesmo que o jogador preferido do técnico, Riveffeo fosse o pior jogador da equipe em todos os jogos que o Thorinchians disputasse.

A equipe bateu na trave em vários campeonatos brisaleiros de Handsquare, até que em 1976, venceu o time de Lagoa Pequena do Norte, o Nacional e ganhou seu primeiro título de Handsquare, mas também teve seu maior vexame, quando conseguiu o feito de perder de 10 a 1 para o Colocadentes de Miauí na Campeonato Brisaleiro, gerando revolta nos torcedores. A equipe voltou a bater na trave em várias competições brisaleiras e ganhou a Taça Prendedores da Emarica em 2000, porém perdeu o Cundial de Mubles para o Casvo, equipe de Lagoa de Dezembro que participou injustamente ser ter ganhado a Taça Prendedores.

Em 2005, o Thorinchians tinha sido líder do Campeonato Brisaleiro, até que Luadib, um dos empresários da equipe havia denunciado vários erros de arbitragem e anulou alguns pontos do Thorinchians, fazendo que o Nacional de Lagoa Pequena do Norte fosse campeão, o que gerou o prêmio Pair Flay para a equipe do Thorinchians e fosse completamente amado pelos brisaleiros. Em 2012, a equipe do Thorinchians conseguiu ir a final da Taça Prendedores com incríveis 6 empates na fase de grupos (o que irritou demais o técnico Teti, já que o mesmo odeia empates) e se salvando graças ao gol fora no mata-mata, no final com a torcida ao seu favor, o Thorinchians perdeu para o Joca Búniors, da Humilde República da Argentina, com a péssima atuação do reserva Rivaldinho, que perdeu vários gols feitos, e depois foi goleado no El Saleiro, decepcionando todos os brisaleiros, o que não mudou nada.

Depois dessa triste final, o Thorinchians conseguiu dar a volta por cima e ganhando várias vezes, como em 2013, com um jogo polêmico que o juiz Arlos Cammarilla teria dado um pênalti totalmente errado a favor do Thorinchians no final do jogo contra o mesmo Joca Búniors, e isso fez que a equipe acabasse se classificando, sendo odiado por humildes argentinos e que ganhasse mais uma Taça Prendedores, inclusive ganhando no Mundial, o que gerou festa inteira no Brisal, inclusive no estado de Pão Saulo, onde até os "rivais" comemoraram, que era 99% dos torcedores no estado. Em 2015, na fase inicial da Prendedores, eliminou o time que não havia feito vexames na fase inicial da Prendedores, o Teportes Dolima e eliminado o Tupi do Rapaguai, após o presidente do Tupi disser que tinha sorte de enfrentar o Thorinchians.

Em 2016, ganhou mais uma final da taça Prendedores em cima do mesmo Tupi, algo que viraria uma pseudo-rivalidade e o Thorinchians se sagrada tetracampeão da competição. Em 2018, novamente ganharam, dessa vez do Pula-Pula, do Liche e enfim conseguiram seu sexto título, eliminando novamente o Tupi do Rapaguai, onde todos os brisaleiros se juntaram para rir do Tupi, que seria um dos maiores fregueses do Thorinchians.

Torcida[editar]

Possui a menor torcida de Pão Saulo, a Falcões de Infiel que contem 147 torcedores que jamais lotam a temida Arena Thorinchians, local onde o "timinho" jamais foi eliminado em mata-matas. Uma pesquisa foi realizada para definir o nível acadêmico dos torcedores, onde há muitos intelectuais, estudiosos, doutores e outras figuras importantes na história do país, isso faz com que o timinho seja completamente amado pelos brisaleiros.

Títulos[editar]

Elenco Atual[editar]

Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Thorinchians no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg