Tomé

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Nota: Para outros significados consulte São Tomé (desambiguação).
Judeu0.jpg Cadê o moedinha?

Este artigo é judeu! Ele odeia samaritanos, foi escolhido por Javé e não come lagosta porque é caro e anti-kosher. O autor deste artigo provavelmente é contador e deve estar cuidando da lujinha.

Bento 16 saudando.jpg E nomine patris et filii et spiritus sancti!

Este artigo foi criado por um cristão devoto. Ele vai à igreja todos os domingos com o intuito maior de tomar vinho louvar o SENHOR. Se você vandalizar, Javé Deus te mandará sem hesitar para o inferno!

Tomé era o mais chato dos 12 apóstolos, tinha sérias tendência a ser um nerd ateu. Por ser grande fã de Mister M, adorava ficar procurando os segredos dos truques de Jesus (por isso o acompanhou) e só acreditava no que poderia ver porque não tinha uma audição muito boa e tinha que confiar na visão.

Nome[editar]

Cquote1.svg E aí? É mentira agora Tomé? Cquote2.svg
Jesus sobre o qual Tomé duvidou antes de tocar

Devido a porcas e péssimas traduções o verdadeiro nome de Tomé é uma grande controvérsia. E quando se fala de Bíblia, aí que a confusão fica maior ainda, porque os cristãos todos tentam tirar ao máximo interpretações bacanas dos textos, de modo que Tomé não seja entendido como nenhum incestuoso, siamês ou irmão gêmeo maligno.

Na verdade, a controvérsia é besta, basta saber que Tomé significa "gêmeo" e algumas vezes Tomé é citado como "Judas Tomé", ou seja, "gêmeo de Judas". Agora puta falta de sacanagem o cara nem tinha nome... Porque não o chamavam de algo como "Alfredo" logo, para evitar confusões. Mas Jesus nunca ligou com esses detalhes.

Apóstolo de Jesus[editar]

Tomé foi um arquiteto que Jesus chamou para ser seu discípulo. Sendo um homem racional, formado em arquitetura, duvidava de tudo, na vez que Jesus multiplicou os peixes ele foi o único que foi lá conferir o contra-cheque de Jesus e seu extrato no banco para ver se ele não havia escondido nada, mas não encontrou nada.

A origem da incredulidade de Tomé ocorreu quando ainda jovem, cursando a faculdade de arquitetura, ele tinha uma namorada de Éfeso que o mandava por MSN várias fotos sensuais de biquíni e lingerie até o dia em que os dois se encontraram pessoalmente pela primeira vez e Tomé viu que todas aquelas fotos era fake ou Photoshop. A partir daí Tomé disse: "A partir de hoje, eu só acredito vendo!"

Sua participação na Bíblia, além de aparecer nos trechos de Jesus convocando seus discípulos, Tomé foi crucial na passagem em que todos os apóstolos estavam com medinho de retornar à Judeia onde Jesus fora anteriormente apedrejado para zumbificarem Lázaro (algo que Tomé duvidou), e Tomé foi o macho de todos dizendo: "Vamos então, todo mundo se suicidar com Jesus!" (João 11:16).

Na Santa Ceia, após a revelação do traidor, a pergunta de Tomé foi: "Para onde vai? Como saberei o caminho?" ao que Jesus respondeu: "só estou indo no banheiro, essas ostras não me caíram bem, e é a terceira porta a direita." (João 14:5-6)

Tomé era conhecido como O Incrédulo, e duvidou que Jesus pudesse ter voltado, dizia: "Deixa de ser palhaço Pedro. O mundo não é como um jogo de Resident Evil, eu só acredito vendo e tocando Jesus". Quando estava lá Tomé, no sétimo dia, viu Jesus todo exibicionista, e diz: "Duvida que ressucitei agora Tomé, veja! Toque, é mentira?." (João 20:24-29) (Por ser gêmeo de Judas, Tomé tinha uma aspiração para ser ateu ou agnóstico).

Ascensão de Maria aos céus[editar]

São Tomé vê Maria viajar nas dorgas e ascender aos céus.

Depois do episódio do Jesus Zumbi, São Tomé virou crente e começou a acreditar em comunismo, alienígenas, Deus, essas coisas. Foi inclusive, o único que viu Maria subir aos céus, o que gerou uma inversão de papéis, todos seus outros amigos apóstolos não acreditaram nele, e perguntaram se ele havia bebido muito (enfim, vingança!).

Evangelização[editar]

Tomé escreveu dois evangelhos, mas como era meio analfabeto os seus escritos não foram aceitos na Bíblia e abandonados numa igreja qualquer da Índia. Nos Atos de Tomé é possível observar uma suposta identificação homossexual entre Tomé com o apóstolo Judas Tadeu (vai ver, é por essas e outras que esses escritos não estão no cânon bíblico).

Cquote1.svg Tomé! Por não acreditar na ressurreição dos mortos, tu pregarás no Brasil! Cquote2.svg Jesus sobre Tomé

Cquote1.svg Yo nõ Señor! Cquote2.svg Tomé sobre incredulidade

Após a ressurreição de Jesus, cada apóstolo recebeu a missão de pregar (embora tenham confundido pregação com cobrar o dízimo ultimamente) em uma nação, Pedro e Paulo ficaram com Roma, Tiago Maior com Israel, Tiago Menor com a Espanha, André com a Trácia, Bartolomeu com a Armênia, Simão com a Babilônia, Judas Tadeu com a Pérsia, Mateus com a Etiópia, Felipe com a Frígia, João Evangelista com Éfeso, Marcos Evangelista com o Egito, e Tomé com a mais distante e pior parte, o Brasil.

Segundo seus evangelhos, além de relatos absolutamente confiáveis, como o do padre Quevedo e do cacique Cunhambebe, usando (ou não) técnicas de teletransporte aprendidas com Endermans, ou, mais provavelmente, indo de uber, Tomé chegou a América, aqui ele tentou batizar os Tupis e Incas, porém, ele ensinava muitas besteiras como só ter uma mulher, não comer carne humana, e adorar somente Deus Cquote1.svg Que maluquice! Que besteira! Onde é que já se viu! Cquote2.svgÍndios sobre ensinamentos de São Tomé

Além de ter feito coisas muito importantes para os índios, como dar-lhes a mandioca e o milho, essencialmente importantes para a cultura e identidade nacional. No entanto, tais coisas só atraíram a fúria dos índios, que tentaram mata-lo (Onde já se viu só se ter uma mulher? Más que invenção do inferno!), fazendo com que ele fosse embora para nunca mais retornar.

Martírio[editar]

Na índia, Tomé foi morto por um golpe de quatro lanças por ter acidentalmente pedido um hambúrguer triplo com fritas numa lanchonete da cidade de Mylapore, e como se sabe, a vaca é sagrada por lá, e ele foi morto pelo sacrilégio que cometeu