Tribo Papacu

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Caboco.jpg Bem-vindo à selva!

Este artigo é sobre algo ou alguém localizado no meio do mato e vai te levar para o Lado Verde Escuro da Força. Se vandalizares, Rambo vai descarregar a metralhadora no meio da tua fuça!

Tribo Papacu é uma tribo de índios liderada pelo cacique Índio de Família, cuja cultura é fortemente influenciada pelo modo de vida dos machos virgens, seus ancestrais.

Este povo possui algumas peculiaridades, e não digo apenas de seus exames peculiares. Eles possuem a tabuleta com a receita original do suco de laranja, que foi criada pelos primeiros machos virgens a pisarem na Terra, que mostra a maneira como eles se deliciavam na pré-história.

Eles também possuem estranhos símbolos de amor e guerra, que utilizam para identificar quem são seus passivos e quem são seus ativos. A única pessoa de fora da tribo a receber um destes símbolos em seu corpo, mais precisamente na região do pênis, foi James Matarazzo, que estava estudando o comportamento destes curiosos indígenas.

O grito de guerra oficial da tribo consiste em uma sequência de gritos de macho virgem em uma oitava acima, que afugentam qualquer urso, mas que atraem os caçadores brutamontes barbudos que não fogem do pau. Para demonstrar superioridade e intimidar seus inimigos, os caciques papacunianos batem com o pênis na mesa, fazendo um barulho estridente que planta o medo no coração dos homens brancos que os caçam com lâmpadas fluorescentes.

História[editar]

Índio de Família exemplifica a beleza dos homens papacunianos.

Estes homens agruparam-se pela primeira vez na pré-história, momento em que os machos virgens estavam sofrendo preconceitos, pois a sociedade precisava crescer, e estes indígenas não podiam cumprir com a pressão do acasalamento para gerar descendentes, pois aparelho excretor já não reproduzia.

Em um primeiro momento, os membros da Tribo Papacu estavam passando por dificuldades, pois eles não queriam saber de trabalhar, apenas de relaxar. Para suprir com as necessidades alimentares daqueles que não plantavam nem caçavam nada, o cacique saiu em busca de algo fácil de comer, e que desse em qualquer lugar, e não estou falando de Jailson Mendes. Assim, após muito procurar, ele encontrou o alimento ideal para sua tribo, a laranja.

Apesar da galera gostar de chupar uma laranja, algo que só macho faz, alguns deles usavam tanto a língua que ficavam com cãimbras na mesma, por isso era necessário criar uma nova maneira de consumir o produto. Então, um índio aleatório inventou de espremer as laranjas e depositar seu caldo em um objeto oco, criando assim o primeiro esboço do que seria o suco de laranja como conhecemos hoje.

Futuramente, o filho prodígio da tribo, o mais macho de todos, conhecido como Índio de Família, iria desbravar os horizontes e sugerir que a tribo identificasse seus machos com símbolos de amor e guerra. Estes servem para distinguir aqueles que comem daqueles que são comidos, a única exceção é James Matarazzo, o caraíba que recebeu ambos os símbolos, por ser versátil.

Atualmente[editar]

Ainda habitam as profundezas das florestas do Acre, matas tão profundas quanto um cu cabeludinho de macho.

Por não se reproduzirem, os Papacu abrem analmente concursos para aqueles que desejam passar um período de intercâmbio com eles. Para inscrever-se, basta enviar um vídeo de vinte e quatro minutos, mostrando que você é um macho de verdade.

Jailson Mendes e Erick Munhoz não são membros oficiais da tribo, eles são considerados membros honorários, por serem experts nos hábitos dos Papacu.

Apesar do nome, Papaco não faz parte desta tribo, apesar de estar mais do que apto a fazer parte da mesma.