U.D.R.

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de UDR)
Ir para: navegação, pesquisa
264939.jpg ATENÇÃO:
Simplesmente estamos cagando e andando para quem não gostar do conteúdo deste artigo e, por conseguinte, das opiniões e sugestões dos mesmos. We just couldn't care less.
Pewds Fuck You.jpg Este artigo é IMORAL!

Você deve estar achando que este artigo é uma afronta, uma pouca vergonha, uma baixaria... FODA-SE!!! Vai fazer algo que preste e não foda minha paciência!!

Palcovazio.jpg U.D.R. já acabou!

E tu chorou quando eles se separam, assuma!

Clique aqui pra ver os grupos que non eczisten mais.

Passarinho.jpg Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.

Certamente, seus fãs idiotas alienados o odiarão!

Cquote1.png Você quis dizer: Um dedo no rabo Cquote2.png
Google sobre U.D.R.
Cquote1.png Isso é música do capeta! Cquote2.png
Sua Mãe sobre UDR
Cquote1.png Na União Soviética, o aleijado estupra VOCÊ! Cquote2.png
Reversal Russa sobre UDR
Cquote1.png Meus filhos! Cquote2.png
Satã sobre UDR
Cquote1.png Esse tipo de música traz coisas ruins à sua vida! Cquote2.png
Minha Mãe sobre UDR
Cquote1.png Saia deste corpo em nome de Jesus Cquote2.png
Crente sobre UDR
Cquote1.png Adoro esses meninos! Cquote2.png
Dercy sobre UDR
Cquote1.png Na União Soviética, cristo estrupa UDR e entra na historia Cquote2.png
Reversal Russa sobre UDR
Cquote1.png wir mussen die juden ausrotten! Cquote2.png
Adolf Hitler sobre UDR
Cquote1.png sabe,nem é viadagem. na verdade é só amizade misturada com sacanagem Cquote2.png
UDR sobre seu pai
Cquote1.png achei ofensivo penalti pro Brasil Cquote2.png
Juiz ladrão sobre UDR
Cquote1.png essas músicas tocam minha infância Cquote2.png
xuxa sobre UDR
Cquote1.png Quando Deus me desenhou com a caneta cor-de rosa A caneta escorregou e a minha pica ficou grossa Cquote2.png
Kid bengala sobre UDR
Cquote1.png Na União Soviética, a benzina cheira VOCÊ! Cquote2.png
Reversal Russa sobre UDR

U.D.R.
UDR1.JPG
MC Carvão e Professor Aquaplay.
Origem Inferno
País Brasil
Período 2000-2016
Gênero(s) funk satânico
Gravadora(s) Nenhuma de respeito
Integrante(s) Mc Carvão ( Porquinho), Professor Aquaplay, MS Barney.
Ex-integrante(s) {{{exintegrantes}}}
Site oficial {{{site}}}

UDR é uma banda de Rock'n Roll Anti-Cósmico da Morte de Belozonte, ou, BH. Para curtir a banda, é necessário andar com pau no orifício anal, geralmente pessoas que conseguem chupar o próprio pau (que nojo)

História[editar]

Todos têm conhecimento dos lindos contos repassados pelas músicas de nossos heróis e como todos os heróis têm uma historia nesse espaço narrarei para vocês queridos companheiros a trajetória de nossos salvadores. Tudo começou em uma cabana em Belo Horizonte, ao norte da Noruega setentrional. Era uma cabana repleta de satanismo. Satanismo e calangos. Não, não. Pensando melhor, satanismo, calangos e bunkers antinucleares. Nesta cabana repleta de satanismo, travestis e calangos nucleares nasceram as crianças-deus. Uma criança capaz de conquistar corações com o brilho de seu olhar. Outra responsável pelo dia virar noite e o sertão virar mar. Estas crianças-deus cresceram e se tornaram os pré-adolescentes-deus. Então tornaram-se os adolescentes-deus. Logo em seguida, transformaram-se nos jovens adultos-deus. Neste ponto de suas vidas, foi concedido a eles a possibilidade de uma escolha. De um lado, poderiam consagrar-se deidades absolutas como padroeiros do sertão pernambucano e da Praça Afonso Arinos. De outro, tornarem-se gigolôs mercenários que trocam seus dotes, cavalares, por dobrões de zinco. Com as mentes anuviadas pela difícil escolha que deveriam tomar, os jovens adultos-deus resolveram rejeitar seus criadores para reinarem absolutos em um mundo sem leis. Um mundo onde os ratos e pombas, outrora utilizados como meros adornos urbanos, eram criaturas típicas do sacrifício ritual hermético. Após construírem seu próprio templo, os jovens adultos-deuses-caídos resolveram nomear-se a si próprios como: MC CARVÃO e PROFESSOR AQUAPLAY. Assim surgiu a horda U.D.R., sempre imitada e jamais superada. Aos fiéis asseclas desta horda profana de satanismo diabólico e místico deu-se o nome de WARderley.

Estilo Musical[editar]

Músicas de bom gosto com títulos sagazes e que criticam a sociedade de maneira sutil e exemplar. A composição lírica é de uma complexidade tão grande que acalorados debates entre os fãs gays da banda giram em torno da classificação musical. Seria um Funk Satânico ou ROCK N' ROLL ANTICOSMICO DA MORTE? Esta pergunta fundamental continua sem resposta. Estupremos um aleijado enquanto isso. Não se trata de estilo musical, mas sim de estilo de vida. Os membros da UDR retiram vidas para seu beneficio próprio, estupram os cadáveres e os queimam e logo após os estupram mais uma vez.

Público Alvo[editar]

Todos os fãs da UDR são gays. Passa uma semana, continuam gays. Principalmente os que compram camisetas e vão aos shows gritar o nome deles. Afinal, UDR é som de bicha, traveco e satanista. Mas quando toca todo mundo vai pra pista. Em alguns casos especiais são tão gays que se tornam heteros, para a gloria do nosso senhor Baal.

Integrantes[editar]

Os integrantes da U.D.R. Da esquerda para a direita: Professor Aquaplay, MS Barney e MC Carvão
  • MC Carvão: Já comeu o cu da Sua Mãe e do Seu Pai ao mesmo tempo. Hobbys incluem estupro de aleijado e orgia de traveco no Avião brutal do Scat.
  • Professor Aquaplay: Já deu o toba para sua mãe e seu pai. Hobbys incluem a dança do pentagrama invertido, a dança do Bukkake, fazer filmes de scat com aleijados, já que estes não precisam abrir as pernas para fazer sexo anal, e viajar no avião brutal do Scat junto com o Carvão.
  • MS Barney: O terceiro da dupla. Sua voz é uma mistura das vozes de Piccolo e do cara que dá as notas do carnaval do Rio De Janeiro, por causa dos constantes bukkakes. Entra e sai da bunda banda constantemente.

As portas do inferno sucesso[editar]

Os três se conheceram numa orgia de travecos (duh!), regada a muito crack, heroína e porra de macaco. Um dos participantes dessa orgia era Wanderlei, que viria a ser empresário da banda. Com uma visão de futuro extraordinária, Wanderlei viu que os caras curtiram aquela orgia, e começou a levá- los para eventos no mínimo escrotos, como a grande orgia de marinheiros no cais, onde se afogavam em porra, e a dança do bukkake, realizada em uma gruta e regada a muita benzina. Eles juntaras essas novas experiências às antigas, como quando Aquaplay era caminhoneiro, com o pseudônimo Tião. Depois de muita morfina e heroína, eles escreveram as letras poéticas as quais o seleto grupo de gays fãs tem o prazer de se deleitar...

Discografia[editar]

[2003] Seringas Compartilhadas Vol.2 (Concertos Para Fagote Solo, Em Si Bemol)[editar]

  • Orgia de Travecos
  • Bonde do Aleijado
  • Vômito Podraço
  • Dança do Pentagrama Invertido
  • Bonde de Jesus cu
  • Bonde do AMOR Incondicional

[2005] WARderley[editar]

  • Bonde do Goteirão
  • Clube Tião Caminhoneiro Hell
  • Dança do Bukkake
  • Hosanna Nasal Turas
  • Intervenção 1
  • Intervenção 2
  • Intervenção 3
  • Nicolau tinha Câncer
  • Som de Natal
  • Você é Burro

[2006] Jamo-Bazilian Voodoo Macumba Kung Fu... CD[editar]

  • Gigolô Autodidata
  • Hacker do Amor feat Fux0r B.
  • Qué Leite? feat Fux0r B.

[2007] Shape do Punk Do Cão[editar]

  • Modelo 2008
  • Gordinho, você não é DJ
  • Nunca é tarde demais para dizer a alguém que você tem HPV
  • Vo Jozar

[2008] Bolinando Straños[editar]

  • Funk do Pantro
  • Nunca é tarde demais para dizer a alguém que você tem HPV
  • O tiço leva ao buffo
  • qro c do boned do role comofas rs //
  • Sem Amor
  • Todos os nossos fãs são gays
  • Você é moderno e eu te odeio

Download desta discografia totalmente excelente[editar]

Para baixar um pack com todos os EP'S e CD'S, com Exceção do Seringas Compartilhadas, e WARderley, vá para o inferno. Mentira. Eis aqui: [1]

Seringas: [2]

WARderley: [3]

Singles recentes:

As Curitibanas mais taradas: [4]

Bombayse: [5]

Todos Shora: [6]

Odiadores Vão Odiar: [7]

Entrevista com Professor Aquaplay[editar]

Entrevista onde o inoxidável Aquaplay detalha as fases da banda, e responde algumas perguntas:

2000: Em um momento tenebroso de minha vida, no qual o mundo conspirava contra mim e minha auto-estima descia pelo ralo, vi-me a mim próprio diante de duas opções para acalentar a dor que me preenchia: tirar de mim mesmo a minha própria vida ou escrever um funk a respeito dela. Após falhar na primeira opção, obtive sucesso na segunda e criei a primeira versão do Bonde da Depressão, sob a alcunha dupla de MC Dor e MC Sofrimento.

2001: Em outro momento tenebroso de minha vida, no qual a própria existência conspirava contra o mundo que, por sua vez, conspirava contra minha auto-estima enquanto minha vida descia pelo ralo, me vi a mim mesmo diante de outras duas opções: criar a minha própria seita de adoração a Belial ou escrever um funk a respeito da criação de meu próprio grotto de adoração a Belial. Como a primeira era pré-requisito para a segunda, uni minhas forças com um comparsa e criamos as primeiras versões de Dança do Pentagrama Invertido e Bonde da Mutilação. À dupla foi dada a alcunha de MC Abutre & MC Carniça. Eu era o Abutre.

2002: Uma vez estabelecida, a seita começou a sentir os efeitos da prosperidade. Porém, em um momento não menos obscuro de minha vida, no qual uma seita rival conspirava contra a existência do mundo, quedei-me em si diante de duas opções: eliminar o grotto de adoração a Astaroth ou convertê-lo a braço direito do grotto de adoração a Belial. Após perder dois dedos tentando a primeira opção, apelei novamente para a segunda. Agora em trio, foi criada a primeira versão do Bonde de Jesus. O integrante recém-integrado à horda viria a ser conhecido como MS Barney.

2003: O grotto de Belial e Astaroth ia muito bem, obrigado. Era um momento de sutil opulência de minha vida, no qual o mundo conspirava contra a descida de minha auto-estima pelo ralo, fincando-se em si a iminência de dois fatores cruciais nesta jornada de homoerotismo reprimido. MC Abutre e MC Carniça foram convidados para um show de estréia de um curta-metragem cuja trilha sonora era Dança do Pentagrama Invertido. A partir daí, começamos a conspirar contra a existência do mundo e nos vimo-nos a nós mesmos compelidos a darmos um passo à frente, evitando que nossas vidas descessem pelo ralo.

A partir daí, outra apresentação foi agendada. Dessa vez, tratava-se de um show completo. Munidos apenas das três canções supramencionadas. Destituído da presença de MS Barney, que conspirava contra sua própria vida e contra o mundo em sua existência, e em dúvidas sobre a presença de MC Carniça, uma nova convocação foi realizada para o grotto de Belial e Astaroth. Neste momento é marcado o ingresso oficial de MC Carvão na jornada. Com ele, surgiu a criação de nosso primeiro hit feito em grupo: Vômito Podraço. Além disso, tivemos aquilo que pode se chamar de "primeiro show". Para finalizar, meu novo batismo causado pela fusão de grottos anteriormente rivais. De MC Abutre passei a atender por Professor Aquaplay.

As coisas não iam bem para o grotto de Astaroth. MC Carniça decidiu trilhar sua própria vida, existindo num mundo onde as conspirações descem pelo ralo. Éramos três, novamente. Professor Aquaplay, MC Carvão e MS Barney. Ao trio remanescente, foi dado o nome de U.D.R., em um lacônico momento de sofreguidão e êxtase extático de minha vida. Comemoramos a união em um rito dionisíaco regado a sexo oral e palavras de adoração a Shub-Niggurath e finalizamos nossa primeira demo, intitulada Seringas Compartilhadas Vol.2 - Concertos Para Fagote Solo, em Si Bemol. Nela, incluímos novas versões para as quatro músicas já citadas e acrescentamos as infames Bonde do Amor Incondicional, Bonde da Orgia de Travecos, O Evangelho Segundo Serguei e Bonde do Aleijado.

2004: O ano tenebroso que marcou o início de nossa conspiração de ascensão, podendo ser resumido à prensagem limitada e exclusiva de nossa demo e nossas deliciosas camisetas da turnê O Amor Move Montanhas. Mais duas músicas haviam sido criadas e executadas pela primeira vez em nosso primeiro show fora de nossa cidade natal. São Paulo assistiu emocionada à visceral performance, sutilmente incomodada pelo sol raiando do lado de fora. 2004 foi o ano em que recebemos certo reconhecimento de pessoas relativamente conhecidas no mundo da mídia. Equilibradamente, foi um ano de leves conflitos internos e um show extremamente mal-sucedido.

2005: Este ano pode ser resumido por dois triunfos: uma apresentação para 2 mil pessoas em Belo Horizonte e outra para 700 em São Paulo. Na primeira, a comprovação de que o berço de nossa vida realmente conspira contra nossa existência. Na segunda, a confirmação de que nosso groto de adoração a Belial, Astaroth e Shub-Niggurath permanece mais forte do que nunca.

Apesar das singelas alegrias, o grupo se viu novamente em um momento tenebroso. Conspirando contra tudo que revela de si no mundo e revelando ao mundo tudo que conspira em si, MS Barney decidiu acalentar suas lamúrias e deixar o grupo. Sozinhos, eu e MC Carvão voltamos ao ritmo normal de composições e nos preparamos para nosso retorno triunfante.

2006: Diziam por aí que o DVD do Kool Metal Fest 6 ia sair qualquer dia desses. Mas nem saiu. 2006 foi um ano cheio de aventuras e aparições na TV, os garotos-U.D.R. levaram o seu funk-arte para a MTV. Um mundo novo tinha se aberto para os rapazes. Mas eles estavam divididos entre o vicio em Doritos e várias questões existencialistas.

2007: O ano chinês do Ornitorrinco. O Dvd saiu neste ano. Mas foi bem no final. Durante o ano os UDR conseguiram descobrir a cura da AIDS, mas como tinham anotado num guardanapo de boteco esta foi rapidamente perdida. Ano do lançamento do "Shape do punk do cão", o Ep que aterrorizou a cena eletrônica brasileira, ofendendo gratuitamente os gordinhos e tratando sobre temas importantes como o HPV.

2008: Este é o ano que estamos, é quase como se fosse viver no passado. Note: Eu escrevo aqui e você lê. Pronto agora a frase anterior já é passado.

Neste ano os garotos U.D.R. fazem participações na TV e armam uma brincadeira para azucrinar os fãs e a cena música tupiniquim. Fingem a saída do Carvão e armam um concurso para novos integrantes. Tudo para lançar o próximo ep o "Bolinando Straños". Ao final da brincadeira todos entenderam a mensagem e se abraçaram.

Perguntas:

É verdade que vocês comeram cocô num show em São Paulo, em 2004? Quem estava lá pode confirmar. Não só ingerimos nossas próprias fezes, como também o fizemos com nossos vômitos, em uma brincadeira gostosa entre amigos que foi vista com naturalidade por todos ali presentes.

Qual é o lance da tal "surra de pau mole"? Aconteceu mesmo? Este fato é uma grande inverdade criada por grupos dissidentes, em uma tentativa de depreciar nossa imagem e credibilidade frente ao respeitável público que tanto estima a aprecia a U.D.R. Não, jamais aconteceu nada desta natureza.

É verdade que um cara da U.D.R. come carne de tatu? Esta é uma meia-verdade. Como refugiado de uma área flagelada pela seca, nosso dileto integrante MC Carvão teve, sim, como parte de sua dieta alimentar, a carne de tatu. Em uma determinada ocasião, ele teve de comer o baço do próprio irmão, mas foi apenas um caso isolado.


Algum de vocês já pegou travestis? Em primeiro lugar: não são travestis. São artistas burlescos do entretenimento adulto. Quantas vezes será que teremos de repetir isso para vocês?

Dizem por aí que vocês são os novos queridinhos dos famosos. Confere? Não sabemos ao certo. Acho que o Tarcísio Meira mencionou algo assim naquele dia em que estávamos fazendo um churrasco na casa do Chiquinho Scarpa. Não, não, mentira. Foi no sítio do Bussunda e quem disse foi o Pedro Cardoso. É, foi isso mesmo. Sempre confundimos o nome desses roqueiros malucos.

Quem já foi DJ da U.D.R.? DamiDamiDami, Tasgaum, Pyrata, Karkinoz e Mano da 89FM. Houve ocasiões em que nós mesmos fomos os DJs e algumas pessoas fizeram o papel temporariamente em algumas apresentações: Smile, Dalton Skulk e Chino.

O que significa U.D.R.? É uma homenagem à banda UDORA, nossos conterrâneos aqui de Belo Horizonte que vira-e-mexe tocam no exterior. A sigla é o nome deles, sem as vogais.

Não consigo encontrar a minha pergunta aqui, o que faço? Você não está encontrando respostas porque não faz as perguntas corretas, pequeno raccoon.

É verdade que vocês já sofreram represálias de pessoas avessas à sua música? Se por "represálias" você quer dizer que alguém pagou para entrar, se incomodou, cuspiu na banda, irritou o Professor Aquaplay, percebeu que estava no meio de fãs e saiu correndo, então sim.

Qual a relação de vocês com o Rogério Skylab? Nenhuma. Ele visita nossa cidade a cada 2 anos e a memória dele é curta.

E com o Allan Sieber, o cartunista pornográfico maluco? É um caso bastante complicado, sabe? Tudo começou quando fomos conhecê-lo na feira de quadrinhos. Encurtando uma longa história, vamos apenas dizer que ele cantou o Bonde de Jesus e depois emprestamos um real para deixá-lo mais bêbado. Preferimos não comentar a respeito do porquê da boa ação. É sério. Não pergunte.

Quero trazer vocês para tocarem na minha cidade, o que faço? Primeiro, certifique-se de que o número de possíveis desavisados na platéia seja pequeno. A melhor forma de fazer isso é divulgar para o máximo de pessoas possível, garantindo que um possível show não se torne um possível fiasco. Depois, verifique o preço das passagens (aéreas ou rodoviárias) de Belo Horizonte para a sua cidade e vice-versa. E os shows tem que ser numa boate Gay,puteiro,casa do Alexandre frota ou na balada Kiss

Dios1.png Importante! A Igreja Universal quer sua atenção!

Deus quer que este artigo seja ampliado.
Aqueles que o fizerem, serão ajudados pelos seus tentáculos. Os que ignorarem, irão para o inferno pra sempre.
Não seja herege e obedeça a verdade única e divina!