Uganda

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Balangaladanga
Umbanda
Uga Uga
Bandeira de Uga Uga
Brasão de Uga Uga
Bandeira Brasão
Lema: Show me the wae brotah
Hino nacional: WE MUST FIND DE WAE!

Localização de Uga Uga

Capital Campari
Cidade mais populosa Kaganda y Andanda
Religião oficial Umbanda
Governo Quem ganhar a guerra, decide
 - Presidente (sem garantia de atualização) Idi Amin Dada Gordo Bobo
Heróis Nacionais Mussum, Knuckles da Uganda
Área  
 - Total 200.000 Km² de horríveis paisagens e morte km² 
 - Água (%) 000.000.000 km²
Analfabetismo 75 
População 20.000.000 de soldados aidéticos 
PIB per Capita 235 
IDH 010101 
Moeda Crânio dos inimigos
Fuso horário + 666
Clima tenso
Website governamental ??


Cquote1.png Você quis dizer: O Último Rei da Escócia Cquote2.png
Google sobre Uganda
Cquote1.png Cacildis!! Mataram di mais!! Cquote2.png
Mussum sobre Uganda

Uganda (do macumbês Umbanda) é um país africano situado no pior local da África (se bem que qualquer local naquele continente é péssimo).

História[editar]

Período pré-colonial[editar]

Uganda foi um território fértil africano, colônia de férias dos faraós egípcios antigos, o local era disputado por toda a África, pois antigamente era um lugar maravilhosos de se morar, na época era o Reino de Buganda pois tinha muitas bundas e bichos chamados knucles.

Já governou o local egípcios, beduínos, árabes, pais-de-santo, animais, meio-macacos, extra-terrestres, knucles e homens normais.

Colonização britânica[editar]

A coisa sempre foi preta naquela região, e quando a Europa meteu o bedelho então, aí que fudeu a região de vez. Era morte e exploração para todo lado e hoje em dia um local que fisicamente é paradisíaco se tornou uma merda de lugar para se viver (morrer).

Primeira Guerra Mundial[editar]

Durante a Primeira Guerra Mundial o Lago Vitóiria se tornou cenário de uma batalha naval em dimensões reais, onde disputaram britânicos e alemães. Quem ganhou não faz diferença par os ugandenses que tiveram suas águas devastadas.

Independência[editar]

Em 1962 a Uganda adquire sua independência, o então rei-presidente Mutesa II tenta instituir uma república semi-democrática bananística, mas como foi assassinado no processo, ele não pode realizar seu sonho.

Idi Amin Dada[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Idi Amin
Idi Amin posa para a foto usando seu traje de camuflagem para festas rave.

Em abril de 1973, toda população de Uganda foi ver a estreia de Psicose no primeiro cinema de Uganda, em Kampala. Todos estavam lá, exceto Amin. Idi Amin, sendo o sádico da maneira que era, estava no sótão de sua casa planejando como poderia trazer mais miséria ainda para seu país, foi então que teve a genial ideia de aplicar um golpe militar, mas infelizmente seus aliados também estavam no cinema e o golpe não pode ser feito naquele dia. No dia seguinte, Idi Amin liderou um golpe bem sucedido, mas ninguém notou, porque todos ainda estavam assustados pelo filme do dia anterior.

E a tomada de poder de Amin foi facilitada porque o então primeiro-ministro de Uganda, horrorizado, havia cometido suicídio do filme.

Assim Amin marchou sobre a capital Kampala e estuprou a Constituição. E uma vez que Amin estava no poder, ele trouxe para o povo de Uganda muitas coisas maravilhosas que nunca tinham desfrutado antes, tais como rios de sangue, execuções em massa, violações das terras, fome, guerra, doenças, e outra coisas assim.

Amin abnegadamente se sacrificou em nome do povo. Amin comeu toda a comida no país poupando que as pessoas precisassem se esforçar trabalhando pois assim talvez não sentissem fome, e aqueles que insistissem em sentir fome, Amin os comia! Oh que líder nobre.

Logo, ficou claro para o povo de Uganda que não eram merecedores de ter como presidente um megalomaníaco maníaco e seus opositores começaram a colocar gordura trans em suas refeições, fazendo Idi Amin sofrer um ataque cardíaco. Foi difícil para os médicos operá-lo porque não tinham idéia de onde estava o seu coração! E com o fim de eu governo, Idi Amin se tornou o último rei da Escócia.

Guerras[editar]

Com o aparente fim da ditadura, Uganda para não ficar no tédio começou a se meter em problemas de outros países.

Acolhia terroristas do Sudão, dava abrigo para terroristas da República Democrática do Congo, refugiava refugiados de Burundi e Ruanda, conquistando assim o ódio de todos.

Fatos recentes[editar]

O famoso Campeonatinho Nacional de Sapateado de Uganda.

Corrupção, terrorismo, eleições fraudulentas, os atuais governantes de Uganda tentam de qualquer jeito se inspirarem em Idi Amin na maneira como agem.

O país atualmente vive em guerra permanente por tempo indeterminado. A guerra é tanto civil como declarada aos poderosos governos de Ruanda e Burundi. E também um crescente aumento de uma tribo retardada de Knuckles que em busca de novas oportunidades de vida e para achar o "Caminho" (Do yo no da wae?) começaram a migrar para outros locais.

Economia[editar]

Não há dinheiro na região. Ou se mata para comer ou morre para ser comido.

Política[editar]

Terra sem lei. Você vive enquanto puder matar. Você manda enquanto ninguém te matar.

Subdivisões[editar]


Lazer[editar]

O lazer no país não existe, o passatempo mais divertido de se fazer além de foder com os miolos alheios é fazer sexo e naturalmente se contaminar com AIDS, fazendo do país 100% contaminado pela doença.

Flag-map of Uganda.svg.png Uganda
HistóriaPolíticaSubdivisões
GeografiaEconomia
CulturaTurismo


Leaotarado.jpg
África
v d e h

Países: África do Sul | Angola | Argélia | Benim | Botswana | Burkina Faso | Burundi | Cabo Verde | Camarões | Chade | Comores | Congo | Costa do Marfim | Djibouti | Egito | Eritreia | Eswatini | Etiópia | Gabão | Gâmbia | Gana | Guiné | Guiné-Bissau | Guiné Equatorial | Lesoto | Libéria | Líbia | Madagascar | Malawi | Mali | Marrocos | Maurício | Mauritânia | Moçambique | Namíbia | Níger | Nigéria | Quênia | República Centro-Africana | República Democrática do Congo | Ruanda | São Tomé e Príncipe | Senegal | Serra Leoa | Seychelles | Somália | Sudão | Sudão do Sul | Tanzânia | Togo | Tunísia | Uganda | Zâmbia | Zimbabwe

Territórios: Canárias | Ceuta | Galmudug | Mayotte | Melilla | Reunião | Saara Ocidental | Santa Helena, Ascensão e Tristão da Cunha | Somalilândia