Vale do Alto Médio Reno

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bismarckpre.jpg Desciclopëdia über alles in der welt!!!

Estä arrtigö é alemon! Issö querr düzerr que seu autorr suschtenta ö gerraçon interra com bratwurst e sauerkraut, serrvidös porr uma fräulein . Non faça scheiße, öu te porremos de quatrro nö cörredorr polonës.

Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Cquote1.png Lá é o único lugar que tem cidades na região Cquote2.png
Habitante do vale sobre Vale do Alto Médio Reno
Cquote1.png Lá é o único lugar que tem castelos na região Cquote2.png
Habitante do vale sobre Vale do Alto Médio Reno
Cquote1.png Lá é o único lugar que tem plantações na região Cquote2.png
Habitante do vale sobre Vale do Alto Médio Reno
Cquote1.png O resto da região é uma porcaria, não tem nada Cquote2.png
Habitante do vale sobre sinceridade

O Vale do Alto Médio Reno (ou Vale do Médio Alto Reno, se preferir) é uma parte do Rio Reno que vai de um lugar e termina no outro. Como o nome diz, ele vai da parte alta às partes baixas à parte média. É considerado um patrimônio mundial por ser uma mistura de castelos velhos à beira da ruína, um monte de indústrias que deixam o ar mais bonito com fumaça e água, muita água.

Características[editar]

O único tipo de construção existente no vale (a folha está tapando a imagem}.

As rochas na beirada do rio foram formadas há muito tempo, no período Demoniano, aonde as pedras do Inferno subiram à superfície, o que explica o aspecto medonho do vale da Rena do Reno. Outras rochas foram formadas em cima de outras, fazendo um vale. Algumas partes do Vale do Reno parecem uma imitação do Grand Canyon, apreciada pelos alemães que não tem dinheiro para pagar uma passagem para os Estados Unidos.

As rochas que formam algo parecido com muralhas próximas do Rio Reno, além de serem exploradas pelo turismo, elas servem também para destruir barcos de possíveis países invasores (isso quando estão no meio do rio) ou como lugar para suicídio base para Bungee Jumping ou outros esportes de suicidas aventura.

O clima da região não favorece o plantio de cereais para a fabricação da cerveja, por isso os alcoólatras do Vale do Alto Médio Reno produzem uvas para a fabricação do vinho, sendo essa região confundida com algum estado da França.

O vale do rio foi muito importante no passado porque os habitantes do oeste alemão tinham preguiça de construir estradas e usavam o rio como a única estrada da região. A maioria das cidades, para terem um abastecimento de água decente, foram fundadas perto do rio. Por isso que as cidades do Vale do Reno registram o maior número de enchentes da Alemanha.

Para proteger o local aonde existe toda a civilização do oeste alemão, foram construídos inúmeros castelos. O que eles faziam para proteger o vale ninguém sabe, porque eles só ficavam parados causando poluição visual e ocupando espaço. Esses castelos só servem como cenários de histórias infantis, aonde um príncipe encontra uma princesa, eles se casam e o resto da história é censurado "porque as crianças não estão preparadas para ver esse tipo de coisa, e blábláblá".

Em cidades próximas ao rio, existe um festival chamado "Reno em Chamas", aonde os participantes tentam incêndio incendiar as águas do rio usando artifícios mirabolantes. Como não se faz fogo na água, até hoje nenhuma pessoa conseguiu vencer esse festival.