Vigilante

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg Vigilante é um jogo virtual (game).

Enquanto você lê, Marisa Kirisame rouba outro coração em Touhou

Poster desse jogo desconhecido.

Vigilante é um jogo de Arcade dos anos 80. Cada ficha custava, no lançamento, 250 cruzados novos. Você controlava o Vigilante Rodoviário. Infelizmente os poderes gráficos dos processadores Zilog Z80 dos gabinetes não permitiam que ele usasse a sua Harley muito menos o auxílio de seu fiel lobo Lobo, portanto para compensar - e fazer sucesso na Gringolândia, pois Enter the Dragon do Bruce Lee dava o que falar - o coitado do Carlos Miranda teve que se virar com um Nunchaku.

História[editar]

Madonna veio para o Brasil para uma turnê na Boca do Lixo, mas no final do show foi seqüestrada e jogada dentro duma furgão, por uma gangue de skinheads. Skinheads curiosos até, pois são cabeludos e admitem negões no grupo.

Originalmente era para o vigilante persegui-los pela BR 469 à bordo de seu Simca Chambord e portanto o jogo iria ser um jogo de tiro um pouco melhor do que Outlander de SNES, mas como mencionado anteriormente, o processador Zilog não aguentaria o tranco. Quer dizer, se fosse instalado uma CPU adicional (de preferência um Ricoh 8051 ou um MOS 6502 e tivesse 64 KB de memória RAM, o jogo poderia até ser o GTA dos anos 80... mas como o dinheiro tava curto, (era uma fortuna um computador Brastec com incríveis 8 KB RAM e expansível até 32...) acabou ficando como está.

O jogo também foi localizado, ganhando uma coloração mais condizente com a terra do Tio Sam.

Uma característica notável desse jogo é que os inimigos mais duráveis são militantes do PT e operários de metalúrgica, e um dos chefes é o Lula em pessoa.