Viviane Oliveira

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Viviane da Silva Oliveira)
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira do Estado de São Paulo.svg.jpg Salve, mano! Este artigo é paulista: não gosta de gaúcho nem de carioca e se acha um puta trabalhador, né, meu! E não tá completo, pois o vacilão foi tomar um chôps e dois pastel, meu!
Viviane da Silva Oliveira
Viviane.jpg
Uma pinguça de marca maior
Nascimento 11 de fevereiro de 1975
Votorantim Bandeira do Brasil Brasil
Ocupação Puta
Altura 1,49 m
Peso 56 kg
Cabelo Ruivo

Viviane Oliveira é uma das gostosas esquecidas que já participaram do Big Brother Brasil.

Chegou a causar uma certa polêmica na época porque dava em cima do Pedro Bial descaradamente, chegando a despertar ciúme na esposa do apresentador.

Apesar de preencher todos os requisitos para ser a musa do programa, ela foi ofuscada porque o Big Brother Brasil 3 tinha subcelebridades femininas que já eram razoavelmente conhecidas na mídia: Juliana Alves e Sabrina Sato, que foram bailarinas do Faustão; e Joseane Oliveira, a Miss Brasil 2002.

Viviane já era rica antes mesmo de entrar para o BBB, então seu objetivo ao participar do reality show nunca foi ganhar dinheiro, já que sempre teve isso de sobra. O que ela queria mesmo era ser famosa e virar atriz das novelas da Globo, por isso achou que se insinuar para o Bial poderia facilitar sua trajetória rumo à fama. Porém, isso teve efeito reverso e cagou qualquer chance que poderia ter. Mais tarde, tentou inutilmente reverter a imagem de puta ficando amiguinha da professora Elane Silva, que era a favorita para vencer, mas como na final a pobretona foi derrotada por Dhomini, as duas amigas da onça caíram rapidamente no esquecimento depois.

Após sua eliminação, Viviane tentou ser capa da Playboy, mas a revista preferiu as outras sisters que já eram famosinhas antes. Restou então a Vivi ser capa da Sexy, que não vendeu nada.

O mais próximo de ser atriz que ela conseguiu foi ser figurante do seriado Carga Pesada, mas parou ali. Foi capa de mais algumas revistas chumbregas, até que cansou de ser um fracasso e decidiu voltar a ser anônima, exercendo a profissão de advogada que já tinha antes dessa porra toda.