Vodafone

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Ne mutlu Deşçıklöpediyüm diyene!
Bandeira do Império Otomano (1299–1923).png
Bandeira

Este artigo vem da Turquia:
Come kebab, louva Atatürk e jura que é europeu.
Não confunda com um árabe e muito menos com um grego

Lembre-se, o Genocidio Armênio nunca aconteceu!
Vodafone faliu!
Graficozero.JPG Nem tua mãe quita suas dívidas!

Outros que ficaram no vermelho.

Cquote1.png Vou dar o fone. Cquote2.png
Clodovil sobre Vodafone.

Vodafone.jpg

Vodafone é o nome fantasia de uma empresa européia que presta serviços de telefonia celular e putaria generalizada. Atualmente é o maior patrocinador da Fórmula 1, fornecendo aos pilotos serviços de acompanhantes nos boxes.


A Criação da Empresa[editar]

Logotipo original da Vodafone

Em 1999, o turco Kamal Abdullah Gül, proprietário de uma "lujinha" de aparelhos celulares na região do Saara e de um prostíbulo na Lapa, ambos na zona (opa!) central do Rio de Janeiro, teve uma ideia brilhante para engrossar (opa!) seus lucros: juntaria os serviços prestados nos dois estabelecimentos, tornando-se o primeiro telecafetão de que se tem notícia.

Assim, o feliz proprietário de um celular comprado com Kamal receberia, no ato da compra, um número de identificação e um cartão com o telefone da "casa de massagens" na Lapa. Quando ligasse para lá pedindo a "companhia" de uma das meninas, receberia um desconto equivalente ao valor gasto na ligação. O serviço também permitia uma inversão (opa!): um alegre usuário das "termas" na Lapa, conforme fosse gastando, iria acumulando pontos que, depois de certo tempo, poderiam ser convertidos num aparelho celular.

Estava instituído então o Fodafone (que Kamal chamava "Vodavone" devido a seu simpático sotaque) e que foi, posteriormente, registrado como Vodafone para evitar acusações de pornografia.

Expansão[editar]

Kamal Abdullah na capa da Você S/A

Apenas o Centro do Rio era muito pouco para os sonhos de Kamal. Descendente direto do imperador Saladinha Saladino, que fez o Império Otomano (hoje reduzido à Turquia) crescer mais que piru em mão de puta (conforme documentado no jogo Age of Empires II), ele também tinha sonhos expansionistas.

Em seis meses, a empresa rendia tanto que Kamal conseguiu abrir filiais em diversos bairros da capital e no exterior interior. Depois de sair na capa da revista Você S/A em outubro de 2000, os lucros da Vodafone chegaram em tal patamar que estava tudo pronto para serem abertas as primeiras filiais em outros países.

Como tinha medo de avião, Kamal preferiu investir em países que faziam fronteira com o Brasil, aonde poderia ir de ônibus. Assim, surgiram as primeiras filiais da Vodafone no Uruguai, na Argentina e na Bolívia (onde Kamal teve a ideia de criar a primeira adaptação regional da empresa, o plano CheraVoda, que incluía uma carreirinha no serviço).


Vodafone e a Fórmula 1[editar]

No início de 2003, depois de inaugurar a primeira filial da Vodafone no Peru (onde foi criado o plano LlamaVoda, que incluía lhamas ninfomaníacas no serviço), Kamal fazia turismo na cidadela de Macho Machu Picchu, no cume de uma longínqua montanha na Cordilheira dos Andes. Lá, encontrou-se com o fantasma de AYRRRRRRRRTON SENNA DO BRASIL! que havia se mudado para o local pouco depois de morrer em busca de tranquilidade (embora as más línguas digam que sua alma atormentada queria mesmo era buscar um Peru pra se enterrar no cume).

Senna, simpatizando com o turco, ofereceu-se para abrir os caminhos (abrir os caminhos, presta atenção!) da Fórmula 1 para ele, já que seu serviço de escort seria muito bem-recebido nos boxes, onde os carros as equipes estão sempre precisando trocar o óleo. Diante de possibilidade de ganhar milhões com o novo empreendimento, Kamal aceitou na hora e foi pessoalmente (levando suas meninas e muitos celulares) a Paris, sede da Federação Internacional de Automobilismo, a FILHA FIA, oferecer seu patrocínio.

Onde está Bocquet?

O presidente da federação, Jean-Paul Bocquet, por ser francês, não ficou muito entusiasmado com as meninas. Já Kamal, por ser turco, não perdia um negócio: ele não estava lá apenas pela Fórmula 1, mas já estava tudo certo para abrir a primeira filial francesa da Vodafone (que ofereceria o plano PaineVone, que incluía no serviço uma baguette para o cliente usar como bem entendesse). Inocentemente, comentou com Bocquet que precisava de uma dançarina de cancã para a festa de inauguração de sua loja.

No mesmo momento, comenta Kamal em sua autobiografia Bebórias de um durco no Brasil, os olhos de Bocquet se iluminaram. Dançar o cancã sempre havia sido o sonho de sua vida!

Cquote1.png Dancing la cancã est le rêve de ma vie! Cquote2.png
Jean-Paul Bocquet em francês babel, sobre o sonho de sua vida

Kamal não queria um homem francês peludo dançando no meio de suas graciosas meninas. Mas Bocquet não deixaria o negócio para trás. Então, chegaram a um acordo: o presidente da FIFA FIA participaria daquela e de todas as outras apresentações da troupe de Kamal se o patrocínio da Vodafone fosse aceito. Assim, para alegria de todas as equipes de automobilismo, já na temporada seguinte, em 2004, o fornecimento de "modelos" para os boxes era exclusivo de Kamal.

Esses deram duro!

As equipes que mais se destacarem no consumo dos produtos vodafônicos (sejam as moças, sejam os telefones) ganham direito a estampar a marca no macacão. Neste ano, o prêmio coube à McLaren.

A Vodafone hoje[editar]

Escritório central da Vodafone Communications and World Domination Inc., em Birigüi

Atualmente, a Vodafone é a companhia de telefonia celular que mais cresce no Universo. Seu presidente atual, Bebeto Silva Souza (filho adotivo de Kamal, que o sucedeu no controle da empresa após a misteriosa morte do pai no interior da Rússia), anunciou recentemente seus planos de adquirir ações do orkut para profissionalizar o serviço de putaria que essa empresa oferece.

Além disso, Bebeto pretende adquirir uma área na Lua suficientemente grande para a construção de uma base de transmissão para todo o Sistema Solar. Seu plano é estabelecer o monopólio da putaria espacial antes que ELES cheguem.