Yui Aragaki

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
ESTE ARTIGO É SOBRE UMA GOSTOSA!!

Ela provavelmente não sabe atuar, dançar, cantar, desfilar, praticar esportes, fazer cálculos matemáticos ou qualquer coisa de útil para a humanidade. Mas quem liga? Todo mundo a conhece apenas porque ela é uma baita duma

GOSTOSA

Japonesa fazendo nada.jpg
新垣结衣
Img main portrait.jpg
Gakky sorrindo para você
Nascimento 11 de junho de 1988
Okinawa Bandeira do Japão Japão
Nacionalidade Japonesa
Ocupação Cantora, compositora, modelo, atriz, dubladora, radialista
Medidas 80-62-87
Altura 1,68 m
Peso 49 kg
Signo Gêmeos
Olhos Castanhos
Cabelo Preto

Cquote1.png Ai ai ai Yui Yui! Cquote2.png
Silvio Santos sobre Yui Aragaki
Cquote1.png Colega de esquina! Cquote2.png
Maki Horikita sobre Yui Aragaki
Cquote1.png Minha voz! Cquote2.png
Yoshino Fujieda sobre Yui Aragaki

Yui Aragaki ou simplesmente Gakky é uma dessas japonesas que fazem de tudo um pouco na mídia. Fazem mal, mas fazem. Ninguém se importa com sua falta de talento, já que ela é uma mulher gostosa. Espera, isso já é um talento e tanto.

História[editar]

Gakky em foto para capa da Caras.

Ainda na escola, Gakky sempre destacou-se dentre as demais estudantes de sua classe. Não por tirar as melhores notas e ser a mais estudiosa, mas sim por sua grande beleza. Graças a isso, foi descoberta muito cedo pelas revistas de moda e tornou-se uma modelo adolescente de sucesso. Ao completar a maioridade, deu uma evoluída na carreira e passou a tirar fotos mais ousadas, sendo considerada então uma gravure idol. Apareceu inúmeras vezes na capa de revistas masculinas, mas nunca posou nua.

Em sua família, é a mais nova de três filhas, e a única que teve a sorte de ficar famosa, até porque também foi a única que tentou. Ela até passou no vestibular para medicina e chegou a estagiar na área, mas como só queria saber de balada, achou melhor desistir e seguir com a carreira artística mesmo.

Como é natural para toda top model do Japão, logo surgiram convites para Gakky participar de doramas, e ela obviamente aceitou. Aos poucos, foi ganhando papéis cada vez mais importantes na televisão e quando se deu por conta, já havia virado uma atriz profissional e foi indicada até mesmo a prêmios.

Outra empreitada que não demorou a acontecer em sua vida foi a dublagem, que surgiu com o anime Digimon Data Squad. A personagem Yoshino Fujieda foi dublada por ela, que não satisfeita ainda quis cantar alguma música para a trilha sonora. Mesmo sendo terrivelmente desafinada, seu desejo foi atendido.

Gakky cagando na sua privada invisível... Será que sua bosta também é invisível?

Gakky gostou tanto de cantar que, em sua cabeça, ela tinha potencial para ser cantora também, e cismou que gostaria de lançar um disco. Como sempre tem algum retardado alucinado que compra qualquer porcaria, o troço alcançou uma boa vendagem e ela repetiu o feito mais duas vezes. Quando enfim os japoneses recuperaram (ou adquiriram) bom gosto musical, suas canções pararam de tocar nas rádios, o que a deixou muito puta, pois ela queria estar presente em todas as formas de entretenimento possíveis. Com medo de um possível chilique, ofereceram-lhe então um programa de rádio para apresentar ao lado de outras divas.

Devido à sua mania de querer fazer um monte de coisa ao mesmo tempo, Gakky acabou ficando doente e precisou ser internada às pressas devido a um caso grave de stress crônico. Muitos pensavam que ela nunca mais voltaria à ativa novamente, mas eis que a moça ressurge para interpretar Akane Tendo na versão live-action do mangá Ranma 1/2. Como era a primeira vez que aparecia de cabelo curto, surgiram vários rumores de que Gakky seria lésbica. Ela nunca fez questão de desmenti-los...

Atualmente, Gakky estaria envolvida em um projeto de cinema no qual interpretaria uma princesa feudal. Há quem diga que além de atuar, ela também será a cineasta do filme em questão. Logo, antes mesmo da estreia já podemos concluir que o resultado do mesmo será uma bosta.

Enquanto nada é confirmado, ela pode ser vista em comerciais de marcas famosas como Sony, Toyota e outras que você nunca deve ter ouvido falar, a menos que seja japonês.

Ver também[editar]