Ziraldo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Comunismo.jpg ATENÇÃO, CAMARADA

Este artigo é comunista, e portanto, foi escrito por um Comunista, ou por um torcedor do Liverpool, ou do Manchester United, ou de qualquer torcedor de um time vermelho ou ainda, por fãs da Ferrari.
Se você alienar a marcha revolucionária, levará uma picaretada.

Corcovado.jpg HUEHUEHUEHUEHUE BR BR

Oxe, venha cá, este artigo da porra vem do Brasil! Só fala de futebol, come feijoada, exporta diplomatas, puxa o saco dos EUA, paga imposto pra caralho e põe a culpa no governo pela dificuldade de atendimento médico.

Mattgroening.jpg Ai, minha mão, porra!

Este artigo é sobre algum desenhista, rabisqueiro ou uma pessoa que não conseguiu emprego de pintor. Ele passa a madrugada desenhando, tem calos no lugar das digitais e é viciado em filmes de violência. Se vandalizar, Jack Kirby passará a borracha em você!

Ziraldo: "É meu e ninguém pega!!!"

Cquote1.png Na União Soviética, Ziraldo é desenhado por VOCÊ!!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Ziraldo
Cquote1.png Na União Soviética, Ziraldo paga bolsa-ditadura para VOCÊ!!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Ziraldo
Cquote1.png Já comi! Cquote2.png
Maurício de Sousa sobre Ziraldo
Cquote1.png Vem aqui, come, fala que é "amigo" e nunca paga a conta... Cquote2.png
Walter Mancinni, dono de cantina italiana, sobre Ziraldo

Ziraldo Alves Peganomeo Pinto (Caatinga, 24 (uii!) de outubro de 1932) é um cartunista, chargista, oportunista, pintor de brocha, dramaturgo, escritor, designer de máquinas caça-níquel , desenhista, jornalista, picareta, burguês comunista (????) brasileiro (UFA!). É o criador de personagens famosos, como Menino Maluquinho por Dinheiro, e, atualmente, um dos mais conhecidos e aclamados ganhadores da Bolsa-Ditadura do Brasil.

Vida profissional[editar]

Em 1960, lançou a primeira revista em quadrinhos brasileira feita por um só autor, Turma do Tererê, que também foi a primeira história em quadrinhos colorida (não quer dizer gay!!!) totalmente produzida no Brasil. Embora tenha alcançado uma das maiores tiragens da época - uns 4 exemplares - Turma do Tererê foi cancelada em 1964, logo após o início do regime militar no Brasil, por ser considerada apologia ao cabelo rastafári e por consequência, à marijuana. Nos anos 70, a Editora Abril relançou a revista, desta vez, porém, sem o sucesso inicial (vendeu 2 exemplares).

Foi fundador e posteriormente diretor do periódico O Pasquim, tablóide de oposição ao regime militar, uma das prováveis razões de sua prisão, ocorrida um dia após a promulgação do AI-5. Preso com uma turma de vagabundos do Leblon, cantava marchinhas comunistas e fazia banquetes de miojo lámen em sua cela com vista para o mar. Ficou 3 dias em cana, nunca levou um tapa sequer, mas foi o suficiente para poder exigir uma Bolsa-Ditadura de 1 milhão de Reais no início dos anos 2000. Nos anos 70 criou e produziu o desenho animado para televisão "A Turma do Dick Vigarista", que recebeu inúmeros elogios da esquerda intelectual marxista brasileira por, subliminarmente, incutir na cabeça das crianças o lema: "na luta por uma causa, vale qualquer método".

Incansável, Ziraldo ainda hoje colabora em diversas publicações, e está sempre envolvido em novas iniciativas fraudulentas. Uma das mais recentes foi a "Revista Bundas", uma publicação que fazia uma alusão a revista "Caras". Bundas era voltada para o dia-a-dia de festas e ostentação da elite comunista e petista brasileira, com seus Land-Rovers e charutos cubanos em festas regadas a Dom Pergninon e whisk 18 anos. Ziraldo foi também o fundador da revista "A Palavra é Money" em 1999. Devido a um sério problema de finanças, viu-se obrigado a participar do governo Lula como presidente da FUNARTE - Fundação Nacional da Arte de Roubar os Cofres Públicos.

Dias Atuais[editar]

Passa hoje seus dias a comemorar em festas com seu "companheiro" José Dirceu o acréscimo de 1 milhão de Reais ao seu pequeno patrimônio de 18 milhões de dólares, e gasta sua renda vitalícia paga pelo governo (via nossos impostos!!!) de 4 mil Reais abastecendo seu imponente carro inglês Jaguar somente com gasolina aditivada super-premium da PTroubras. Amigo do deputado gaúcho Thomais Melixandu, Ziraldo também falou em entrevista para jornalistas que "se lixava para a opinião pública" quando questionado sobre sua pensão e indenização milionária paga com impostos de cada pobre desdentado do país.

Chapado.jpg Ziraldo dá um tapa na pantera!

Por isso ninguém entende o que ele(a) diz!

Clique aqui se você quiser dar um tapa também.